. a cura: planos de saude

ache aqui

reabilitação,quimica,engravida,criança,emagrecer,obsidade

---------------------------------- ----------------------------------------------- -----------------------------------------------------------------------------------------
Mostrando postagens com marcador planos de saude. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador planos de saude. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Limpeza Intestinal SECA BARRIGA

Limpeza Intestinal SECA BARRIGA


Você sabia que seu intestino acumula dejetos que si pregam as paredes dos intestinos ficando endurecidos e apodrecidas ?
pois e .
algumas pessoas sofre anos e anos com diversos males, intestino preso, gases, pele sem brilho , barriga grande dilatada e não sabe que uma simples limpeza intestinal poderia sim resolver bem o caso!
sem falar que chega a ser uma questão digamos de prevenção higiene e saúde .


A limpeza intestinal e muito utilizada em outros países por famosos que querem ter a barriga enxuta retinha
aqui no brasil a limpeza instetianal e vulgarmente conhecida por CHUCA muito usada por adeptos do sexo anal .
porem a limpeza trás outros benefícios a saudê .
 desintoxicação do organismo e te deixa com uma pele de porcelana alem de controlar problemas com gases regula o horário que a pessoa vai ao banheiro evacuar
tem coisa mais desagravei que sai ir a uma festa e chegando la da uma vontade imensa de fazer o numero 2? e uma situação bem chata NE .
existe alguns métodos para esta limpeza

o objetivo e expelir os dejetos limpar as paredes naõ deixar acumular fezes apodrecidas no instestino grosso
 podem ser feito em casa não existe nenhuma restrição para fazer a desintoxicação, de forma que seja feita com moderação. Qualquer um pode fazer a limpeza intestinal, mas não pode ser feita para sempre, pois o organismo necessita de outros alimentos. Os únicos a quem eu não recomendo são as pessoas com câncer de intestino.”  Após sentir que você está desintoxicado, não vá abusar nos mesmo

alimentos novamente. Tudo pode ser ingerido, desde que seja com bom senso.

vou colocar alguns vídeos abaixo veja e escolha o melhor método para você 






 







compatilhe esta noticia e ajude a salvar vidas 

quarta-feira, 17 de maio de 2017

PARTO -TOPICO

Parto Normal

Se o pré-natal é feito com regularidade e a gestante não apresenta nenhuma complicação durante os nove meses, este tipo de parto é uma opção válida. Nele, o bebê nasce no tempo correto e as contrações são aguardadas até o momento ideal para se dar à luz.
O parto normal acontece quando o bebê vem ao mundo pela vagina, podendo ocorrer uso de ocitocina (hormônio que estimula o trabalho de parto), anestesia e episiotomia (corte do períneo que facilita a saída do bebê).
A mamãe participa de todo os momentos do parto. A maioria dos hospitais também possuem técnicas para deixar a mãe mais tranquila e relaxada durante o parto.
A peridural e a ráqui são os dois anestésicos usados para esse tipo de parto, separadamente ou em uma combinação das duas, chamada de bloqueio duplo.
Uma das principais vantagens do parto normal é a recuperação imediata após efeito da anestesia.
Outra vantagem é o baixo risco de infecções e menor índice de complicações respiratórias para o bebê.
O risco presente nessa opção é a ruptura do útero, caso a mamãe tenha feito cirurgias anteriores.
No parto normal, a mamãe tem contato com o filho imediatamente após dar à luz!

Parto Natural

No parto natural, bastante confundido com o parto normal, não são realizadas intervenções com medicamentos e procedimentos, como corte do períneo ou anestesia de peridural ou ráqui. Nele, as necessidades da mulher são respeitadas e também deve ser acompanhado por um profissional da saúde.
Para realizar o parto natural são recomendados exercícios durante a gravidez para fortalecimento do períneo e musculatura da bacia.
Muitas mães que optam por esse tipo de parto preferem dar à luz em casa, na banheira, de cócoras ou mesmo na cama. Os mesmos métodos podem ser realizados em hospitais também.
Apesar de não sofrer intervenções, os riscos também estão presentes. Complicações na hora do parto podem acontecer exigindo outros métodos para o nascimento do bebê.
Se essa é uma de suas preferências, converse com seu médico para saber se é o indicado para sua gravidez.

Parto Humanizado

No Brasil há uma forte campanha pelo parto humanizado. Assim como no parto natural, as vontades da mãe são respeitadas.
Ela deve contar com o apoio de seu companheiro e, muitas vezes, conta com a doula, uma acompanhante profissional preparada para dar suporte (emocional, físico e informativo) à mulher durante a gestação e o parto .
O parto humanizado propõe a experiência total sobre o processo de dar à luz para a mãe, seu parceiro e o bebê que está chegando. A ideia é que a obstetrícia auxilie, mas não interfira no parto.

Cesárea

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 15% dos partos acabarão na mesa de cirurgia, ou seja, sendo cesárea.
No parto cirúrgico, a gestante recebe anestesia geral ou da cintura para baixo, a chamada peridural. Um corte com cerca de 20 centímetros é feito abaixo do umbigo até acima da vagina para retirada do filho.
A mamãe vê o bebê rapidamente e é sedada para finalização da cirurgia, enquanto o bebê fica na sala de pediatria neonatal sob observação.
Ao contrário do parto normal, a recuperação não acontece no mesmo dia. Após a cesárea, a mamãe deve tomar cuidados com a cicatrização. Problemas na bexiga e prisão de ventre podem ser um dos efeitos colaterais após a cirurgia.
Esse tipo de parto pode trazer riscos ao bebê, como complicações respiratórias ou gerar uma infecção hospitalar.
A cesárea deve ser a opção em casos de complicação no parto normal, ou se a gestante possui algum problema de saúde, como pressão alta ou diabetes.

Parto a Fórceps ou Parto por Vácuo Extrator

Nesse tipo de parto, um instrumento é usado para retirada do bebê quando ele está em sofrimento fetal ou a mãe não consegue fazer forças para a descida no canal vaginal.
No caso do fórceps, são ajustadas duas pás na cabeça do bebê e ele é puxado. No vácuo extrator, uma ventosa de metal ou silicone ligado a uma pequena bomba a vácuo é ajustada na cabeça do bebê.
No Brasil, o uso do fórceps não está entre as principais opções dos médicos, sendo utilizado apenas quando necessário em momentos de complicação do parto para ajudar na saída do bebê.

