ache aqui

google.com, pub-0465069744057450, DIRECT, f08c47fec0942fa0
Mostrando postagens com marcador Testes de Gravidez Caseiros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Testes de Gravidez Caseiros. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Tratamento Natural Da Síndrome Do Intestino Irritável


----------------------------------------------- -----------------------------------------------------------------------------------------Ao notar sintomas da síndrome do intestino irritável é fundamental procurar orientação médica para iniciar o tratamento mais indicado.
Alguns tratamentos naturais também podem ajudar a melhorar os sintomas do problema.
  1. Evite Alérgenos Comuns e Alimentos Inflamatórios
Embora cada pessoa tenha reações diferentes a vários alimentos, certos alimentos tendem a desencadear sintomas da síndrome do intestino irritável mais do que outros.
Isto é especialmente verdadeiro em relação a alguns carboidratos, cujas pesquisas mostram que são comumente não absorvidos no intestino e se tornam fermentado, o que pode causar problemas gastrointestinais significativos (5).
As reações à fibra também são diversas, às vezes elas ajudam a aliviar a constipação, mas outras vezes causam gás e dores.
Alguns alimentos que você deve cortar da sua dieta para aliviar os sintomas da síndrome do intestino irritável incluem:
  •         Lácteos convencionais pasteurizados;
  •         Glúten (trigo, cevada, centeio);
  •         Açúcar e farinha refinada;
  •         Cafeína e álcool
  •         Alérgenos comuns, incluindo nozes e mariscos;
  •         Alimentos picantes;
  •         Certos grãos, legumes e frutas, como maçãs, frutas de caroço, alho e brócolis.
  1. Reduzir o estresse
Níveis mais elevados de estresse estão ligados a distúrbios na digestão, pois o estresse aumenta a inflamação no organismo.
Estudos descobriram que a ansiedade, depressão, transtornos de personalidade e histórico de abuso sexual na infância são todos fatores de risco para a síndrome do intestino irritável. Mas mesmo o estresse causado a partir de situações cotidianas, como o trabalho ou as obrigações familiares, pode afetar a digestão (6).
O que você pode fazer para diminuir o estresse? Exercício, meditação, acupuntura, passar mais tempo na natureza e manter hobbies.
  1. Atividade Física
Estudos descobriram que o exercício regular (incluindo aeróbico, levantamento de pesos, ou ioga) ajuda a controlar o estresse e pode melhorar a saúde digestiva.
Um estudo de 2011 publicado no American Journal of Gastroenterology descobriu que o aumento da atividade física melhora os sintomas gastrointestinais e a qualidade de vida (7).

Causas Da Síndrome Do Intestino Irritável

Estudos mostram que as causas exatas da síndrome do intestino irritável são complexas e diferentes para cada pessoa, uma vez que muitos fatores na vida de alguém podem afetar a digestão (8).
Os pesquisadores acreditam que a causa subjacente dos sintomas da síndrome é o funcionamento anormal dos nervos, enzimas e músculos dentro do trato digestivo. Estes ajudam a controlar a absorção de nutrientes depois de comer, níveis de líquidos, gás e liberação de evacuações (9).
Um fator importante que determina como funciona o sistema digestivo é realmente seus níveis de estresse e humor, uma vez que o intestino está intimamente ligado ao cérebro. Estresse e digestão também estão diretamente relacionados porque o intestino é capaz de produzir, ou não produzir, certos neurotransmissores, como a serotonina (10).
Embora não haja uma causa específica, fatores comuns que contribuem para a síndrome do intestino irritável incluem:
>> Alimentos alérgenos;
>> Estresse crônico;
>> Casos de síndrome do intestino irritável na família;
>> Mudanças na rotina de sono;
>> Desequilíbrios ou alterações hormonais.

