emagrecer,dieta,abnoplastia,

reabilitação,quimica,engravida,criança,emagrecer,obsidade

quinta-feira, 27 de abril de 2017

água de aveia ajudar a perder peso

Você sabia que a água de aveia também pode ajudar a perder peso? Contamos como elaborá-la e como você pode incluí-la na sua dieta para que seja mais eficaz.
Poucos alimentos podem ser tão saudáveis como a aveia. Os estudos realizados sobre ela nos dizem que é um maravilhoso regulador metabólico, isto é, depurará tudo aquilo que está sobrando em nosso organismo e cobrirá as carências. Auxilia o coração, o intestino, sem esquecer, é claro, que nos ajuda a perder peso com seu consumo frequente, quer saber mais?

A FDA (Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos) nos diz que é um dos alimentos mais saudáveis que podemos encontrar, uma fonte de energia e vitalidade que deveríamos incluir diariamente em nossa dieta. Trataria-se, pois, de um modo muito natural mediante o qual podemos perder peso sem sofrer muito e, melhor ainda, sem passar fome. Neste artigo explicaremos como.

1. Reduz o colesterol e cuida do nosso coração

Basta tomar uma infusão de aveia em jejum para reduzir o colesterol. Seus óleos ricos em ômega 6 e ácido linoleico constituem as chamadas gorduras boas, capazes de reduzir o colesterol ruim e cuidar do nosso coração.

2. Reduz as calorias

A aveia tem poucas calorias e dispõe também de um efeito saciante. Suas gorduras são muito saudáveis, contém fibra, vitaminas, minerais, oligoelementos e fibra. É, sem dúvida, um superalimento.

3. Depurativa

Dispõe de aminoácidos que nos induzem a produzir lectina no fígado, necessário para nos ajudar a depurar o nosso organismo. Consumir aveia nos permitirá limpar as paredes das artérias, limpando, graças às suas fibras, os depósitos de gordura que nelas se formam.

4. Controla o açúcar

A aveia é bastante recomendada para os diabéticos. Sua fibra solúvel melhora a digestão de amido e mantém estáveis os níveis de glicemia. Um aliado maravilhoso para estes casos.

5. Melhora a digestão

A aveia reduz nosso ácidos biliares, facilitando o trânsito e evitando, assim, a prisão de ventre. Além disso, seus carboidratos são de absorção lenta, o que nos dá uma sensação de saciedade perfeita para ir perdendo alguns quilos e não termos a necessidade de comer muito ou ficarmos “beliscando”.

6. É anticancerígena

São muitos os estudos que foram realizados a este respeito, concluindo que determinados fitoquímicos da aveia nos ajudam a nos proteger contra o câncer. Mais um motivo para consumi-la diariamente.

Por que a água de aveia nos ajuda a perder peso?


  •  A água de aveia em jejum nos ajuda a perder peso porque sua composição, a base de vitaminas, minerais e fibra, nos dá uma sensação de saciedade, mediante o que não sentiremos a necessidade de ficar beliscando, nem comeremos muito.
  • Dá ao organismo propriedades benéficas enquanto, pouco a pouco, perdemos peso.
  • A aveia elimina todas as toxinas que o nosso corpo vai gerando e armazenando. Se nos nutrimos com sua água, ela nos dará proteínas, além de vitaminas, minerais e oligoelementos.
  • É, além disso, diurética, impede o acúmulo de líquidos em nosso corpo e nos faz sentir melhor

Como consumir a água de aveia para perder peso?

1. Quanto consumir?

Com o intuito de emagrecer, deve-se consumir a água de aveia em jejum durante um mês seguido. Isto permitirá que fiquemos saciados por quase toda a manhã e nos dará energia e fibra para começar o dia. Também podemos tomar outro copo antes das principais refeições.

2. Como consumir?

  • Pegar uma xícara de aveia, um ramo da canela em pau e dois litros de água.
  • Em um liquidificador, colocar a aveia junto com um copo de água e bater até obter uma mistura homogênea. Depois pode incluir o restante da água, a canela, algum adoçante, se desejar, ou, ainda melhor, stévia ou duas colheres de mel. Se restar algum grão da aveia, você pode coar esta batida. Depois, coloque a água na geladeira, pois, dessa forma, você a conserva durante todo o dia. Comece o café da manhã com um copo, depois é ideal bebê-la antes das refeições, pois ajudará na saciedade e na nutrição.