Parto na Água

O parto na água também acontece pelo canal vaginal e pode ser realizado no hospital ou em casa.
A mamãe se mantém posicionada em uma banheiro com água em temperatura de 36º, que pode trazer conforto e alívio.
Esse tipo de parto é acompanhado por médicos e auxiliares e não impede uso de medicação caso necessário, mas não é recomendado para as mulheres com diabetes ou pressão alta.
Os riscos são os mesmos encontrados no parto normal: o de ruptura do útero. A vantagem de recuperação rápida também se assemelha com o parto normal.

Parto de Cócoras

A diferença entre o parto normal e o de cócoras é apenas a posição, que permite mais conforto e alívio das dores para algumas mulheres.
Para esse tipo de parto de cócoras existe uma cadeira especial disponível para o apoio da mamãe e que também auxilia o obstetra durante o processo.
Nesse caso, o bebê deve estar posicionado e encaixado para que o parto ocorra tranquilamente. Em situações de risco, não é um dos tipos recomendados.
A saída do bebê acontece de maneira rápida devido a posição. Assim como no parto normal, a recuperação é rápida.
As opções são muitas, mas o que irá determinar o tipo de parto para a chegada do seu bebê será o seu pré-natal e sua conversa com o médico.
Tire todas as dúvidas com seu obstetra e se informe para que você fique tranquila para o momento mais esperado de sua vida: a hora de dar à luz!

Campanha para Doação de Leite Humano "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa"

Com o slogan "Um pouquinho do que você doa, é tudo para quem precisa", a campanha aborda a necessidade do leite humano ao desenvolvimento dos bebês, como única fonte de alimento até os seis meses de idade
Com o objetivo de conscientizar a sociedade para a importância da doação de leite humano e incentivar a prática entre mães que amamentam, o Ministério da Saúde, em parceria com a Rede Global de Bancos de Leite Humano, lançou, nesta terça-feira (16), a Campanha Doe Leite Materno. A amamentação é o principal fator de redução da mortalidade na infância e, por isso, a campanha prevê o aumento do número de novas doadoras voluntárias, bem como do volume de leite humano coletado e distribuído aos recém-nascidos prematuros e de baixo peso, internados no Brasil.

Durante o lançamento, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, destacou que o Brasil é referência mundial em doação de leite. “Este reconhecimento é mais uma conquista do SUS. O Ministério da Saúde continuará dando todo o apoio necessário para estimular cada vez mais a amamentação e a doação de leite entre as mães brasileiras, práticas que contribuíram para a redução da mortalidade infantil em todo o mundo. Espero que no próximo ano possamos comemorar um avanço no número de doações e bebês beneficiados. Doar leite humano é salvar vidas”, afirmou o ministro.
No evento, estiveram presentes, além do ministro da Saúde, Ricardo Barros, a atriz e embaixadora da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, Maria Paula, o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, entre outras autoridades. Os ministros de Cabo Verde e Equador, países para quem o Brasil exporta técnicas de baixo custo para implantar bancos de leite, participaram dos seus países, por meio de conferência.
O governador Rodrigo Rollemberg destacou os resultados já alcançados no DF. “Tenho orgulho em dizer que o Distrito Federal é referência nacional em doações de leite materno. Conseguimos este resultado com o esforço de todos os profissionais, principalmente do Corpo de Bombeiros, que participa inteiramente do processo de coleta. Hoje, o DF possui 13 bancos de leite com o padrão ouro. Continuaremos com todo o empenho necessário para manter e ampliar este resultado”, destacou o governador.
A embaixadora Maria Paula reforçou a importância das mães doarem o leite materno. “A maternidade foi um divisor na minha vida. De artista, me transformei em ativista deste projeto tão maravilhoso que salva vidas. Doar leite materno possibilita que os bebês prematuros tenham sua vida preservada. Se todas as mães doarem um pouquinho do seu leite, a gente consegue mudar o mundo em apenas uma geração”, ressaltou Maria Paula.
Os Bancos de Leite Humano (BLH) são casas de apoio à amamentação que surgiram como uma estratégia de qualificação da assistência neonatal em termos de segurança alimentar e nutricional, com foco em ações que ajudam a reduzir a mortalidade infantil em instituições hospitalares. O trabalho é voltado a crianças que demandam cuidados especiais em unidades de terapia semi-intensiva e intensiva, ou seja, bebês que nasceram prematuros, com baixo peso. São crianças que, pelas mais variadas razões, precisam de uma atenção especializada.
A estratégia de Bancos de Leites Humano (BLHs) do Brasil, desenvolvida há 32 anos pelo Ministério da Saúde, já beneficiou, entre os anos de 2009 e 2016, mais de 1,8 milhão de recém-nascidos. Contou com o apoio de mais de 1,3 milhão de mulheres doadoras, com aproximadamente, 1,4 milhão de litros de leite coletados. Em 2016, os BLHs do país, registraram mais de 300 atendimentos em grupos, 1,7 milhão de atendimentos individuais e aproximadamente, mais de 270 mil atendimentos domiciliares.
Neste mesmo período, em todo o mundo, mais de17,8 milhões de mulheres foram assistidas por BLH. Foram mais de 1,5 milhão de litros de leite doados por 1,8 milhão de mulheres doadoras e mais de 1,5 recém-nascidos beneficiados.
Para Gisele Bortolini, mãe da pequena Helena, o trabalho do Banco de Leite foi fundamental para o desenvolvimento da sua filha, que nasceu prematura, com 30 semanas. “A doação de leite humano realmente salva vidas. Tive uma gravidez complicada com diagnóstico de pré-eclampsia. Minha filha passou quatro meses no hospital e o banco de leite foi fundamental para o desenvolvimento dela. A amamentação é um momento muito importante para o bebê e um período de solidariedade entre as mães”, reforçou Gisele.
MAIOR REDE - O Brasil possui a maior e mais complexa rede de banco de leite do mundo. Hoje, existem no país 221 BLH, em todos os estados e Distrito Federal, e 186 Postos de Coleta, além da coleta domiciliar. O modelo brasileiro de bancos de leite humano é focado na promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, exclusivo, até os seis meses e continuidade da amamentação por dois anos ou mais. Além de coletar e distribuir leite humano de qualidade a bebês prematuros e de baixo peso, contribuindo para a diminuição da mortalidade infantil.
Todo leite coletado nos bancos passa por um rigoroso controle de qualidade, antes de ser distribuído, e é fornecido de acordo com as necessidades de cada criança. No Brasil, nascem aproximadamente 3 milhões de bebês por ano, sendo que 332 mil são prematuros ou vêm ao mundo com baixo peso (menor de 2,5kg). Muitas dessas crianças precisam permanecer internadas assim que nascem até terem condições de ir para a casa. Esses bebês têm melhores chances de sobrevivência e recuperação, se a alimentação com leite humano for ofertada.
Apesar das mobilizações já realizadas, o número de doações de leite humano ainda é baixo em relação à demanda. Hoje, a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano consegue suprir aproximadamente 60% da demanda para os recém-nascidos prematuros e de baixo peso internados nas UTI Neonatais do Brasil. Isso significa que cerca de 40% dos bebês internados que precisam não podem contar com o leite humano na sua alimentação. Por isso o Ministério da Saúde, em parceria com a rBLH, realiza todos os anos uma campanha, para estimular que amamentam a adotar a prática.
A doação de leite humano, além proporcionar o alimento mais completo que existe para bebês internados, também representa uma economia de R$ 180 milhões para o país com a diminuição da necessidade de compra de fórmulas artificiais para recém-nascidos prematuros nas maternidades do SUS.
A amamentação é a forma de proteção mais econômica e eficaz para redução da mortalidade infantil, pois permite grande impacto na saúde da criança, diminuindo a ocorrência de diarreias e infecções, principais causas de morte de recém-nascidos, ao mesmo tempo em que traz inúmeros benefícios à saúde da mulher, como a redução das chances de desenvolver câncer de mama e de útero. Estima-se que o aleitamento materno seja capaz de diminuir em até 13% a morte de crianças menores de 5 anos em todo o mundo por causas preveníveis. Nenhuma outra estratégia isolada alcança o impacto que a amamentação tem na redução das mortes de crianças nessa faixa etária.
COOPERAÇÃO INTERNACIONAL - O Brasil transfere os princípios utilizados na implantação do BLH, capaz de alinhar baixo custo com alta tecnologia, a 24 países ao redor do mundo: Angola, Argentina, Bolívia, Belize, Cabo Verde, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Moçambique, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.
São acordos firmados de cooperação técnica para a implantação do banco de leite humano no país. Em todos os casos, são realizadas visitas exploratórias de técnicos de ambos os países para receber orientação e capacitação em banco de leite humano.
A cooperação internacional começou nos anos 80, quando os bancos de leite humano passaram a constituir uma Política de Saúde Pública no Brasil – país que lidera o movimento internacional em prol da amamentação e da doação de leite humano, por meio da Agência de Brasileira de Cooperação (ABC) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Desde então, os resultados positivos para o aprimoramento da atenção à gestante e a recém-nascidos internados em unidades neonatais – e a redução da mortalidade infantil no país – chamaram atenção da comunidade internacional para a estratégia nutricional praticada pelo Brasil.
Em 2001, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu a rBLH-BR como uma das ações que mais contribuíram para redução da mortalidade infantil no mundo, na década de 1990. De 1990 a 2012, a taxa de mortalidade infantil no Brasil reduziu 70,5%.
SERVIÇO - Toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite humano, basta estar saudável e não tomar nenhum medicamento que interfira na amamentação. Por isso, quem estiver amamentado e quiser doar, basta procurar o banco de leite humano mais próximo ou ligar para o Disque Saúde, no número 136.
Não existe quantidade mínima para fazer a doação. Qualquer quantidade é importante. Um pote de 300 ml de leite humano, por exemplo, pode alimentar até 10 recém-nascidos internados. Por isso, a mulher não precisa se preocupar em encher o pote para fazer a doação. Todo leite doado é analisado, pasteurizado e submetido a rigoroso controle de qualidade pelos Bancos de Leite Humano antes de ser ofertado a uma criança.
Antes da coleta, é aconselhável que a doadora faça uma higiene pessoal, cobrindo os cabelos com lenço ou touca, usando pano ou máscara sobre o nariz e a boca, lavando bem as mãos e os braços, até o cotovelo, com bastante água e sabão. As mamas devem ser lavadas apenas com água e, em seguida, secadas com toalha limpa. O leite deve ser coletado em local limpo e tranquilo. O leite humano extraído para doação pode ficar no freezer ou no congelador da geladeira por até 10 dias. Nesse período, deverá ser transportado ao banco de leite humano mais próximo da sua casa.