Diagnóstico Da Síndrome Do Intestino Irritável

A síndrome do intestino irritável é diferente de outros problemas digestivos, porque não há problemas estruturais nos intestinos de pessoas com essa condição (por exemplo, não existem bloqueios do cólon), o que dificulta o seu diagnóstico.
Não existem testes que possam revelar definitivamente se alguém tem síndrome do intestino irritável ou não (11). O diagnóstico só pode ser feito através de um processo de eliminação e observação de sintomas.
Os médicos muitas vezes gostam de discutir com os pacientes como os sintomas do IBS são desencadeados e também como eles tendem a desaparecer.
A síndrome do intestino irritável afeta mais de 10% da população mundial, sendo mais comum entre mulheres jovens.
Nenhum teste pode realmente confirmar se alguém tem ou não a síndrome, por isso é tão importante ficar atento aos sintomas. Alguns dos mais comuns incluem alterações nos movimentos intestinais normais, incluindo constipação e diarreia; dores abdominais, náusea, azia ou refluxo ácido.
Os sintomas não digestivos da síndrome do intestino irritável podem incluir ansiedade ou depressão, problemas para dormir, fadiga, dores de cabeça, gosto desagradável na boca, dores musculares, problemas sexuais, palpitações cardíacas e necessidade frequente de urinar.
Você pode tratar naturalmente os sintomas evitando alérgenos, reduzindo o estresse e praticando atividades físicas. Também recomendo que você retire o açúcar da sua alimentação. (Preencha o formulário abaixo para saber mais sobre os malefícios do açúcar)
Os fatores comuns que contribuem para a síndrome incluem sensibilidades alimentares e alergias, estresse, mudanças nas rotinas do sono e desequilíbrios ou alterações hormonais.
Caso você apresente os principais sintomas da síndrome do intestino irritável, procure orientação médica.
Para quem prefere, o conteúdo deste artigo está disponível também em vídeo a seguir. Basta dar o play!

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Limpeza Intestinal SECA BARRIGA

Limpeza Intestinal SECA BARRIGA


Você sabia que seu intestino acumula dejetos que si pregam as paredes dos intestinos ficando endurecidos e apodrecidas ?
pois e .
algumas pessoas sofre anos e anos com diversos males, intestino preso, gases, pele sem brilho , barriga grande dilatada e não sabe que uma simples limpeza intestinal poderia sim resolver bem o caso!
sem falar que chega a ser uma questão digamos de prevenção higiene e saúde .


A limpeza intestinal e muito utilizada em outros países por famosos que querem ter a barriga enxuta retinha
aqui no brasil a limpeza instetianal e vulgarmente conhecida por CHUCA muito usada por adeptos do sexo anal .
porem a limpeza trás outros benefícios a saudê .
 desintoxicação do organismo e te deixa com uma pele de porcelana alem de controlar problemas com gases regula o horário que a pessoa vai ao banheiro evacuar
tem coisa mais desagravei que sai ir a uma festa e chegando la da uma vontade imensa de fazer o numero 2? e uma situação bem chata NE .
existe alguns métodos para esta limpeza

o objetivo e expelir os dejetos limpar as paredes naõ deixar acumular fezes apodrecidas no instestino grosso
 podem ser feito em casa não existe nenhuma restrição para fazer a desintoxicação, de forma que seja feita com moderação. Qualquer um pode fazer a limpeza intestinal, mas não pode ser feita para sempre, pois o organismo necessita de outros alimentos. Os únicos a quem eu não recomendo são as pessoas com câncer de intestino.”  Após sentir que você está desintoxicado, não vá abusar nos mesmo

alimentos novamente. Tudo pode ser ingerido, desde que seja com bom senso.

vou colocar alguns vídeos abaixo veja e escolha o melhor método para você 






 







compatilhe esta noticia e ajude a salvar vidas 

segunda-feira, 5 de junho de 2017

AMOSTRA GRATISNET: AMBULÂNCIA DE GRATUITA PARA PACIENTES DE HEMODIALI...

AMOSTRA GRATISNET: AMBULÂNCIA DE GRATUITA PARA PACIENTES DE HEMODIALI...: --> TUDO GRATIS - GANHE AMOSTRAS E BRINDES E SUA CASA Em casos de atendimento de emergência como queda, mal súbito, problemas ...

TUDO GRATIS - GANHE AMOSTRAS E BRINDES E SUA CASA

AMBULÂNCIA DE GRATUITA PARA PACIENTES DE HEMODIALISE E QUIMIOTERAPIA 

 Em casos de atendimento de e

mergência como queda, mal súbito, problemas cardíacos, hemorragias, derrames e partos você pode solicitar uma ambulância ligando para o telefone 192. Este é um serviço gratuito que funciona em toda a cidade de São Paulo, 24 horas por dia, inclusive em finais de semana e feriados. A ligação também é gratuita e não é necessário ter cartão telefônico para ligar de um orelhão.