3. Exemplo de um dia de dieta com água de aveia:

  • Café da manhã: um copo de água de aveia, uma maça e um chá de sua preferência.
  • Almoço: um copo de água de aveia como bebida. Salada de espinafre, com aspargos e nozes e um peito de frango grelhado.
  • Lanche da tarde: um chá verde.
  • Jantar: um copo de água de aveia. Berinjelas ao forno e algumas rodelas de beterraba temperadas com suco de limão. De sobremesa, uma maça assada com canela.
Como você pode ver, o mais importante é começar o dia com um copo de água de aveia e inclui-la como bebida nas refeições principais, sempre equilibradas e sem cometer excessos. Se fizer esta dieta durante um mês, perceberá que aos poucos irá baixando seu peso.

aveia planta

A aveia é cultivada em todas as zonas temperadas, pois ela têm uma exigência menor por calor estival e maior tolerância pluvial do que outros cereais, como trigo, centeio ou cevada, por isso são particularmente importantes em áreas com verões amenos e úmidos, como Noroeste da Europa, elas chegam a ser cultivadas com ...
Aveia
Aveia
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Angiospermas
Classe: Liliopsida
Ordem: Poales
Família: Poaceae
Gênero: Avena
A aveia, Avena L., faz parte da família Poaceae, está incluída na subfamília Poideae e gênero Avena. Este gênero engloba 450 espécies, sendo que as que recebem maior atenção pelos agricultores são Avena sativa e Avena byzantina. Os produtores de maior destaque no cenário mundial pela intensidade com a qual produzem a aveia são russos, canadenses, norte-americanos, alemães, australianos, finlandeses, poloneses e suecos.
A aveia é um alimento cereal nutricionalmente rico. Possui muitos elementos fundamentais para se ter uma dieta alimentar saudável, como cálcio, ferro, carboidratos, vitaminas, minerais e, especialmente, as fibras. Por ser de fácil preparo e de muitas combinações alimentares já que não possui um sabor relevante, a aveia tem ainda esse apelo natural: as fibras. Esse elemento maravilhoso é um prato cheio para quem precisa regular o intestino, pois consumindo a dose certa indicada por um especialista em nutrição, é possível “fazer as pazes” com seu intestino, combatendo a constipação intestinal (ou “intestino preso”, ou “prisão de ventre”).
Além disso, alguns estudos já comprovaram o poder efetivo da aveia quando associada a uma alimentação saudável no combate ao colesterol ruim (o LDL). E ainda tem alguns cientistas que defendem que o uso comedido da aveia também ajuda no controle do diabetes e da hipertensão. E todos esses benefícios graças a uma fibra solúvel chamada  β-Glucana. A quantidade desta fibra está diretamente relacionada com o tipo de aveia, em maior proporção está presente no farelo de aveia, depois nos flocos de aveia e por último e em menor concentração vem a farinha de aveia.
Também no tratamento auxiliar para combater a obesidade a aveia é largamente utilizada, pois teria relação direta com a diminuição na formação de gorduras em placas, as ateromas, no organismo.
Porém, vale ressaltar que os portadores de doença celíaca ou de qualquer outra doença que o deixe intolerante ao glúten não deve usufruir deste cereal e de seus benefícios.
Bibliografia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Aveia
http://cyberdiet.terra.com.br/aveia-saude-em-sua-mesa-2-1-1-21.html
http://www.anutricionista.com/aveia-quais-sao-os-seus-beneficios.html
Foto: USDA-GIPSA / http://www.gipsa.usda.gov/fgis/educout/commgallery/gr_greyoats.html

fubá alimento


E o fubá?


Essa semana me perguntaram sobre o fubá, especificamente sobre a polenta, e realmente parei para pensar que nunca prescrevi ou coloquei como substituição a polenta no cardápio dos meus pacientes! O que ao meu ver, é uma falha, até mesmo porque agora no inverno um prato quentinho cai muito bem, então resolvi dar meu parecer sobre o uso do fubá.