Por Nicole Beraldo, da Agência Saúde
Atendimento à Imprensa
(61) 3315-3880/3580

Medicina do Trabalho curso gratis online


Medicina do Trabalho

 Atua especificamente visando a promoção e a preservação da saúde do trabalhador

Este curso é GRÀTIS. Aproveite!
Totalmente livre de mensalidades.
Medicina do Trabalho
A Medicina do Trabalho é um ramo da saúde focado na preservação da vida e integridade do funcionário em qualquer tipo de empresa. A medicina do trabalho, enquanto especialidade médica surgiu na Inglaterra, na primeira metade do século XIX, com a Revolução Industrial.
Este curso tem Carga Horária de 30h/a
 Com o seguinte conteúdo programático:
Lição 01: Introdução
Lição 02:  Condições de segurança e medicina no trabalho
Lição 03: Criação de novos métodos de intervenção e proteção à saúde
Lição 04: Dia do acidente e Benefícios previdenciário
Lição 05: Aposentadoria por invalidez e seguro acidente do trabalho –SAT
Lição 06: Enquadramento das atividades de uma empresa
Lição 07: Tempo de trabalho e programa de condições e meio ambiente  de trabalho
Lição 08: Auditor fiscal e documentos histórico  laboral
Lição 09: Resultados de exames e laudo técnico de condições ambientais
Lição 10: Análise de risco do trabalho e etapas do trabalho
Lição 11: Bibliografia
FICHA DE INFORMAÇÕES
Embasamento Legal: nossos Seminário têm base legal constituída pelo Decreto Presidencial nº 5.154 e nossa metodologia segue as normas do MEC através da Resolução CNE nº 04/99.
Pré-requisitos: profissionais na area de saúde, estudantes e profissionais afins
Carga Horária do Certificado: 30 horas
O objetivo: o aluno vai aprender sobre as Condições de segurança e medicina no trabalho,  Criação de novos métodos de intervenção e proteção à saúde, Dia do acidente e Benefícios previdenciário e outros.
Vantagens do Certificado:
  • Atualizar seu Currículo, aumentando suas chances para conquistar um bom emprego;
  • Aumentar suas chances de promoção no emprego (atual);
  • Completar horas em atividades Extracurriculares (geralmente exigidas em Faculdades);
  • Progressão Funcional para Servidores Públicos;
  • Pré-Requisito para concursos e cursos.

terça-feira, 16 de maio de 2017

tabela chinesa para saber o sexo do bebê

tabela chinesa verdadeira para saber o sexo do bebê

 

Faça o teste com a tabela chinesa verdadeira para saber o sexo do bebê e diminua a ansiedade para descobrir o sexo do bebê!
Ao descobrir a gravidez, toda mulher nutre uma imensa curiosidade para saber qual é o sexo do bebê: será menino ou menina? Às vezes a curiosidade é tanta que não dá para esperar pelo resultado via ultrassonografia. Nestes casos, as gestantes recorrem a métodos populares antigos que prometem revelar qual é o sexo do bebê. Um destes métodos é a tabela chinesa. Você já ouviu falar nela? Então veja mais a seguir:

Tabela chinesa verdadeira para saber o sexo do bebê 

A tabela chinesa, oriunda do país asiático, tem mais de 700 anos de história e tradição. Segundo especialistas no assunto, ela é capaz de acertar a maioria dos casos.