Como fazer o chamado:
  • Identifique-se e diga qual é o problema que está ocorrendo com o paciente.
  • Responda às perguntas efetuadas pela telefonista de forma clara e correta. Forneça endereço completo, indicando pontos de referência de como chegar mais rapidamente. Isto reduz os riscos da ambulância gastar tempo procurando o local.
  • Quando estiver conversando com o médico, procure informar para ele qual é o problema, quem é a vitima, sua idade (mesmo que aproximada) e o sexo. Caso saiba, faça observações também sobre doenças prévias, medicações que toma e a evolução das queixas. Verifique ainda se a pessoa está acordada ou desacordada. A partir das informações passadas, o médico do outro lado da linha pode orientar quanto a procedimentos emergenciais e acionar o tipo de atendimento mais adequado.
  • Em caso de acidentes, identifique quantas vítimas há no local, se existe alguma presa nas ferragens, o estado de consciência das mesmas e como e o que de fato ocorreu. Siga os conselhos orientados pelo médico, enquanto aguarda a chegada do socorro.
  • Solicite uma outra pessoa para esperar e sinalizar para a ambulância quando ela estiver chegando ao local.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

PARTO -TOPICO

Parto Normal

Se o pré-natal é feito com regularidade e a gestante não apresenta nenhuma complicação durante os nove meses, este tipo de parto é uma opção válida. Nele, o bebê nasce no tempo correto e as contrações são aguardadas até o momento ideal para se dar à luz.
O parto normal acontece quando o bebê vem ao mundo pela vagina, podendo ocorrer uso de ocitocina (hormônio que estimula o trabalho de parto), anestesia e episiotomia (corte do períneo que facilita a saída do bebê).
A mamãe participa de todo os momentos do parto. A maioria dos hospitais também possuem técnicas para deixar a mãe mais tranquila e relaxada durante o parto.
A peridural e a ráqui são os dois anestésicos usados para esse tipo de parto, separadamente ou em uma combinação das duas, chamada de bloqueio duplo.
Uma das principais vantagens do parto normal é a recuperação imediata após efeito da anestesia.
Outra vantagem é o baixo risco de infecções e menor índice de complicações respiratórias para o bebê.
O risco presente nessa opção é a ruptura do útero, caso a mamãe tenha feito cirurgias anteriores.
No parto normal, a mamãe tem contato com o filho imediatamente após dar à luz!

Parto Natural

No parto natural, bastante confundido com o parto normal, não são realizadas intervenções com medicamentos e procedimentos, como corte do períneo ou anestesia de peridural ou ráqui. Nele, as necessidades da mulher são respeitadas e também deve ser acompanhado por um profissional da saúde.
Para realizar o parto natural são recomendados exercícios durante a gravidez para fortalecimento do períneo e musculatura da bacia.
Muitas mães que optam por esse tipo de parto preferem dar à luz em casa, na banheira, de cócoras ou mesmo na cama. Os mesmos métodos podem ser realizados em hospitais também.
Apesar de não sofrer intervenções, os riscos também estão presentes. Complicações na hora do parto podem acontecer exigindo outros métodos para o nascimento do bebê.
Se essa é uma de suas preferências, converse com seu médico para saber se é o indicado para sua gravidez.

Parto Humanizado

No Brasil há uma forte campanha pelo parto humanizado. Assim como no parto natural, as vontades da mãe são respeitadas.
Ela deve contar com o apoio de seu companheiro e, muitas vezes, conta com a doula, uma acompanhante profissional preparada para dar suporte (emocional, físico e informativo) à mulher durante a gestação e o parto .
O parto humanizado propõe a experiência total sobre o processo de dar à luz para a mãe, seu parceiro e o bebê que está chegando. A ideia é que a obstetrícia auxilie, mas não interfira no parto.

Cesárea

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 15% dos partos acabarão na mesa de cirurgia, ou seja, sendo cesárea.
No parto cirúrgico, a gestante recebe anestesia geral ou da cintura para baixo, a chamada peridural. Um corte com cerca de 20 centímetros é feito abaixo do umbigo até acima da vagina para retirada do filho.
A mamãe vê o bebê rapidamente e é sedada para finalização da cirurgia, enquanto o bebê fica na sala de pediatria neonatal sob observação.
Ao contrário do parto normal, a recuperação não acontece no mesmo dia. Após a cesárea, a mamãe deve tomar cuidados com a cicatrização. Problemas na bexiga e prisão de ventre podem ser um dos efeitos colaterais após a cirurgia.
Esse tipo de parto pode trazer riscos ao bebê, como complicações respiratórias ou gerar uma infecção hospitalar.
A cesárea deve ser a opção em casos de complicação no parto normal, ou se a gestante possui algum problema de saúde, como pressão alta ou diabetes.