Primeiramente é importante saber que o fubá é um carboidrato, e ele deve então ser incluso no cardápio como substituto ou complemento do arroz, macarrão, batatas, mandiocas, batata doce, inhame, cara, etc…
E vamos às calorias:
Arroz branco cozido- 100g – 124,69 calorias
Batata cozida- 100g – 87 calorias
Macarrão cozido 100g – 141 calorias
Polenta – 100g – 62,88 calorias.

Benefícios do fubá para a saúde

  • Pode ser consumido por celíacos, pois o fubá não apresenta glúten, a proteína proibida por quem apresenta a doença celíaca;
  • Muito bom no combate a anemia;
  • Deve ser consumido por mulheres grávidas, por ser fonte de ácido fólico, que é importante na formação do bebê;
  • É uma fonte interessante de fibras, que ajudam o funcionamento do intestino;
  • Não apresenta colesterol;
  • Ajuda pessoas convalescentes a ganharem peso.

– Sopa de fubá nutritiva
Em uma panela coloque 3 dentes de alho, 1/2 cebola e ervas de sua preferencia e 1 colher de sopa de azeite extra virgem. Não refogar.
Acrescente meio maço de couve picado grosseiramente. Tampe a panela e deixe cozinhar tempo suficiente para murchar a couve.
Já é hora de colocar 1 xícara de fubá dissolvido em 2 xícaras de água. Mexa bem. Tampe a panela. Deixe cozinhar por 10 minutos, não esquecendo de mexer de vez em quando, para não grudar no fundo da panela.
Prove o sal e sirva a seguir, bem quente.
Caso queira o caldo mais líquido, aumente a quantidade de água da receita.

Valores nutricionais do fubá em 100 gramas

  • Calorias – 370
  • Carboidrato – 79g
  • Proteínas – 7g
  • Fibras – 3.9g
  • Açúcares – 1.6g
  • Lipídios – 1.8g
  • Gordura saturada – 0.2g
  • Gordura poli-insaturada – 0.6g
  • Gordura monoinsaturada – 0.3g
  • Sódio – 7mg
  • Potássio – 142mg
  • Vitamina A – 214 UI
  • Cálcio – 3mg
  • Ferro – 1.1mg
  • Vitamina B6 – 0.2mg
  • Magnésio – 32mg

Fubá engorda?

Depende da quantidade, mas provavelmente sim. Fubá é uma fonte de carboidratos, altamente calórico, que vai propiciar o ganho de peso quando consumido em excesso.
Todo carboidrato vai ser transformar em açúcar, portanto, as pessoas que estão em dieta para perder peso e diabéticos precisam estar atentos.


4102241982_b8a4fd5901_o

Alimentação sem glúten: Como fazer

Como retirar o glúten da sua alimentação e que exames de sangue, fezes e
urina se deve fazer para saber se você tem intolerância ao glúten são 2
do pontos importantes que a nutricionista Tatiana Zanin (CRN3-15097)
explica neste vídeo.

Além disso, ela também explica que a dieta
para doença celíaca, sem glúten, é permanente e é a única forma de
tratamento para a doença, eliminando todos os sintomas como diarréia,
barriga inchada, cansaço, anemia e até dor de cabeça.

A doença
celíaca obriga o doente a comer de forma saudável para não ter
desconforto ou mal estar e no final das contas é uma coisa boa :)

Saiba mais sobre como rtirar o glúten da alimentação em:



listao alimentos COM e SEM Glúten

Lista de alimentos COM e SEM Glúten



Dizem os experientes na matéria, que as melhores dietas são aquelas que não contém glúten, mas o que muitas pessoas não sabem, é quais os alimentos que podem comer, e não podem comer, numa dieta sem glúten.

O que é o Glúten?

O Glúten é uma proteína, que é composta pela mistura de outras 2 proteínas: gliadina e glutenina.
Estas 2 proteínas podem ser encontradas nos mais diversos cereais, tais como: trigo, aveia, centeio e cevada!
Qualquer alimento que contenha um destes cereais, contém glúten, mesmo que seja em pequenas quantidades.