Como funciona?

De um lado da tabela está a idade lunar da gestante, ou seja, a idade em que engravidou. Do outro, está o mês de concepção do bebê.
Para descobrir sua idade lunar, a gestante precisa apenas considerar sua idade quando engravidou e acrescentar mais “um”. Caso a mulher tenha nascido nos meses de janeiro ou fevereiro não é necessário somar mais “um”.
Tendo em mãos a idade lunar e o mês da concepção, basta cruzar as informações na tabela: se der quadradinho azul o bebê será menino, se der rosa será uma menina.

Como calcular a idade?

Segundo estudos, na China a criança já nasce com um ano de idade e completa dois anos no dia do ano novo chinês, que não tem data fixa anual.
Portanto, para utiliza-la é necessário que se saiba a idade da mãe segundo o calendário chinês. De um modo geral, menos para quem nasceu em janeiro ou fevereiro, a idade é de um ano a mais do que sua idade no ocidente. Caso você tenha nascido entre janeiro e fevereiro, sua idade é a mesma.


O método é mesmo eficiente? 

Apesar de os chineses dizerem que o método é 99% eficiente, não há qualquer comprovação científica de que a tabela chinesa verdadeira para saber o sexo do bebê  e pode não funcionar, principalmente quando a gestação é múltipla. Sendo assim, se a mulher deseja realmente ter certeza do sexo de seu bebê, deve esperar para fazer o exame de ultrassom ou o exame de sangue denominado sexagem fetal, que considera a presença de hormônios na corrente sanguínea materna para determinar se o bebê é menino ou menina.

Origem da tabela

Há diferentes histórias sobre a origem da famosa tabela chinesa, porém todas concordam que ela se baseia na idade chinesa da mãe e no mês em que a criança foi concebida, sempre de acordo com o calendário lunar chinês.

Tabela chinesa funciona mesmo? É confiável? 

Há alguns problemas com a tabela chinesa, quando analisadas à luz do que se sabe atualmente, com o advento da ciência. Esses problemas são de origem teórica e racional, uma vez que cientistas não comprovaram a eficácia da tabela até os dias atuais.
Muitos cientistas, pelas previsões contrariarem as probabilidades, acreditam que a tabela é somente superstição. Por exemplo, nenhum fato científico explica o porque das mães com 30 anos que foram fecundadas no mês de junho terem sempre filhos homens e as de 21 somente os terem caso a concepção ocorra em janeiro.
Outras dúvidas também surgem, como por exemplo a impossibilidade de se saber exatamente o dia em que o bebê foi concebido, e o fato de ser o homem quem tem papel determinante no sexo do bebê, e não a mulher.
Resumindo: 
Afinal, esse teste dá certo mesmo? É mito ou verdade? A conclusão é que os especialistas não estraram em um acordo sobre a veracidade ou não da tabela em pleno ano de 2017 . Alguns acreditam que a tabela tem baixa credibilidade por não ser cientificamente comprovada e apresentar uma baixa taxa de acerto. Um estudo na Suécia tirou os dados de cerca de 3,4 milhões de mulheres que tiveram filhos entre 73 e 2006. A taxa de acerto com esse grupo foi de cerca de 50%, ou seja, igual a probabilidade do filho ser do sexo masculino ou feminino. Há ainda outros estudos que comprovam isso.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Erva daninha tem muitos benefícios


Erva daninha

 Resultado de imagem para erva daninha

 Uma planta é considerada erva daninha quando nasce espontaneamente em local e momento indesejado, podendo interferir negativamente na agricultura. 

 

 O surgimento das plantas daninhas ocorreu junto com o desenvolvimento da agricultura, há cerca de 12 mil anos. No início, havia maior equilíbrio entre as diversas espécies. Com o crescimento da população e, conseqüentemente, maior interferência humana nos cultivos, iniciou-se um processo gradual de seleção. As espécies sem interesse agrícola passaram a ser indejesadas e sua multiplicação e alta capacidade de adaptação permitiu-lhes sobreviver a diversos ambientes, tornando-se necessário a adoção de medidas de controle.

Atualmente, não há dúvidas de que a presença de plantas daninhas cause prejuízos aos agricultores. Em média, cerca de 20-30% do custo de produção de uma lavoura se deve ao custo do controle das plantas daninhas. Geralmente, apresentam crescimento rápido e facilidade de disseminação, produzem grande número de sementes e crescem em condições adversas.

Seus prejuízos estão diretamente relacionados às perdas na produtividade e na qualidade dos produtos. Um exempo típico é o que ocorre com sementes de picão-preto (Bidens pilosa) no cultivo do algodoeiro. Muitas espécies também são extremamente danosas em campos de sementes, pois podem impedir a sua certificação. Em áreas de pastagem, espécies como cafezinho (Palicourea marcgravii) e oficial-de-sala (Asclepias curassavica) intoxicam os animais levando-os à morte.

Outras espécies podem, também, parasitar plantas. Exemplo comum no Brasil ocorre com a erva-de-passarinho (Phoradendron rubrum) em citros, ocasionando perdas na produção e morte das plantas. Em outros países, ocorre o parasitismo em plantas de milho ocasionado pela erva-de-bruxa (Striga lutea), espécie daninha de difícil controle devido ao seu desenvolvimento abaixo da superfície do solo.

Indiretamente, as plantas daninhas também podem afetar as lavouras, sendo hospedeiras de pragas e doenças. No caso das guanxumas (Sida ssp.), a maioria é hospedeira do vírus do mosaico-dourado do feijoeiro, transmitido pela mosca-branca. O capim-massambará (Sorghum halepense), hospedeiro do vírus do mosaico da cana-de-açúcar, está geralmente presente em canaviais. Demais prejuízos indiretos ocorrem pela dificuldade de colheita na presença de plantas daninhas como corda de viola (Ipomoea sp), carrapicho (Cenchrus echinatus), unha de gato (Acassia plumosa) e mucuna (Mucuna pruriens) ou mesmo pela dificuldade de manejo após o cultivo, depreciando o valor da terra, a exemplo do que ocorre pela tiririca (Cyperus rotundus).