Parto a Fórceps ou Parto por Vácuo Extrator

Nesse tipo de parto, um instrumento é usado para retirada do bebê quando ele está em sofrimento fetal ou a mãe não consegue fazer forças para a descida no canal vaginal.
No caso do fórceps, são ajustadas duas pás na cabeça do bebê e ele é puxado. No vácuo extrator, uma ventosa de metal ou silicone ligado a uma pequena bomba a vácuo é ajustada na cabeça do bebê.
No Brasil, o uso do fórceps não está entre as principais opções dos médicos, sendo utilizado apenas quando necessário em momentos de complicação do parto para ajudar na saída do bebê.

Parto na Água

O parto na água também acontece pelo canal vaginal e pode ser realizado no hospital ou em casa.
A mamãe se mantém posicionada em uma banheiro com água em temperatura de 36º, que pode trazer conforto e alívio.
Esse tipo de parto é acompanhado por médicos e auxiliares e não impede uso de medicação caso necessário, mas não é recomendado para as mulheres com diabetes ou pressão alta.
Os riscos são os mesmos encontrados no parto normal: o de ruptura do útero. A vantagem de recuperação rápida também se assemelha com o parto normal.

Parto de Cócoras

A diferença entre o parto normal e o de cócoras é apenas a posição, que permite mais conforto e alívio das dores para algumas mulheres.
Para esse tipo de parto de cócoras existe uma cadeira especial disponível para o apoio da mamãe e que também auxilia o obstetra durante o processo.
Nesse caso, o bebê deve estar posicionado e encaixado para que o parto ocorra tranquilamente. Em situações de risco, não é um dos tipos recomendados.
A saída do bebê acontece de maneira rápida devido a posição. Assim como no parto normal, a recuperação é rápida.
As opções são muitas, mas o que irá determinar o tipo de parto para a chegada do seu bebê será o seu pré-natal e sua conversa com o médico.
Tire todas as dúvidas com seu obstetra e se informe para que você fique tranquila para o momento mais esperado de sua vida: a hora de dar à luz!

faça seu cartao SUS (Cadastramento Nacional de Usuários do SUS )


O Cartão Nacional de Saúde é um instrumento que possibilita a vinculação dos procedimentos executados no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) ao usuário, ao profissional que os realizou e também à unidade de saúde onde foram realizados. Para tanto, é necessária a construção de cadastros de usuários, de profissionais de saúde e de unidades de saúde. A partir desses cadastros, os usuários do SUS e os profissionais de saúde recebem um número nacional de identificação.

Cadastramento de Usuários

O cadastramento de usuários para os 44 municípios do projeto-piloto do Cartão Nacional de Saúde foi iniciado em janeiro de 2000, com o objetivo de constituir um cadastro com informações individualizadas dos usuários nesses municípios, permitindo que cada cidadão tenha seu Cartão Nacional de Saúde.
O Ministério da Saúde assinou convênio com cada um dos 44 municípios, de forma a apoiar as tarefas envolvidas no cadastramento. O repasse foi feito na base de R$ 0,30 por habitante, devendo o município dispor, em contrapartida, de R$ 1,00 por habitante. Cada município estabeleceu sua própria estratégia de operacionalização do cadastramento.

Os cartões confeccionados pelas empresas contratadas pelo Ministério da Saúde são encaminhados às respectivas secretarias municipais de saúde. Cabe ao gestor, portanto, sua distribuição aos usuários. É nesse momento que deve ser aproveitado o contato para ressaltar a importância de seu uso e dos benefícios. A forma de distribuição também pode ser escolhida pelo município:
§ entrega domiciliar;

§ entrega na unidade de saúde;

§ entrega feita por agentes comunitários de saúde;

§ entrega feita pelos Correios.

Cadastramento de Profissionais

Os profissionais envolvidos nas unidades de saúde onde está sendo implantado o Cartão Nacional de Saúde também precisam ser cadastrados para que possam receber seus cartões de identificação, igualmente baseados no número PIS/Pasep.

O cadastramento dos profissionais dos 44 municípios teve início em novembro/2000 e integra o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde realizado pela Secretaria de Assistência à Saúde (SAS), do Ministério da Saúde.

Para o Projeto, são considerados profissionais todos aqueles que geram procedimentos para o SUS ou que trabalharão com a operação direta dos terminais de atendimento.

O cadastramento foi idealizado nos mesmos moldes do cadastramento de usuários, um formulário foi concebido pelo Ministério e o Departamento de Informática do SUS (Datasus) desenvolveu um aplicativo para entrada de dados.