Lista de alimentos por ordem alfabética que contém glúten

Caso seja intolerante ao glúten, cuidado com os alimentos que come… Veja aqui nesta lista, os alimentos que contém glúten, e que caso não possa comer glúten, deve evitar:
  • Arroz Instantâneo;
  • Barrinhas de cereais;
  • Biscoito;
  • Bolacha;
  • Bolos;
  • Cachorro quente;
  • Caldo de carne;
  • Carnes empanadas;
  • Cereais;
  • Cerveja;
  • Cones de sorvete;
  • Cupcakes;
  • Curry em pó;
  • Donuts;
  • Gérmen de trigo;
  • Hambúrguer;
  • Hóstia da igreja;
  • Ketchup;
  • Macarrão;
  • Maionese;
  • Massas;
  • Massas de torta;
  • Molhos brancos;
  • Molho de soja;
  • Panquecas;
  • Pão;
  • Patê de carne;
  • Pizza;
  • Queijos (alguns);
  • Salgadinhos;
  • Salsicha;
  • Sêmola de trigo;
  • Shoyo;
  • Sopas desidratadas
  • Sorvetes;
  • Temperos industrializados;
  • Triguilho;
  • Torrada;
  • Xaropes e alguns remédios (fale com o seu médico para saber mais sobre medicamentos que contém glúten)
Basicamente todos os alimentos que contenham cereais, amido, trigo, etc, na sua composição! Atenção, muitos destes produtos já são vendidos no mercado, sem glúten! Leia com atenção o rótulo dos produtos que irá comprar, porque muitos deles não contém glúten

Depois de uma lista deste tamanho, a pergunta será: Então mas quais são os alimentos sem glúten?

Aqui tem a lista:

Lista de alimentos por ordem alfabética SEM glúten

Se não pode comer alimentos com glúten, tem aqui uma lista de alimentos sem glúten que pode obtar, constituida por: verduras, frutas e carnes.
Caso seja doente celíaco, a não ser que os outros alimentos tenham a indicação de que são livres de glúten, os alimentos que tem a certeza que não tem glúten são estes mesmo…

Frutas

No seu estado natural, as frutas não contém glúten, segue aqui a lista de frutas que pode comer sem problemas que não contém glúten.
  • Abacaxi
  • Açaí
  • Alfarroba
  • Ameixa
  • Amora
  • Banana
  • Caqui
  • Cereja
  • Cranberry
  • Damasco
  • Figo
  • Framboesa
  • Goiaba
  • Groselha
  • Kinkan
  • Kiwi
  • Laranja
  • Lima
  • Limão
  • Maçã
  • Mamão Papaia
  • Manga
  • Maracujá
  • Marmelo
  • Melancia
  • Melão
  • Meloa
  • Mexerica
  • Mirtilo
  • Morango
  • Pêra
  • Pêssego
  • Tâmara
  • Tamarindo
  • Tangerina
  • Uva

Vegetais

Tal como a fruta, os vegetais também são alimentos sem glúten. Veja a lista de vegetais sem glúten:
  • Abacate
  • Abóbora
  • Agrião
  • Aipo
  • Alcachofra
  • Alface
  • Alfafa
  • Alga
  • Alho
  • Araruta
  • Aspargo
  • Batata (inglesa e doce)
  • Beringela
  • Brócolis
  • Cebola
  • Cenoura
  • Cogumelos
  • Couve
  • Couve de Bruxelas
  • Couve-Flor
  • Ervilha
  • Espinafre
  • Feijão
  • Feijão Verde
  • Milho
  • Nabo
  • Pepino
  • Pimenta
  • Quiabo
  • Rabanete
  • Repolho
  • Rúcula Salsa

Carnes

As carnes são livres de glúten, desde que não sejam carnes empanadas, ou com molhos! Evite os molhos de carnes, geralmente são molhos que contém glúten. Veja aqui a lista de carnes sem glúten:
  • Búfalo
  • Cabra
  • Codorna
  • Coelho
  • Cordeiro
  • Galinha
  • Ganso
  • Pato
  • Peru
  • Porco
  • Vaca
  • Vitela

Ovos, Lactícinios e Derivados

  • Caseína
  • Creme
  • Creme Azedo
  • Iogurte – puro e sem sabor
  • Leite
  • Manteiga (certifique-se que não contém aditivos)
  • Ovos
  • Queijos (alguns!!! nem todos são livres de glúten, alguns contém glúten! cuidado)
  • Soro de Leite