Além das áreas agrícolas, o manejo de plantas daninhas é importante, também, em áreas industriais, ferrovias, espaços públicos ou mesmo em represas para geração de energia elétrica. Nesses corpos d’água, espécies como taboa (Typha angustifolia) e aguapé (Eichornia crassipes) proliferam rapidamente. Durante o processo de passagem da água pelas turbinas, a massa densa dessas espécies interrompe o fluxo normal, danifica e onera a manutenção dos equipamentos. Outras plantas como salvínia (Salvinia molesta) e alface d’água (Pistia stratiotes) aumentam as perdas de água, pois reduzem o seu aproveitamento.

Entretanto, muitos benefícios também podem ser obtidos pelo conhecimento e uso correto de plantas daninhas. Devido a sua velocidade de crescimento, muitas são usadas no controle da erosão em áreas degradadas, como o que ocorre com as gramíneas (Brachiaria brizantha, B. decumbens, B. ruziziensis e Panicum maximum). Outras são utilizadas nos processos de fitorremediação, permitindo a retirada ou degradação de compostos residuais no solo, ou seja, além de absorver água e nutrientes que as fazem crescer, algumas espécies são capazes de absorver elementos poluentes, funcionando como filtros biológicos, como exemplo para Stizolobium aterrimum, Lupinus albus e Canavalia ensiformes, entre outras.

Muitas espécies consideradas daninhas podem ainda servir na medicina para tratamento fitoterápico a partir da infusão de folhas, a exemplo do uso popular de quebra-pedra (Phyllanthus niruri) ou da urtigueira (Urtica dioica), ou fornecendo inúmeros compostos para sua extração. Algumas plantas daninhas servem também de alimento para inimigos naturais ou mesmo para as abelhas melíferas, como o assapeixe (Vernonia polyanthes) e a vassourinha de botão (Borreria verticillata).

Desta forma, com tantas vantagens e desvantagens, devemos utilizar boas práticas de gestão das plantas daninhas, principalmente no ambiente agrícola. O manejo integrado é uma das práticas que se inicia com a escolha do local de semeadura e da variedade, a qual deve ser adequada à fertilidade e ao pH do solo. A densidade de semeadura e o espaçamento correto também facilitam o seu manejo durante o cultivo. O manejo químico, apesar de importantíssimo, deve levar em consideração a dinâmica das plantas, as práticas culturais e o sistema de semeadura utilizado, assim como, a tecnologia disponível.

O manejo após o cultivo é outra questão importantíssima na redução da infestação e que deve ser considerado na gestão de plantas daninhas.Todavia, o que se observa é o uso inadequado das tecnologias e perda de controle de muitas espécies daninhas. Um exemplo é o que ocorreu com a introdução da soja resistente ao glifosato. Com o uso contínuo e exagerado deste herbicida, biótipos resistentes das espécies buva (Conyza bonariensis), capim amargoso (Digitaria insularis), azevém (Lolium multiflorum) e leiteiro (Euphorbia heterophylla) já foram selecionados e outras espécies também apresentam tolerância como trapoeraba (Commelina benghalensis) e erva quente (Spermacoce latifolia), entre outras.

Recentemente, a Embrapa, em conjunto com a iniciativa privada, está trabalhando no lançamento de soja resistente ao grupo químico das imidazolinonas, como nova alternativa no manejo de plantas daninhas. Porém, a orientação de uso da tecnologia deverá ser repassada para os produtores, para não ocorrer novos casos de resistência.

A partir do proposto, o manejo integrado deve combinar métodos de controle preventivo e curativo, sem se esquecer do conhecimento prático das características de cada espécie de planta daninha. Novos programas de controle devem ser avaliados para garantir o avanço tecnológico, que deverá focar, principalmente, na determinação das características biológicas e nos mecanismos de competição entre as espécies. Por meio da gestão integrada de plantas daninhas é possível reduzir sua interferência nos cultivos agrícolas, sem comprometer as demais áreas.

Pesquisador da Embrapa Meio-Norte - Teresina/PI
rafael.vivian@cpamn.embrapa.br
Fonte: Embrapa Meio-Norte 

 .paginarural.

anabolizante natural Como ganhar músculos

anabolizante natural que têm a venda livre permitida e que estão entre os mais usados mundo afora.Resultado de imagem para anabolizante natural Como ganhar músculos

1. ZMA

A combinação de ZMA já se mostrou eficaz em diversas pesquisas no aumento da produção natural de testosterona. Aumenta os níveis anabólicos, gerando resistência, força e aumento da massa muscular. Este anabólico natural visa ajudar a melhorar com o relaxamento dos músculos durante o sono e na recuperação do tecido muscular no período pós-treino. Deriva da combinação de magnésio e zinco.

2. Arginina + Ornitina

Estudos demonstraram que a combinação dos aminoácidos arginina e ornitina foi eficaz no estímulo da produção natural do hormônio do crescimento (HGH).

3. Tribulus Terrestris

Feito a partir de uma planta medicinal, este anabolizante natural aumenta os níveis de testosterona, ajuda no crescimento e tonificação dos músculos e aumento da força muscular.
Publicidade

4. Cromo Picolinato

O uso de cromo picolinato visa melhorar o funcionamento do hormônio insulina. O objetivo é maximizar a produção, de forma a aumentar a quantidade de energia disponível nos músculos e ter um sistema mais eficiente de controle dos picos de insulina.

5. Extrato de Eurycoma Longifólia

Estimula a produção da testosterona naturalmente pelo organismo. Normalmente, quando o organismo atinge uma alta produção de testosterona, ele sinaliza a hipófise e ao hipotálamo para diminuírem a produção do hormônio. A Eurycoma Longifolia bloqueia este sinal para que o organismo possa continuar a produzir mais testosterona.

6. Quelato de calcio D-aspártico

Um dos ingredientes mais usados em fórmulas de anabolizante natural. Ele estimula a maior disponibilidade de testosterona em todo o organismo.

7. Coleus Forskholii

Pesquisas indicam que os extratos da planta indiana Coleus Forskholii, estimulam a maior produção de testosterona no organismo.

8. Beta Sitosterol

É uma substancia encontrada em plantas e é usada na medicina. Esse é um ingrediente presente como principal em muitas fórmulas para estimular a produção natural de testosterona.

9. N-Dimetilglicina

É uma aminoácido muito utilizado em fórmulas de anabolizantes naturais. Visa melhorar a utilização de oxigênio, aumentar a estamina e diminuir o acúmulo de ácido lático.