Os cartões de profissionais também são encaminhados às secretarias municipais de saúde, juntamente com as correspondências lacradas que contêm as senhas de acesso ao sistema.


Essa senha é pessoal, sigilosa, intransferível, está gravada na tarja magnética do cartão e permite a identificação do profissional que faz atendimento, lança ou extrai dados do sistema.



Cadastramento Nacional de Usuários do SUS


Diante da necessidade de identificação individualizada de usuários do SUS e já visando à expansão do projeto Cartão Nacional de Saúde para toda a população brasileira, na Portaria MS/GM nº 17, de 13 de fevereiro de 2001, o Ministério da Saúde instituiu o Cadastro Nacional de Usuários do Sistema Único de Saúde e regulamentou sua implantação.

Esse cadastramento agrega novas características àquele anteriormente desenvolvido nos municípios do projeto piloto:

· todo o preenchimento dos formulários deve ser feito através da visita aos domicílios dos usuários;

· os municípios e estados aderem ao processo voluntariamente por meio da assinatura de termos de adesão;

· a ajuda financeira aos municípios para a operacionalização do processo é realizada a partir da validação de cada cadastro. Como forma de apoiar o início do processo de cadastramento, na adesão dos municípios o Ministério da Saúde libera 15% do total de recursos estimados para o repasse.

A Portaria SIS/SE n.º 39, publicada em 19 de abril de 2001, trata da operacionalização do processo de cadastramento nacional e traz os termos de adesão, municipal e estadual, bem como o manual de preenchimento do formulário.
 Family-Focused,Cooking Enthusiasts/Aspiring Chefs,Home Decor Enthusiasts,kit primeiros socorros

quinta-feira, 4 de maio de 2017

câncer do cólon sinais


O câncer de cólon é o terceiro câncer mais comum nos EUA. Só em 2016, cerca de 140.000 pessoas foram diagnosticadas com algum tipo de câncer colorretal. O que torna este câncer  mortal é o fato de que a maioria das pessoas o detecta em seus estágios avançados, quando o tratamento é mais difícil. Uma das razões pelas quais os cânceres colorretais são frequentemente ignorados até que seja tarde demais é o fato de que os sintomas que produzem são muito sutis e facilmente confundidos com alguma doença menos grave.Aqui nós vamos mostrar os 4 sinais mais comuns de câncer colorretal que as pessoas normalmente ignoram. Perceber estes sinais precoce é fundamental para o sucesso do tratamento.
Cólicas
Um dos primeiros sintomas negligenciados do câncer de colorretal é a cólica na região abdominal. O que torna este sinal tão facilmente ignorado é que as cólicas abdominais são muitas vezes ligadas a muitas outras condições, não-cancerosas. Embora seja verdade que as cólicas abdominais não são sempre um alerta vermelho, se você estiver enfrentando dores de estômago intensas, especialmente se acompanhada de outros sintomas de câncer colorretal, não hesite em discutir o assunto com um médico.
Fadiga
Outro sintoma  ignorado de câncer colorretal é a fadiga. Como a fadiga crônica é tão comum nos dias de hoje, não é de admirar este sintoma é frequentemente considerado como insignificante. O estilo de vida agitado e a privação de sono são as causas mais comuns que levam ao cansaço.
No entanto, se o seu cansaço não desaparecer mesmo com bastante descanso, ele  não deve ser ignorado. Ainda mais, se for acompanhada de outros sintomas de câncer colorretal, esse é um sinal de aviso sério. Além disso, o câncer do cólon pode provocar sangramento retal, o qual é uma outra causa de fadiga.
Perda de peso repentina
Repentina e involuntária perda de peso de mais de 5% de sua massa corporal em apenas 2 meses é um sinal de alerta grave que nunca deve ser ignorado. Por exemplo, se você pesa 80 quilos, perder mais de 3 quilos sem alterar o seu regime alimentar ou sem fazer exercícios físicos é um alerta vermelho para consultar um médico.
As células cancerosas usam muita energia do corpo, enquanto o sistema imunológico se esforça muito para parar a doença de metástase. É esse gasto excessivo de energia que dá origem a perda de peso drástica.
No caso do câncer colorretais, um grande tumor pode bloquear o cólon afetando assim os movimentos intestinais de uma pessoa e causar a perda de apetite e perda de peso radical.
images
Evacuações irregulares
A vida moderna é geralmente bastante agitada. As pessoas estão sempre limitados no tempo, o que os deixa com muito pouco tempo para si próprios. Isto também significa que as pessoas não conseguem prestar atenção suficiente aos seus movimentos intestinais. No entanto, a freqüência, a consistência e a aparência desses movimentos pode dizer muito sobre sua saúde, e até mesmo indicar a presença de câncer colorretal.
Um monte de pessoas são afetadas com pólipos no cólon, que são pequenos aglomerados de células que podem se tornar cancerosas ao longo do tempo. Quando estes pólipos se transformam em tumores, eles começam a afetar os movimentos intestinais. As mudanças em suas fezes são um sinal sério e você deve procurar um atendimento médico urgente, porque os tumores do cólon afetam a função do intestino grosso.
Fonte:  dailyhealthgen