Farinha, grãos e trigo

Cuidado aqui!!! As farinhas, grãos e trigos são os alimentos que contém glúten!! Mas ainda assim existem algumas excepções de farinhas, grãos e trigo sem glúten. Veja aqui a lista de farinhas, grãos e trigos sem glúten:
  • Amaranto
  • Amido de milho
  • Araruta
  • Arroz
  • Arroz integral
  • Besan
  • Dal
  • Farinha de Amêndoas
  • Farinha de arroz integral
  • Farinha de batata
  • Farinha de Ervilha
  • Farinha de Feijão
  • Farinha de Inhame
  • Farinha de milho
  • Farinha de Soja
  • Farinha de Tapioca
  • Fubá
  • Iúca
  • Levedo
  • Mandioca
  • Milhete
  • Pipoca – sem molhos
  • Polenta
  • Quinoa
  • Sagu
  • Semente de algodão
  • Semente de Linhaça
  • Teff
  • Trigo sarraceno

Outros alimentos que não contém glúten

  • Álcool (excepto a cerveja!!!)
  • Baunilha
  • Bicarbonato de Sódio
  • Calda
  • Castanhas
  • Ervas
  • Gelatina
  • Geléia
  • Goma Xantana
  • Mel
  • Óleos
  • Sementes
  • Suco
  • Temperos (alguns!!! verifique os rótulos)
  • Vinagre
  • Vinho
  • Vitaminas
Para além desta lista de alimentos sem glúten, existe ainda mais alimentos que não contém glúten, que hoje em dia, estão identificados nos seus rótulos que são livres de glúten! Alguns pãos, cereais, etc, produtos que geralmente consideramos que contém glúten, muitos deles já são feitos com farinhas e trigos sem glúten, sendo que não contém glúten. Mas atenção!!! – Veja sempre os rótulos do que compra e do que consome para verificar se contém ou não glúten.

alimentos sem glúten listão


Os alimentos sem glúten são:
  • Frutas;
  • Legumes e verduras;
  • Carnes e peixes;
  • Farinha de arroz, mandioca, amêndoa, milho, feijão, ervilha, soja, inhame;
  • Arroz, milho, amaranto, araruta, trigo sarraceno, quinoa;
  • Amido de milho (popular maisena);
  • Tapioca;
  • Fécula de batata;

    Frutas

    Frutas são livres de glúten em seu estado natural. Certifique-se de lavar todos antes de usar.
  • Açaí
  • Maçã
  • Damasco
  • Banana
  • Amora
  • Mirtilo
  • Meloa
  • Alfarroba
  • Cereja
  • Cranberry
  • Groselha
  • Tâmara
  • Figo
  • Uva
  • Goiaba
  • Melão
  • Kiwi
  • Kinkan
  • Limão
  • Lima
  • Mexerica
  • Manga
  • Laranja
  • Mamão Papaia
  • Maracujá
  • Pêssego
  • Pêra
  • Abacaxi
  • Ameixa
  • Caqui
  • Marmelo
  • Framboesa
  • Morango
  • Tamarindo
  • Tangerina
  • Melancia

Vegetais

Vegetais também são alimentos sem glúten naturalmente.
  • Alfafa
  • Alga
  • Araruta
  • Alcachofra
  • Rúcula
  • Aspargo
  • Abacate
  • Feijão
  • Brócolis
  • Couve de Bruxelas
  • Couve-Flor
  • Repolho
  • Cenoura
  • Aipo
  • Milho
  • Pepino
  • Beringela
  • Alho
  • Feijão Verde
  • Couve
  • Alface
  • Cogumelos
  • Quiabo
  • Cebola
  • Salsa
  • Ervilha
  • Pimenta
  • Batata (inglesa e doce)
  • Abóbora
  • Rabanete
  • Espinafre
  • Nabo
  • Agrião

Carnes

Carnes sempre são livres de glúten, a menos que sejam processadas com pães ou empanadas com farinha de pão. Evite molhos de carne, já que a maioria contém glúten.
  • Jacaré
  • Vaca
  • Búfalo
  • Galinha
  • Pato
  • Cabra
  • Ganso
  • Cordeiro
  • Porco
  • Coelho
  • Cobra
  • Peru
  • Codorna
  • Vitela