10. Fenugreek extract (extrato de Feno-Grego)

Alguns estudos sugerem que o extrato de feno-grego tem um efeito anti-estrogénico e anabólico. A erva parece provocar um aumento na disponibilidade de testosterona no organismo.
Mesmo se tratando de anabolizantes naturais, respeite sempre a dosagem diária recomendada. Vale a pena ter sempre acompanhamento de um médico ou nutricionista, mesmo porque, dependendo do seu tipo de treinamento esportivo, haverá um tipo de dieta e de dosagem indicada para cada caso, e tendo acompanhamento especializado, os resultados são mais eficazes.
O propósito do artigo foi dar uma ideia geral da diferença entre os tipos de anabolizantes, focar no anabolizante natural e em alguns tipos que são vendidos livremente, como alternativa aos ilegais. Estes são produtos de venda livre, ou com receita médica (em alguns casos no Brasil); Lembre-se que qualquer tipo de uso de substâncias pré-hormonais, complementos, suplementos e medicamentos devem ter acompanhamento de um profissional qualificado. Ser natural não necessariamente significa que ele é livre de efeitos colaterais.
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Doc Bot um robo capaz de realizar cirurgias cerebrais complexas

máquina pode reduzir o tempo de cirurgias reduzindo o tempo que leva para cortar o crânio de duas horas a dois minutos e meio.
Resultado de imagem para cirurgia na cabeça com robo

A cirurgia do cérebro exigi precisão
 o robô é capaz de realizar cirurgias complexas. O robô é guiado em torno de áreas vulneráveis ​​do crânio por dados recolhidos de tomografias computadorizadas e entrou na programação do robô. Os exames de TC mostram ao programador a localização de nervos ou veias que o bot deve evitar.

 Mesmo em um dos empregos mais qualificados do mundo, o erro humano ainda pode ser um fator. Pesquisadores da Universidade de Utah estão procurando fornecer menos oportunidades para que esses erros ocorram. Um robô que a equipe está desenvolvendo é capaz de reduzir o tempo que leva para completar um procedimento complicado por 50 vezes. Segundo a CNN , o robô pode reduzir o tempo que leva para perfurar o crânio de duas horas para dois minutos e meio.

 Além da óbvia capacidade de salvar vidas que uma máquina assim teria, também poderia potencialmente economizar dinheiro no longo prazo. Os tempos mais curtos da cirurgia permitirão custos mais baixos por a cirurgia também. Há também o benefício adicional de diminuir o tempo que um paciente está sob anestesia, o que pode causar suas próprias complicações.

 Referências: CNNMoney , Science Daily ,/futurism

quinta-feira, 4 de maio de 2017

óleo de coco Pareça 10 anos mais jovem


Pareça 10 anos mais jovem usando óleo de coco de 5 maneiras diferentes (dicas de especialistas líderes do mundo)Quando se trata de sua saúde e beleza, óleo de coco é um dos melhores ingredientes que você pode usar pois ele é rico em nutrientes e propriedades benéficas.

Vamos revelar agora 5 únicas maneiras de usá-lo, a fim de tratar a sua pele adequadamente e rejuvenescê-la completamente:
Creme de Barbear 
Os cremes de barbear que compramos no supermercado podem ser muito caros e são ricos em produtos químicos que são perigosos para a nossa saúde.
Portanto, evite usá-los para as axilas e pernas, e use este óleo benéfico em vez disso. O óleo de coco é barato, completamente natural, tem um cheiro agradável e tem fortes propriedades antimicrobianas. Este óleo acalma a pele após o barbear e a deixa hidratada e radiante.
Ingredientes:
2/3 de óleo de coco
2/3 de xícara de óleo de castanha de karitê ou manteiga de karitê
2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio
1/4 xícara de azeite ou óleo de semente de uva
Conteúdo de 2 cápsulas de vitamina E (opcional)
10-20 gotas do seu óleo / ou mistura de óleos essenciais favoritos
Modo de preparação:
Derreta o óleo de castanha de karitê e o óleo de coco juntos, e depois que você desligar o fogo, misture o azeite ou óleo de semente de uva. Em seguida, adicione os óleos essenciais e despeje em um recipiente apropriado. Mexa bem e leve à geladeira.
Assim que ficar sólido, adicione o bicarbonato de sódio e a vitamina E em cápsulas em uma batedeira elétrica, e bata até obter a consistência desejada.
oleo de coco extra virgem
Cuidados com a pele à noite
O óleo de coco é extremamente eficaz como um creme noturno de cuidados da pele. Você deve aplicar um pouco dele sobre a pele antes de dormir e deixar assim. Na manhã seguinte, sua pele estará limpa, suave e fresca. Este óleo entra profundamente na pele e a nutre.
Ingredientes:
1 xícara de óleo de coco sólido
¼ colher de chá de óleo da árvore-do-chá
½ colher de chá de óleo de vitamina E
Modo de preparação:
Bata o óleo de coco em uma batedeira até ficar mole. Adicione os óleos da árvore-do-chá e da vitamina E, e armazenar o creme na geladeira. Aplique-o no rosto antes de ir dormir.
Creme de óleo de coco para as mãos
Suas mãos podem ficar secas e ásperas devido ao tempo fechado e frio, então elas precisam de mais atenção e cuidado. O óleo de coco é excelente para esta causa, pois ele pode reverter a pele seca nas mãos, sem causar efeitos colaterais.
Você pode fazer o seu próprio creme para as mãos de óleo de coco caseiro que vai nutrir a pele e torná-la suave e macia.
Ingredientes:
1/4 xícara de óleo de coco
1/8 xícara de manteiga de cacau
1 colher de sopa de suco de Aloe Vera/ Babosa
1/8 xícara de manteiga de karitê
5-10 gotas de óleos essenciais (opcional)
1 colher de sopa de óleo líquido de sua escolha (como jojoba, amêndoas doces, etc.)
Modo de preparação:
Em fogo baixo, aqueça o óleo de coco, a manteiga de cacau e a manteiga de karitê para derreter. Em seguida, remova do fogo e adicione os óleos essenciais, o óleo líquido e o suco de Aloe Vera/Babosa. Mexa bem e despeje a mistura em um recipiente para armazenamento.
Creme de óleo de coco Anticelulite
A celulite é um problema comum hoje em dia, e pessoas em todo o mundo lutam para encontrar uma maneira eficaz de combatê-la. O óleo de coco é extremamente benéfico, uma vez que é acessível e proporciona efeitos incríveis.
Ingredientes:
3/4 de xícara de óleo de coco
30 gotas de óleo de toranja
2 colheres de sopa de cera de abelha
10 gotas de óleo de Rosemary
30 gotas de óleo de Cipreste
3 colheres de sopa de Hamamélis
10 gotas de óleo de zimbro
Modo de preparação:
Misture todos os óleos essenciais listados acima com hamamélis. Derreta a cera em fogo baixo e adicione o óleo de coco. Adicione os óleos essenciais e misture todos eles. Despeje a mistura em um recipiente adequado e mantenha em um lugar seco e fresco.
Sabonete líquido caseiro para as mãos
O óleo de coco pode ser utilizados na preparação de um sabonete líquido para as mãos caseiro. Desta forma, você vai economizar dinheiro, mas você também irá melhorar o estado de sua pele e evitar os efeitos negativos de químicos encontrados em produtos comprados no supermercado. Este sabonete natural vai nutrir a sua pele e evitar a desidratação, além de limpar e tornar macia e suave.
Ingredientes:
1 colher de chá de óleo de vitamina E (opcional)
1 xícara de óleo de coco virgem
algumas gotas de óleos essenciais de perfume (opcional)
Modo de preparação:
Coloque em um copo o óleo de coco extra-virgem, adicione vitamina E e, opcionalmente, alguns óleos essenciais. Leve a mistura ao liquidificador ou mixer de cozinha por 6-7 minutos em alta velocidade. Em seguida, basta derramar em um recipiente adequado e ele está pronto para uso!
Se você gostou da informação compartilhe com seus amigos e familiares! Leve mais saúde para as pessoas que você quer bem! Compartilhe esta mensagem!
Fonte:  healthylifetricks |  curapelanatureza