terça-feira, 18 de abril de 2017

A receita que mais queima gordura está bem ao seu alcance! Você pode perder 18 quilos em 1 mês.

PERCA AQUELES QUILINHOS INDESEJADOS BEBENDO ISSO TODAS AS MANHÃS.


Perder peso rápido tem sido o sonho de consumo de muita gente, Mas nem sempre isso é possível perder aqueles quilinhos indesejados.

E muitos buscam de maneira errada a tão sonhada dieta para emagrecer.

Chegando ao ponto, buscar em medicamentos que são proibidos. Colocando em risco a própria saúde.

O que muitos não sabem, é que a natureza é um aliado perfeito para perda de peso.

Isso é fato desde da  antiguidade sabemos que no tempo dos nossos avós, se usava muito remédios naturais.

Depois de muito tempo pesquisadores encontraram nesses remédios a forma para o emagrecimento saudável.

Na natureza encontramos, todos os ingredientes que precisamos para curar doenças de maneira completamente natural.

E sem efeitos colaterais, razão pela qual muitas pessoas estão começando a abandonar a medicina convencional, e consumindo  mais  remédios naturais.

<
A bebida que vamos ensinar você fazer, é  um dos remédios mais poderosos para eliminar toxinas, fortalecer seu sistema imunológico e mais importante, ajudá-lo a perder peso.

Isso tudo  é maravilhoso não é mesmo? E sem contar que é muito fácil de preparar.



Ingredientes


    • 1 limão

    • 1 colher de sopa de sementes de chia

    • 1 ½ copos de água

    • 1 colher de sopa de mel


Preparação


 
    1. Antes de preparar o remédio, mergulhar as sementes de chia em água por uma hora.
    1. Em seguida, junte todos os ingredientes, e bata no liquidificador.
    1. Coloque em vasilha, mantenha sempre tampada dentro da geladeira.
    1. Beba o smoothie todas as manhãs com o estômago vazio.
Essa bebida ajuda você a perder  até 18 quilos em um mês.
Procure  ter uma alimentação saudável.

O REMÉDIO FUNCIONA DEVIDO ÀS PROPRIEDADES SAUDÁVEIS ??DOS INGREDIENTES.

Limão possui inúmeras vitaminas e minerais que garantem a limpeza do corpo, eliminando toxinas, reforçando o sistema imunológico e não contêm quase calorias.
O citrino também é rico em fibras que irá limpar o seu sistema digestivo e melhorar o metabolismo.
Por outro lado, sementes de chia são ricas em antioxidantes naturais que são cheios de fibra, proteínas, cálcio e ácidos graxos ômega-3 e isso nos mantem saciado por mais tempo.
E também regula os níveis de açúcar no sangue.
Beba o smoothie todas as manhãs e mantenha uma dieta saudável.
Você vai se surpreender com os resultados em breve!
Gostou desta dica? Não esqueça de compartilhar com seus amigos e parentes.
Deixe seu voto abaixo e o comentário assim podemos melhorar nossas postagens.



Agorafobia

Agorafobia

Multidão
Agorafobia é um transtorno de ansiedade muito comum nos quadros de Transtorno de Pânico, e refere-se ao medo de andar na rua, de sair sozinho de casa, de ir a certos lugares, como mercados, bancos ou cinemas, provocado por forte e incontrolável apreensão. Muitas vezes existe a necessidade da presença de alguém de confiança ao lado do paciente para lhe dar segurança.
O agorafóbico sente enorme ansiedade ao estar em locais ou situações em que a saída seja difícil, onde haja multidões, como por exemplo grandes eventos (shows, estádios de futebol). Um supermercado muito grande ou um local onde uma necessidade de auxilio possa não estar disponível também provocam muito medo.
Os medos da Agorafobia mais comuns são:
engarrafamento
  • estar longe de casa ou de pessoas que deem segurança;
  • andar de carro, ônibus, trem, metrô ou avião (muitas vezes o paciente sente uma necessidade incontrolável de abandonar o local imediatamente);
  • locais fechados, com muitas pessoas;
  • situações nas quais a saída seja difícil, como congestionamentos ou o banco de trás de um automóvel;
  • estádios;
  • fila de banco;
  • túneis, passarelas, pontes;
  • elevadores;
  • viajar (se distanciar de casa);
  • ruas cheias;
  • feiras etc.
Medo de ter medo
Na agorafobia e no Transtorno de Pânico, a pessoa sente medo de ter medo, sensação conhecida como “medo do medo”. A ansiedade angustiante de sair e sofrer uma crise inesperadamente, passa a impedi-la de se expor a situações fora de casa.
Durante a crise, a pessoa pode achar que está enlouquecendo. Ela passa a evitar certos lugares, por exemplo, locais onde tenha passado mal anteriormente. Não vai mais ao cinema porque tem medo de passar mal e ser observada (e ridicularizada) pelas pessoas; não sai de carro, e com isso suas opções vão sendo reduzidas. Consequentemente, o comportamento mais comum na agorafobia é a evitação, a esquiva, a fuga de situações fora de sua zona de conforto, que normalmente é sua casa.
Alguns pacientes precisam ter alguém por perto, não conseguem mais sair sozinhos, ou sequer saem de casa.
Outros precisam saber que terão atendimento médico por perto, que há um hospital próximo. Esta preocupação quanto à rapidez do socorro também faz com que alguns pacientes tenham mais ansiedade ao anoitecer – talvez pela menor circulação de pessoas nas ruas, menor movimento, inclusive nos hospitais.
* Em 2013, com a publicação do DSM V, a Agorafobia foi desassociada do Transtorno de Pânico e passou a ser tratada como um diagnóstico independente, reconhecendo-se a existência de casos nos quais a Agorafobia ocorre sem a presença de sintomas de Pânico. (O DSM é o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais elaborado pela Associação Americana de Psiquiatria e usado como referência por profissionais de saúde mental em todo o mundo.)

Transtorno de Ansiedade Generalizada, você sabe o que é?

A ansiedade, como sabemos, faz parte da vida do ser humano. É natural que todos nós tenhamos momentos de maior preocupação quando estamos diante de situações estressantes. Mas a ansiedade deixa de ser algo normal e passa a ser patológica quando essa preocupação é constante e não está ligada a nenhum motivo aparentemente real.


De acordo com o manual de classificação de doenças mentais (DSM), o TAG é um distúrbio caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva” persistente e de difícil controle, que perdura por pelo menos seis meses
e vem acompanhado por três ou mais dos seguintes sintomas: inquietação,
fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e
perturbação do sono. (Como o estado de ansiedade perturba a visão que a
pessoa tem a respeito de si mesma e do que acontece em sua volta, é
necessário que esse diagnóstico seja sempre feito por um especialista.)


Ao contrário de uma fobia, que o medo está ligado a alguma coisa ou
situação específica, o TAG não tem um agente estressor específico. Essa
ansiedade é menos intensa do que num ataque de pânico, mas muito mais duradoura, e torna a vida da pessoa muito difícil, já que ela fica num estado de alerta constante.

Causa muito sofrimento e interfere na qualidade de vida e no desempenho familiar, social e profissional dos pacientes.


A pessoa que sofre de transtorno de ansiedade generalizada pode
preocupar-se com as mesmas coisas que as outras pessoas. Questões de
saúde, dinheiro, problemas familiares ou dificuldades no trabalho. Mas
essas preocupações são elevadas a um nível
estratosférico. Por exemplo: depois de assistir a uma reportagem sobre
um atentado terrorista ocorrido em um país distante, a pessoa comum pode
sentir uma sensação temporária de desconforto e preocupação. No
entanto, quem sofre com  transtorno de ansiedade generalizada,
provavelmente, vai continuar preocupado durante vários dias e fantasiar sobre a possibilidade de um cenário idêntico no local onde vive.


Se o telefone toca ou se liga para alguém e não é imediatamente atendido, imagina que algo grave possa ter acontecido.

“Está ficando tarde, ele já deveria ter chegado! Deve ter acontecido um
acidente!“ “Eu não consigo dormir, só sinto medo… e não sei porquê!”


Suas atividades são encaradas com preocupação exagerada e tensão mesmo quando há pouco ou nada que provoque essa preocupação. Às vezes, apenas o pensamento de ter que esperar que o dia passe, produz ansiedade.


Nem todas as pessoas que têm transtorno de ansiedade generalizada
possuem os mesmos sintomas, mas a maioria pode experimentar uma combinação de um número de sintomas emocionais, comportamentais e físicos.


Sintomas emocionais de transtorno de ansiedade generalizada:


  • preocupações constantes;
  • sente-se como se a sua ansiedade fosse incontrolável, não há nada que possa fazer para parar de preocupar-se;
  • pensamentos intrusivos sobre coisas que o fazem sentir-se ansioso;
    tenta evitar pensar sobre eles, mas não consegue deixar de pensar;
  • incapacidade de tolerar a incerteza; tem uma necessidade enorme de saber o que vai acontecer no futuro;
  • sentimento generalizado de apreensão ou temor
  • sintomas depressivos.
Sintomas comportamentais de transtorno de ansiedade generalizada:


  • incapacidade de relaxar, desfrutar de momentos de quietude, ou ser ele próprio;
  • dificuldade de concentração;
  • dificuldade em expressar-se, porque sente-se oprimido;
  • evita situações que fazem sentir-se ansioso;
  • perturbações do sono, como insônia, dificuldade para adormecer, acordar no meio da noite etc.
Sintomas físicos do transtorno de ansiedade generalizada:


  • taquicardia;
  • sudorese;
  • cólicas abdominais;
  • náuseas;
  • arrepios;
  • dores musculares;
  • tremores;
  • ondas de calor ou calafrios;
  • adormecimentos;
  • sensação de asfixia;
  • nó na garganta ou dificuldade para engolir;
  • grande cansaço ou esgotamento.
Grupo de Risco


As mulheres são duas vezes mais acometidas pela ansiedade generalizada do que os homens. A prevalência desse transtorno na população é relativamente alta e é também o tipo de transtorno de ansiedade mais frequente.
Nos períodos naturais de estresse, os sintomas tendem a piorar, ainda
que o estresse seja bom, como o próprio casamento ou um novo emprego. As
mulheres abaixo de 20 anos são as mais acometidas, podendo, contudo,
começar antes disso, desde a infância, ou pelo contrário, em idades mais
avançadas, apesar de a idade avançada diminuir as chances do surgimento
de transtornos de ansiedade.


Tratamento


O tratamento recomendado é a associação de medicação psiquiátrica (antidepressivos) com terapia, de preferência a cognitivo-comportamental (TCC).


Em alguns casos, a intervenção medicamentosa se faz necessária e a duração do tratamento pode variar de 6, 12 meses a até vários anos.


É muito comum que o TAG esteja associado a outros transtornos mentais, como fobias específicas e pânico. Ele costuma ser crônico,
duradouro, com pequenos períodos de remissão dos sintomas, e geralmente
leva o paciente a sofrer com estado ansioso elevado durante anos.


Pode vir a ceder espontaneamente em alguns casos, mas não há meios de se prever quando e se isso acontecerá.


Observações da psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva:


  • “Uma dose equilibrada e saudável de ansiedade é vital para nossa
    existência. Sem ela seríamos absolutamente apáticos, sem vontade de
    conquistas, de marchar sempre em frente para que a vida faça sentido”.
  • “Estar num estado permanente de vigília e ansiedade é perder os
    parâmetros normais da realidade (…), navegar à deriva num mar revolto”.
  • “A ansiedade excessiva estabelece uma conexão direta com o futuro que talvez nunca exista”.(Fonte: livro Mentes Ansiosas, Psicosite)
Assista à entrevista com a Dra. Denise Amino, Diretora Técnica do AME Psiquiatria Dra. Jandira Masur (SP) sobre a ansiedade generalizada:





reabilitação,quimica,engravida,criança,emagrecer,obsidade

---------------------------------- ----------------------------------------------- -----------------------------------------------------------------------------------------

emagrecer,dieta,abnoplastia,

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs

a cura

As receitas e dicas aqui dispostas são uma orientação, prática e fácil, àqueles que desejam utilizar de plantas e ervas que estão a disposição de todos. Portanto, o conteúdo que aparece no Receita Natural NÃO oferece uma alternativa segura contra doenças, são apenas de caráter informativo ou complementar. Sempre procure um médico ou especialista para um diagnóstico preciso e um tratamento correto para seu caso.