Ovos e Laticínios

  • Manteiga (certifique-se de não conter aditivos)
  • Caseína
  • Queijo
  • Creme
  • Ovos
  • Leite
  • Creme Azedo
  • Iogurte – puro e sem sabor
  • Soro de Leite

Farinha, Grãos e Trigo

É aqui que você tem que tomar cuidado e prestar muita atenção!
  • Farinha de Amêndoas
  • Amaranto
  • Araruta
  • Farinha de Feijão
  • Besan
  • Arroz integral
  • Farinha de arroz integral
  • Trigo sarraceno
  • Mandioca
  • Farinha de milho
  • Fubá
  • Amido de milho
  • Semente de algodão
  • Dal
  • Semente de Linhaça
  • Milhete
  • Farinha de Ervilha
  • Polenta
  • Pipoca – sem cobertura
  • Farinha de batata
  • Quinoa
  • Arroz
  • Sagu
  • Farinha de Soja
  • Farinha de Tapioca
  • Farinha de Inhame
  • Teff
  • Levedo
  • Iúca

Outros alimentos sem glúten

  • Álcool (a maioria, menos a cerveja, a menos que seja sem glúten)
  • Bicarbonato de Sódio
  • Ervas
  • Mel
  • Geléia
  • Gelatina
  • Suco
  • Castanhas
  • Óleos
  • Sementes
  • Temperos (a maioria)
  • Calda
  • Baunilha
  • Vinagre
  • Vitaminas
  • Vinho
  • Goma Xantana
Essa lista te ajudará quando você não tiver certeza se pode comer um alimento. Pergunte muito quando vai comer fora ou fazer compras. Leia todos os rótulos e tenha cuidado com o glúten escondido nos seus alimentos. Evite molho shoyu, molhos de salada, molhos de carne, caçarolas, farinha de pão, frios e cerveja – a menos que seja cerveja sem glúten.
Publicidade
Agora pode parecer que não é possível comer uma dieta sem glúten, mas não é difícil, apenas dê uma olhada no exemplo de cardápio sem glúten. Você precisa tomar cuidado e ter certeza de que os alimentos que está comendo são livres de glúten. A melhor regra é evitar alimentos processados e comer mais alimentos integrais.
Muitas empresas fazem alimentos sem glúten e comprá-los nunca foi tão fácil. Há até sites que vendem alimentos sem glúten e entregam na sua casa. Leia os rótulos, cheque informações e pergunte!
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)
Publicidade

Por que você precisou ou resolveu procurar por alimentos sem glúten? Quais alimentos são ou seriam mais difíceis ficar sem comer para você, em uma dieta sem glúten? Comente abaixo.

dicas para tirar o glúten da dieta


dicas para tirar o glúten da dieta

Elimine esta proteína do cardápio sem sofrer com excesso de proibições ou falta de nutrientes

 Quem sofre com a doença celíaca não tem escolha, a não ser banir a ingestão de glúten - proteína contida em alimentos como trigo, aveia, centeio, cevada e malte de cereais. Se a restrição não for obedecida, anticorpos reagem e atacam a mucosa intestinal.

"Além de uma inflamação grave, o paciente fica com a absorção de nutrientes prejudicada", afirma o Roberto Navarro, nutrólogo da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). Os sintomas mais comuns da doença celíaca são diarreia crônica, estufamento abdominal, flatulência e até dermatite. Nos casos mais graves, a desnutrição pode prejudicar o funcionamento do organismo. Para eliminar esta proteína da dieta sem sofrer com o excesso de proibições ou falta de nutrientes, veja as dicas dos especialistas.

Cuidado com os utensílios

Pode ocorrer uma contaminação cruzada quando utensílios usados no preparo de receitas com glúten forem usados parar preparar outras livre desse nutriente. "O reaproveitamento de gordura de fritura não é recomendado nunca, mas para quem é celíaco esse cuidado deve ser maior. Nunca deve ser utilizado um óleo onde foi feito pastel para fritar batata, porque o glúten da massa do pastel contamina o óleo e a batata, que seria isenta de glúten, por exemplo", afirma a nutricionista Flávia Morais, coordenadora da loja de produtos naturais Mundo Verde. A moagem de grãos também merece cuidado: usar o mesmo aparelho para moer milho (ou outro grão livre de glúten) e aveia ou trigo causa a contaminação do primeiro com a proteína.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página