A planta que cura o câncer melão-de-são-caetano (Momordica charantia)


O uso medicinal do melão-de-são-caetano (Momordica charantia) é amplo e conhecido em vários países.Ele cresce em climas úmidos e quentes e pode ser encontrado principalmente na Ásia e América do Sul.
Este melão tem um gosto extremamente amargo (por isso também é conhecido como “melão amargo”) e seu formato lembra um pepino “acidentado”.
Foi provado que alguns de seus componentes naturais são capazes de tratar e curar o câncer.
O principal descobridor e divulgador dos incríveis poderes desta fruta é o dr. Frank Shallenberger, especializada em tratamentos anti-envelhecimento e em medicina alternativa no Nevada Center of Alternative & Anti-Aging Medicine, Estados Unidos.
Ele afirma que esta fruta milagrosa inibe o crescimento de células de câncer de forma eficaz.
De acordo com suas descobertas, uma solução de 5% de suco de melão-de-são-caetano pode lutar contra o câncer e derrotá-lo.
Suas pesquisas revelaram que esta fruta destrói de 90 a 98% das células cancerosas.
melao-de-sao-caetano-38931321031
O seu efeito foi examinado na Universidade do Colorado e os resultados mostraram uma redução de 64% no tamanho dos tumores.
A dose utilizada foi de seis gramas de pó do melão-de-são-caetano para um adulto de porte médio (75 quilos).
Segundo o dr. Shallenberger, “os grandes laboratórios e companhias farmacêuticas buscam encontrar petroquímicos patenteáveis que obtenham o mesmo resultado que Deus colocou nesse vegetal e ficam boquiabertos como uma planta tão despretensiosa consegue desnutrir o câncer sem precisar de nenhuma química complexa”.
Portanto, esta pesquisa só confirmou os benefícios e a ação poderosa do melãozinho (o outo nome como a fruta é conhecida).
Além disso, esta fruta também desempenha um grande papel no tratamento da infecções da pele, sintomas de diabetes, asma, hipertensão e problemas de fígado e estômago.
Estes são os mais importantes benefícios à saúde do melão-de-são-caetano:
– Ele limpa e desintoxica o fígado, alivia a dor gota e estimula a circulação sanguínea
– Seu suco aumenta a imunidade e eleva e resistência do corpo contra infecções
– Melhora a digestão
– Excelente para controlar o diabetes, pois reduz o açúcar no sangue
– Acelera o metabolismo e, ao mesmo tempo, alimenta e purifica o fígado, protegendo-o do álcool e de outras substâncias tóxicas
– O consumo regular de seu suco ajuda a aliviar infecções fúngicas, micoses, pé de atleta e psoríase
– Melhora a acuidade visual e alivia o problema de visão, pois é abundante em betacaroteno
– Quando consumido regularmente, aumenta a resistência e o nível de energia
COMO FAZER O CHÁ
Use 5 colheres (sobremesa) para 1 litro de água. Ferva a água, acrescente as folhas, desligue o fogo, tampe a panela e espere esfriar.
Beba de 2 a 3 xícaras por dia. Se não encontrar a planta fresca, compre as folhas secas em lojas de produtos naturais.
Coloque 1 litro de água para ferver. Quando ferver, coloque 1 colher (sopa) da erva e desligue o fogo.
Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber.
Tome de 2 a 3 xícaras por dia. O fruto pode ser comido ou transformado em sucos, mas não se deve exagerar.
Contraindicações
Nunca deve ser consumido em grande quantidade.
Seu consumo em qualquer dosagem é proibido para gestantes ou para as mulheres que estão tentando engravidar, pois é abortivo.
Também devem ser tomados muitos cuidados no caso de pacientes que estejam amamentando e crianças.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

água de aveia ajudar a perder peso

Você sabia que a água de aveia também pode ajudar a perder peso? Contamos como elaborá-la e como você pode incluí-la na sua dieta para que seja mais eficaz.
Poucos alimentos podem ser tão saudáveis como a aveia. Os estudos realizados sobre ela nos dizem que é um maravilhoso regulador metabólico, isto é, depurará tudo aquilo que está sobrando em nosso organismo e cobrirá as carências. Auxilia o coração, o intestino, sem esquecer, é claro, que nos ajuda a perder peso com seu consumo frequente, quer saber mais?

A FDA (Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos) nos diz que é um dos alimentos mais saudáveis que podemos encontrar, uma fonte de energia e vitalidade que deveríamos incluir diariamente em nossa dieta. Trataria-se, pois, de um modo muito natural mediante o qual podemos perder peso sem sofrer muito e, melhor ainda, sem passar fome. Neste artigo explicaremos como.

1. Reduz o colesterol e cuida do nosso coração

Basta tomar uma infusão de aveia em jejum para reduzir o colesterol. Seus óleos ricos em ômega 6 e ácido linoleico constituem as chamadas gorduras boas, capazes de reduzir o colesterol ruim e cuidar do nosso coração.

2. Reduz as calorias

A aveia tem poucas calorias e dispõe também de um efeito saciante. Suas gorduras são muito saudáveis, contém fibra, vitaminas, minerais, oligoelementos e fibra. É, sem dúvida, um superalimento.

3. Depurativa

Dispõe de aminoácidos que nos induzem a produzir lectina no fígado, necessário para nos ajudar a depurar o nosso organismo. Consumir aveia nos permitirá limpar as paredes das artérias, limpando, graças às suas fibras, os depósitos de gordura que nelas se formam.

4. Controla o açúcar

A aveia é bastante recomendada para os diabéticos. Sua fibra solúvel melhora a digestão de amido e mantém estáveis os níveis de glicemia. Um aliado maravilhoso para estes casos.

5. Melhora a digestão

A aveia reduz nosso ácidos biliares, facilitando o trânsito e evitando, assim, a prisão de ventre. Além disso, seus carboidratos são de absorção lenta, o que nos dá uma sensação de saciedade perfeita para ir perdendo alguns quilos e não termos a necessidade de comer muito ou ficarmos “beliscando”.

6. É anticancerígena

São muitos os estudos que foram realizados a este respeito, concluindo que determinados fitoquímicos da aveia nos ajudam a nos proteger contra o câncer. Mais um motivo para consumi-la diariamente.

Por que a água de aveia nos ajuda a perder peso?


  •  A água de aveia em jejum nos ajuda a perder peso porque sua composição, a base de vitaminas, minerais e fibra, nos dá uma sensação de saciedade, mediante o que não sentiremos a necessidade de ficar beliscando, nem comeremos muito.
  • Dá ao organismo propriedades benéficas enquanto, pouco a pouco, perdemos peso.
  • A aveia elimina todas as toxinas que o nosso corpo vai gerando e armazenando. Se nos nutrimos com sua água, ela nos dará proteínas, além de vitaminas, minerais e oligoelementos.
  • É, além disso, diurética, impede o acúmulo de líquidos em nosso corpo e nos faz sentir melhor

Como consumir a água de aveia para perder peso?

1. Quanto consumir?

Com o intuito de emagrecer, deve-se consumir a água de aveia em jejum durante um mês seguido. Isto permitirá que fiquemos saciados por quase toda a manhã e nos dará energia e fibra para começar o dia. Também podemos tomar outro copo antes das principais refeições.

2. Como consumir?

  • Pegar uma xícara de aveia, um ramo da canela em pau e dois litros de água.
  • Em um liquidificador, colocar a aveia junto com um copo de água e bater até obter uma mistura homogênea. Depois pode incluir o restante da água, a canela, algum adoçante, se desejar, ou, ainda melhor, stévia ou duas colheres de mel. Se restar algum grão da aveia, você pode coar esta batida. Depois, coloque a água na geladeira, pois, dessa forma, você a conserva durante todo o dia. Comece o café da manhã com um copo, depois é ideal bebê-la antes das refeições, pois ajudará na saciedade e na nutrição.

3. Exemplo de um dia de dieta com água de aveia:

  • Café da manhã: um copo de água de aveia, uma maça e um chá de sua preferência.
  • Almoço: um copo de água de aveia como bebida. Salada de espinafre, com aspargos e nozes e um peito de frango grelhado.
  • Lanche da tarde: um chá verde.
  • Jantar: um copo de água de aveia. Berinjelas ao forno e algumas rodelas de beterraba temperadas com suco de limão. De sobremesa, uma maça assada com canela.
Como você pode ver, o mais importante é começar o dia com um copo de água de aveia e inclui-la como bebida nas refeições principais, sempre equilibradas e sem cometer excessos. Se fizer esta dieta durante um mês, perceberá que aos poucos irá baixando seu peso.

Alimentação sem glúten: Como fazer

Como retirar o glúten da sua alimentação e que exames de sangue, fezes e
urina se deve fazer para saber se você tem intolerância ao glúten são 2
do pontos importantes que a nutricionista Tatiana Zanin (CRN3-15097)
explica neste vídeo.

Além disso, ela também explica que a dieta
para doença celíaca, sem glúten, é permanente e é a única forma de
tratamento para a doença, eliminando todos os sintomas como diarréia,
barriga inchada, cansaço, anemia e até dor de cabeça.

A doença
celíaca obriga o doente a comer de forma saudável para não ter
desconforto ou mal estar e no final das contas é uma coisa boa :)

Saiba mais sobre como rtirar o glúten da alimentação em:



MELHORA A VISÃO: ESPETACULAR RECEITA DE UM OFTALMOLOGISTA RUSSO




A MISTURA MÁGICA QUE MELHORA A VISÃO: ESPETACULAR RECEITA DE UM OFTALMOLOGISTA RUSSO



A babosa é uma planta maravilhosa, capaz de curar várias doenças, inclusive o câncer, conforme diversos relatos.
Isso acontece graças às suas poderosas propriedades terapêuticas.
Uma das melhores maneiras de tirar proveito dos benefícios dessa planta é preparando um suco.
O suco da babosa ajuda a tratar problemas digestivos e é ótimo para cura de inflamações no estômago e intestino.
Quer  saber mais?
O suco da babosa estimula o sistema imunológico e tem propriedades antibacterianas que auxiliam na saúde  bucal.
Além disso, devido à sua alta taxa de proteína e colágeno, é uma ótima opção para perda de peso.
Fantástico, não?
É uma verdadeira bomba de vitaminas que fortalece o  organismo inteiro!
E hoje vai conhecer outra virtude da babosa: sua capacidade de melhorar a visão.
Quem descobriu isso foi um dos maiores oftalmologistas da Rússia, o professor Vladimir Filatov.


O mestre da oftalmologia Vladimir Filatov foi um dos primeiros da área médica a reconhecer o valor e o uso medicinal da babosa.
O dr. Filatov recomendava aos seus pacientes o uso da babosa em vários tratamentos.
E, uma de suas receitas, nós vamos ensinar agora:
 
INGREDIENTES
100 gramas de gel de babosa
500 gramas de nozes trituradas
300 mL de mel
O suco de 4 limões espremidos na hora
MODO DE PREPARO
Primeiro vamos extrair o gel da babosa: lave bem uma folha da planta.
Descasque-a e, com uma colher, retire o gel, popularmente conhecido como "baba" (vem daí o nome "babosa": baba = babosa)
Misture com os outros ingredientes.
Você deve tomar uma colher  (sopa) da mistura 3 vezes ao dia, 30 minutos antes de cada refeição.
Guarde em um vidro escuro na geladeira.
Atenção!
É importante não exceder a dose diária recomendada, pois podem ocorrer reações alérgicas.
Não  recomendamos  tomar o suco de babosa em algumas doenças e condições:
- Insuficiência renal aguda
- Durante a gravidez
- Doenças do sistema cardiovascular na fase de descompensação
Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.

emagrecer,dieta,abnoplastia,

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs