. a cura: Recomendações para Grávidas

ache aqui

reabilitação,quimica,engravida,criança,emagrecer,obsidade

---------------------------------- ----------------------------------------------- -----------------------------------------------------------------------------------------
Mostrando postagens com marcador Recomendações para Grávidas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Recomendações para Grávidas. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 5 de junho de 2017

AMOSTRA GRATISNET: AMBULÂNCIA DE GRATUITA PARA PACIENTES DE HEMODIALI...

AMOSTRA GRATISNET: AMBULÂNCIA DE GRATUITA PARA PACIENTES DE HEMODIALI...: --> TUDO GRATIS - GANHE AMOSTRAS E BRINDES E SUA CASA Em casos de atendimento de emergência como queda, mal súbito, problemas ...

TUDO GRATIS - GANHE AMOSTRAS E BRINDES E SUA CASA

AMBULÂNCIA DE GRATUITA PARA PACIENTES DE HEMODIALISE E QUIMIOTERAPIA 

 Em casos de atendimento de e

mergência como queda, mal súbito, problemas cardíacos, hemorragias, derrames e partos você pode solicitar uma ambulância ligando para o telefone 192. Este é um serviço gratuito que funciona em toda a cidade de São Paulo, 24 horas por dia, inclusive em finais de semana e feriados. A ligação também é gratuita e não é necessário ter cartão telefônico para ligar de um orelhão.

Como fazer o chamado:
  • Identifique-se e diga qual é o problema que está ocorrendo com o paciente.
  • Responda às perguntas efetuadas pela telefonista de forma clara e correta. Forneça endereço completo, indicando pontos de referência de como chegar mais rapidamente. Isto reduz os riscos da ambulância gastar tempo procurando o local.
  • Quando estiver conversando com o médico, procure informar para ele qual é o problema, quem é a vitima, sua idade (mesmo que aproximada) e o sexo. Caso saiba, faça observações também sobre doenças prévias, medicações que toma e a evolução das queixas. Verifique ainda se a pessoa está acordada ou desacordada. A partir das informações passadas, o médico do outro lado da linha pode orientar quanto a procedimentos emergenciais e acionar o tipo de atendimento mais adequado.
  • Em caso de acidentes, identifique quantas vítimas há no local, se existe alguma presa nas ferragens, o estado de consciência das mesmas e como e o que de fato ocorreu. Siga os conselhos orientados pelo médico, enquanto aguarda a chegada do socorro.
  • Solicite uma outra pessoa para esperar e sinalizar para a ambulância quando ela estiver chegando ao local.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

faça seu cartao SUS (Cadastramento Nacional de Usuários do SUS )


O Cartão Nacional de Saúde é um instrumento que possibilita a vinculação dos procedimentos executados no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) ao usuário, ao profissional que os realizou e também à unidade de saúde onde foram realizados. Para tanto, é necessária a construção de cadastros de usuários, de profissionais de saúde e de unidades de saúde. A partir desses cadastros, os usuários do SUS e os profissionais de saúde recebem um número nacional de identificação.

Cadastramento de Usuários

O cadastramento de usuários para os 44 municípios do projeto-piloto do Cartão Nacional de Saúde foi iniciado em janeiro de 2000, com o objetivo de constituir um cadastro com informações individualizadas dos usuários nesses municípios, permitindo que cada cidadão tenha seu Cartão Nacional de Saúde.
O Ministério da Saúde assinou convênio com cada um dos 44 municípios, de forma a apoiar as tarefas envolvidas no cadastramento. O repasse foi feito na base de R$ 0,30 por habitante, devendo o município dispor, em contrapartida, de R$ 1,00 por habitante. Cada município estabeleceu sua própria estratégia de operacionalização do cadastramento.

Os cartões confeccionados pelas empresas contratadas pelo Ministério da Saúde são encaminhados às respectivas secretarias municipais de saúde. Cabe ao gestor, portanto, sua distribuição aos usuários. É nesse momento que deve ser aproveitado o contato para ressaltar a importância de seu uso e dos benefícios. A forma de distribuição também pode ser escolhida pelo município:
§ entrega domiciliar;

§ entrega na unidade de saúde;

§ entrega feita por agentes comunitários de saúde;

§ entrega feita pelos Correios.

Cadastramento de Profissionais

Os profissionais envolvidos nas unidades de saúde onde está sendo implantado o Cartão Nacional de Saúde também precisam ser cadastrados para que possam receber seus cartões de identificação, igualmente baseados no número PIS/Pasep.

O cadastramento dos profissionais dos 44 municípios teve início em novembro/2000 e integra o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde realizado pela Secretaria de Assistência à Saúde (SAS), do Ministério da Saúde.

Para o Projeto, são considerados profissionais todos aqueles que geram procedimentos para o SUS ou que trabalharão com a operação direta dos terminais de atendimento.

O cadastramento foi idealizado nos mesmos moldes do cadastramento de usuários, um formulário foi concebido pelo Ministério e o Departamento de Informática do SUS (Datasus) desenvolveu um aplicativo para entrada de dados.


Os cartões de profissionais também são encaminhados às secretarias municipais de saúde, juntamente com as correspondências lacradas que contêm as senhas de acesso ao sistema.


Essa senha é pessoal, sigilosa, intransferível, está gravada na tarja magnética do cartão e permite a identificação do profissional que faz atendimento, lança ou extrai dados do sistema.



Cadastramento Nacional de Usuários do SUS


Diante da necessidade de identificação individualizada de usuários do SUS e já visando à expansão do projeto Cartão Nacional de Saúde para toda a população brasileira, na Portaria MS/GM nº 17, de 13 de fevereiro de 2001, o Ministério da Saúde instituiu o Cadastro Nacional de Usuários do Sistema Único de Saúde e regulamentou sua implantação.

Esse cadastramento agrega novas características àquele anteriormente desenvolvido nos municípios do projeto piloto:

· todo o preenchimento dos formulários deve ser feito através da visita aos domicílios dos usuários;

· os municípios e estados aderem ao processo voluntariamente por meio da assinatura de termos de adesão;

· a ajuda financeira aos municípios para a operacionalização do processo é realizada a partir da validação de cada cadastro. Como forma de apoiar o início do processo de cadastramento, na adesão dos municípios o Ministério da Saúde libera 15% do total de recursos estimados para o repasse.

A Portaria SIS/SE n.º 39, publicada em 19 de abril de 2001, trata da operacionalização do processo de cadastramento nacional e traz os termos de adesão, municipal e estadual, bem como o manual de preenchimento do formulário.
 Family-Focused,Cooking Enthusiasts/Aspiring Chefs,Home Decor Enthusiasts,kit primeiros socorros

Medicina do Trabalho curso gratis online


Medicina do Trabalho

 Atua especificamente visando a promoção e a preservação da saúde do trabalhador

Este curso é GRÀTIS. Aproveite!
Totalmente livre de mensalidades.
Medicina do Trabalho
A Medicina do Trabalho é um ramo da saúde focado na preservação da vida e integridade do funcionário em qualquer tipo de empresa. A medicina do trabalho, enquanto especialidade médica surgiu na Inglaterra, na primeira metade do século XIX, com a Revolução Industrial.
Este curso tem Carga Horária de 30h/a
 Com o seguinte conteúdo programático:
Lição 01: Introdução
Lição 02:  Condições de segurança e medicina no trabalho
Lição 03: Criação de novos métodos de intervenção e proteção à saúde
Lição 04: Dia do acidente e Benefícios previdenciário
Lição 05: Aposentadoria por invalidez e seguro acidente do trabalho –SAT
Lição 06: Enquadramento das atividades de uma empresa
Lição 07: Tempo de trabalho e programa de condições e meio ambiente  de trabalho
Lição 08: Auditor fiscal e documentos histórico  laboral
Lição 09: Resultados de exames e laudo técnico de condições ambientais
Lição 10: Análise de risco do trabalho e etapas do trabalho
Lição 11: Bibliografia
FICHA DE INFORMAÇÕES
Embasamento Legal: nossos Seminário têm base legal constituída pelo Decreto Presidencial nº 5.154 e nossa metodologia segue as normas do MEC através da Resolução CNE nº 04/99.
Pré-requisitos: profissionais na area de saúde, estudantes e profissionais afins
Carga Horária do Certificado: 30 horas
O objetivo: o aluno vai aprender sobre as Condições de segurança e medicina no trabalho,  Criação de novos métodos de intervenção e proteção à saúde, Dia do acidente e Benefícios previdenciário e outros.
Vantagens do Certificado:
  • Atualizar seu Currículo, aumentando suas chances para conquistar um bom emprego;
  • Aumentar suas chances de promoção no emprego (atual);
  • Completar horas em atividades Extracurriculares (geralmente exigidas em Faculdades);
  • Progressão Funcional para Servidores Públicos;
  • Pré-Requisito para concursos e cursos.

terça-feira, 16 de maio de 2017

SUS oferece tratamento gratuito para diabéticos

  14 de novembro é lembrado o Dia Mundial do Diabetes, doença crônica que atinge entre 9 e 10 milhões de brasileiros com mais de 18 anos

tratamento gratuito para as pessoas que querem parar de fumar


tratamento gratuito para as pessoas que querem parar de fumar 

 Resultado de imagem para tratamento gratuito para as pessoas que querem parar de fumar

SUS oferece tratamento para quem deseja parar de fumar

 como é o tratamento. "No primeiro trimestre do tratamento o tabagista faz uso de medicamento, que são fornecidos gratuitamente pelo SUS, para auxiliar na ansiedade. Ele faz uso de nicotina através de adesivos no braço para diminuir essa necessidade enorme que ele tem de pegar o cigarro. E durante as reuniões ele vai recebendo toda a orientação de como ficar sem o cigarro o que ele deve fazer para substituir o cigarro. Ele já sai depois de um ano como ex-fumante. Um ano já é suficiente para o indivíduo conseguir viver sem o cigarro."

A coordenadora do programa estadual de controle do tabagismo, de Minas Gerais, Thereza Senra, explica ainda que a vontade de parar de fumar é o primeiro passo para o sucesso do tratamento. "O primeiro passo que eu considero mais importante de todos é querer parar de fumar, porque não adianta querer fazer um tratamento se não tiver uma vontade. Às vezes as pessoas falam 'nossa, não parou de fumar porque não quer, porque é fraco e não tem força de vontade'. Não. É porque às vezes não dá conta mesmo. Então, a partir do momento que a possa quer parar de fumar, ela precisa de ajuda. O tabagista quando ele está com vontade de parar de fumar ele pode procurar uma unidade básica de saúde e falar que ele quer para de fumar."

Pare de Fumar - Inca

Tratamento do Tabagismo ... Muitos são os fatores que podem levar a pessoa a experimentar drogas, já que é histórica a ... Portanto, se você quer parar de fumar comece escolhendo uma data para ser o seu primeiro dia sem cigarro.

 
Para ter acesso ao tratamento, basta procurar uma Unidade Básica de Saúde, levar a identidade e se inscrever no programa de combate ao tabagismo do SUS. O Brasil recebeu reconhecimento internacional no controle do tabagismo. O prêmio foi entregue nesta semana durante a 16ª Conferência Mundial Sobre Tabaco ou Saúde em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos. Para saber mais sobre o tratamento gratuito para combater o vício do cigarro, acesse www.inca.gov.br/tabagismo
Fonte: Diane Lourenço/ Blog da Saúde
Registrado em:

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Moringa para Todos


Moringa para Todos

Projeto de distribuição gratuita de sementes de Moringa oleifera para todo o Brasil e diversos outros países.

Resultado de imagem para moringa para todos 
O projeto “Moringa para Todos” tem como finalidade promover a distribuição gratuita de sementes de Moringa oleifera para todo o Brasil e diversos outros países, tendo em vista que essas sementes auxiliam na limpeza da água, para que se torne potável. Além disso, as folhas dessa árvore ajudam a combater a desnutrição humana e animal, dentre muitas outras finalidades.

IMPORTÂNCIA E PROPRIEDADES DA MORINGA

1. Alto teor nutricional

Conforme tabela do Departamento de Agricultura dos EUA, as folhas da Moringa oleifera contêm cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio, zinco e as vitaminas A, B-6, B-12, C, D, tiamina, riboflavina e niacina (quantidades neste link).
Além desses nutrientes, a Moringa ainda contém altas concentrações de luteína e zeaxantina, de acordo com estudo publicado no Food Chemistry Journal.
Segundo o site Envolverde,
“Suas folhas são consideradas um ‘superalimento’, pois os cientistas descobriram que contêm o cálcio de quatro copos de leite, a vitamina C de sete laranjas, potássio de três bananas, três vezes mais ferro do que o espinafre, quatro vezes mais vitamina A do que uma cenoura e o dobro da proteína do leite. É como um supermercado em uma árvore.”

2. Purificação da água

As sementes de Moringa auxiliam na purificação da água para o consumo de comunidades desprivilegiadas, conforme demonstra o vídeo a seguir:


Por esses motivos é que trabalhamos para disseminar a Moringa pelo mundo, enviando gratuitamente sementes a quem nos solicita, dentro de nossas possibilidades. Veja aqui como solicitar suas sementes » 
Até o momento já enviamos gratuitamente mais de

1.716 sementes

de Moringa oleifera para o Brasil e o exterior!
[Até 20 de julho de 2016]

NOVIDADES

No link a seguir, são publicados artigos sobre a Moringa, dicas para fazer o pó das folhas e novidades do projeto:

CADASTRO

Para receber notificações sobre as atividades deste projeto, basta cadastrar seu endereço de e-mail utilizando o formulário a seguir:

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Vassourinha

De nome científico Scoparia dulcis, a vassourinha doce é uma planta medicinal nativa das Américas Central e do Sul, sendo também conhecida como coerana-branca, tupiçaba, corrente roxa, ganha-aqui-ganha-acolá, vassourinha-cheirosa, vassourinha-miúda, dentre outras denominações. Do gênero Scoparia L. e pertencente à família Plantaginaceae, a vassourinha doce é uma planta herbácea de sabor amargo e mucilaginosa, que alcança até 50 cm de altura, possui caule lenhoso e muitos ramos. As suas folhas são pequenas, ovadas ou lanceoladas, de cor verde-azulado e as suas flores são brancas e pequenas. Esta planta é historicamente utilizada pela população cabocla e na medicina popular, além de também fazer parte da farmacopeia homeopática.
Foto: Reprodução
Os principais componentes ativos da herbácea são os ácidos graxos (esteárico, mirístico e linoleico), adrenalina, amelina, mucilagem, glicose, azeite viscoso, taninos, alcaloides, dentre outros. Confira a seguir as propriedades medicinais, os benefícios e as indicações de uso da vassourinha doce.
Resultado de imagem para vassourinha

Propriedades medicinais

As propriedades medicinais da vassourinha doce incluem:
  • Ação adstringente;
  • Antiespasmódica;
  • Anticonceptiva;
  • Antidiabética;
  • Tônica;
  • Digestiva;
  • Febrífuga;
  • Depurativa;
  • Diurética;
  • Antisséptica;
  • Antiasmática;
  • Expectorante;
  • Antiblenorrágica;
  • Antiflatulenta;
  • Antigripal;
  • Emoliente;
  • Revitalizante;
  • Hepática, dentre outras.

Os benefícios e as indicações de uso

Devido às suas propriedades medicinais, a vassourinha doce serve para combater a asma, bronquite, gripe, catarros, afecções cutâneas, cólicas, tosse; auxilia em casos de hemorroidas; trata problemas de pele, como coceira e alergias; e problemas gastrointestinais. Além disso, esta planta também pode ser utilizada no tratamento de corrimento vaginal, infecções urinárias, vaginite, malária, dores de ouvido, varizes e pernas inchadas.

Como usar a vassourinha doce?

Todas as partes da planta podem ser utilizadas no preparo de chás e infusões e ela pode ser encontrada à venda em algumas farmácias de manipulação e lojas de produtos naturais. A vassourinha doce também é usada de modo externo, em banhos de assento. O emplastro de suas folhas verdes vaporizadas é utilizada nas picadas de inseto. Com a tintura, é preparado um xarope para tratar bronquite.

Chá para tosse

Adicione 10g de vassourinha doce a 500 ml de água e deixe ferver por 10 minutos. Após isso, deixe amornar, coe e beba três a quatro xícaras ao dia.

Contraindicações

O consumo da vassourinha doce é contraindicado para mulheres grávidas. É importante ressaltar a importância de consultar um médico antes de ingerir qualquer medicamento, inclusive o natural!

anabolizante natural Como ganhar músculos

anabolizante natural que têm a venda livre permitida e que estão entre os mais usados mundo afora.Resultado de imagem para anabolizante natural Como ganhar músculos

1. ZMA

A combinação de ZMA já se mostrou eficaz em diversas pesquisas no aumento da produção natural de testosterona. Aumenta os níveis anabólicos, gerando resistência, força e aumento da massa muscular. Este anabólico natural visa ajudar a melhorar com o relaxamento dos músculos durante o sono e na recuperação do tecido muscular no período pós-treino. Deriva da combinação de magnésio e zinco.

2. Arginina + Ornitina

Estudos demonstraram que a combinação dos aminoácidos arginina e ornitina foi eficaz no estímulo da produção natural do hormônio do crescimento (HGH).

3. Tribulus Terrestris

Feito a partir de uma planta medicinal, este anabolizante natural aumenta os níveis de testosterona, ajuda no crescimento e tonificação dos músculos e aumento da força muscular.
Publicidade

4. Cromo Picolinato

O uso de cromo picolinato visa melhorar o funcionamento do hormônio insulina. O objetivo é maximizar a produção, de forma a aumentar a quantidade de energia disponível nos músculos e ter um sistema mais eficiente de controle dos picos de insulina.

5. Extrato de Eurycoma Longifólia

Estimula a produção da testosterona naturalmente pelo organismo. Normalmente, quando o organismo atinge uma alta produção de testosterona, ele sinaliza a hipófise e ao hipotálamo para diminuírem a produção do hormônio. A Eurycoma Longifolia bloqueia este sinal para que o organismo possa continuar a produzir mais testosterona.

6. Quelato de calcio D-aspártico

Um dos ingredientes mais usados em fórmulas de anabolizante natural. Ele estimula a maior disponibilidade de testosterona em todo o organismo.

7. Coleus Forskholii

Pesquisas indicam que os extratos da planta indiana Coleus Forskholii, estimulam a maior produção de testosterona no organismo.

8. Beta Sitosterol

É uma substancia encontrada em plantas e é usada na medicina. Esse é um ingrediente presente como principal em muitas fórmulas para estimular a produção natural de testosterona.

9. N-Dimetilglicina

É uma aminoácido muito utilizado em fórmulas de anabolizantes naturais. Visa melhorar a utilização de oxigênio, aumentar a estamina e diminuir o acúmulo de ácido lático.

10. Fenugreek extract (extrato de Feno-Grego)

Alguns estudos sugerem que o extrato de feno-grego tem um efeito anti-estrogénico e anabólico. A erva parece provocar um aumento na disponibilidade de testosterona no organismo.
Mesmo se tratando de anabolizantes naturais, respeite sempre a dosagem diária recomendada. Vale a pena ter sempre acompanhamento de um médico ou nutricionista, mesmo porque, dependendo do seu tipo de treinamento esportivo, haverá um tipo de dieta e de dosagem indicada para cada caso, e tendo acompanhamento especializado, os resultados são mais eficazes.
O propósito do artigo foi dar uma ideia geral da diferença entre os tipos de anabolizantes, focar no anabolizante natural e em alguns tipos que são vendidos livremente, como alternativa aos ilegais. Estes são produtos de venda livre, ou com receita médica (em alguns casos no Brasil); Lembre-se que qualquer tipo de uso de substâncias pré-hormonais, complementos, suplementos e medicamentos devem ter acompanhamento de um profissional qualificado. Ser natural não necessariamente significa que ele é livre de efeitos colaterais.
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

quinta-feira, 27 de abril de 2017

fubá alimento


E o fubá?


Essa semana me perguntaram sobre o fubá, especificamente sobre a polenta, e realmente parei para pensar que nunca prescrevi ou coloquei como substituição a polenta no cardápio dos meus pacientes! O que ao meu ver, é uma falha, até mesmo porque agora no inverno um prato quentinho cai muito bem, então resolvi dar meu parecer sobre o uso do fubá.

Primeiramente é importante saber que o fubá é um carboidrato, e ele deve então ser incluso no cardápio como substituto ou complemento do arroz, macarrão, batatas, mandiocas, batata doce, inhame, cara, etc…
E vamos às calorias:
Arroz branco cozido- 100g – 124,69 calorias
Batata cozida- 100g – 87 calorias
Macarrão cozido 100g – 141 calorias
Polenta – 100g – 62,88 calorias.

Benefícios do fubá para a saúde

  • Pode ser consumido por celíacos, pois o fubá não apresenta glúten, a proteína proibida por quem apresenta a doença celíaca;
  • Muito bom no combate a anemia;
  • Deve ser consumido por mulheres grávidas, por ser fonte de ácido fólico, que é importante na formação do bebê;
  • É uma fonte interessante de fibras, que ajudam o funcionamento do intestino;
  • Não apresenta colesterol;
  • Ajuda pessoas convalescentes a ganharem peso.

– Sopa de fubá nutritiva
Em uma panela coloque 3 dentes de alho, 1/2 cebola e ervas de sua preferencia e 1 colher de sopa de azeite extra virgem. Não refogar.
Acrescente meio maço de couve picado grosseiramente. Tampe a panela e deixe cozinhar tempo suficiente para murchar a couve.
Já é hora de colocar 1 xícara de fubá dissolvido em 2 xícaras de água. Mexa bem. Tampe a panela. Deixe cozinhar por 10 minutos, não esquecendo de mexer de vez em quando, para não grudar no fundo da panela.
Prove o sal e sirva a seguir, bem quente.
Caso queira o caldo mais líquido, aumente a quantidade de água da receita.

Valores nutricionais do fubá em 100 gramas

  • Calorias – 370
  • Carboidrato – 79g
  • Proteínas – 7g
  • Fibras – 3.9g
  • Açúcares – 1.6g
  • Lipídios – 1.8g
  • Gordura saturada – 0.2g
  • Gordura poli-insaturada – 0.6g
  • Gordura monoinsaturada – 0.3g
  • Sódio – 7mg
  • Potássio – 142mg
  • Vitamina A – 214 UI
  • Cálcio – 3mg
  • Ferro – 1.1mg
  • Vitamina B6 – 0.2mg
  • Magnésio – 32mg

Fubá engorda?

Depende da quantidade, mas provavelmente sim. Fubá é uma fonte de carboidratos, altamente calórico, que vai propiciar o ganho de peso quando consumido em excesso.
Todo carboidrato vai ser transformar em açúcar, portanto, as pessoas que estão em dieta para perder peso e diabéticos precisam estar atentos.


4102241982_b8a4fd5901_o

Alimentação sem glúten: Como fazer

Como retirar o glúten da sua alimentação e que exames de sangue, fezes e
urina se deve fazer para saber se você tem intolerância ao glúten são 2
do pontos importantes que a nutricionista Tatiana Zanin (CRN3-15097)
explica neste vídeo.

Além disso, ela também explica que a dieta
para doença celíaca, sem glúten, é permanente e é a única forma de
tratamento para a doença, eliminando todos os sintomas como diarréia,
barriga inchada, cansaço, anemia e até dor de cabeça.

A doença
celíaca obriga o doente a comer de forma saudável para não ter
desconforto ou mal estar e no final das contas é uma coisa boa :)

Saiba mais sobre como rtirar o glúten da alimentação em:



listao alimentos COM e SEM Glúten

Lista de alimentos COM e SEM Glúten



Dizem os experientes na matéria, que as melhores dietas são aquelas que não contém glúten, mas o que muitas pessoas não sabem, é quais os alimentos que podem comer, e não podem comer, numa dieta sem glúten.

O que é o Glúten?

O Glúten é uma proteína, que é composta pela mistura de outras 2 proteínas: gliadina e glutenina.
Estas 2 proteínas podem ser encontradas nos mais diversos cereais, tais como: trigo, aveia, centeio e cevada!
Qualquer alimento que contenha um destes cereais, contém glúten, mesmo que seja em pequenas quantidades.

Lista de alimentos por ordem alfabética que contém glúten

Caso seja intolerante ao glúten, cuidado com os alimentos que come… Veja aqui nesta lista, os alimentos que contém glúten, e que caso não possa comer glúten, deve evitar:
  • Arroz Instantâneo;
  • Barrinhas de cereais;
  • Biscoito;
  • Bolacha;
  • Bolos;
  • Cachorro quente;
  • Caldo de carne;
  • Carnes empanadas;
  • Cereais;
  • Cerveja;
  • Cones de sorvete;
  • Cupcakes;
  • Curry em pó;
  • Donuts;
  • Gérmen de trigo;
  • Hambúrguer;
  • Hóstia da igreja;
  • Ketchup;
  • Macarrão;
  • Maionese;
  • Massas;
  • Massas de torta;
  • Molhos brancos;
  • Molho de soja;
  • Panquecas;
  • Pão;
  • Patê de carne;
  • Pizza;
  • Queijos (alguns);
  • Salgadinhos;
  • Salsicha;
  • Sêmola de trigo;
  • Shoyo;
  • Sopas desidratadas
  • Sorvetes;
  • Temperos industrializados;
  • Triguilho;
  • Torrada;
  • Xaropes e alguns remédios (fale com o seu médico para saber mais sobre medicamentos que contém glúten)
Basicamente todos os alimentos que contenham cereais, amido, trigo, etc, na sua composição! Atenção, muitos destes produtos já são vendidos no mercado, sem glúten! Leia com atenção o rótulo dos produtos que irá comprar, porque muitos deles não contém glúten

Depois de uma lista deste tamanho, a pergunta será: Então mas quais são os alimentos sem glúten?

Aqui tem a lista:

Lista de alimentos por ordem alfabética SEM glúten

Se não pode comer alimentos com glúten, tem aqui uma lista de alimentos sem glúten que pode obtar, constituida por: verduras, frutas e carnes.
Caso seja doente celíaco, a não ser que os outros alimentos tenham a indicação de que são livres de glúten, os alimentos que tem a certeza que não tem glúten são estes mesmo…

Frutas

No seu estado natural, as frutas não contém glúten, segue aqui a lista de frutas que pode comer sem problemas que não contém glúten.
  • Abacaxi
  • Açaí
  • Alfarroba
  • Ameixa
  • Amora
  • Banana
  • Caqui
  • Cereja
  • Cranberry
  • Damasco
  • Figo
  • Framboesa
  • Goiaba
  • Groselha
  • Kinkan
  • Kiwi
  • Laranja
  • Lima
  • Limão
  • Maçã
  • Mamão Papaia
  • Manga
  • Maracujá
  • Marmelo
  • Melancia
  • Melão
  • Meloa
  • Mexerica
  • Mirtilo
  • Morango
  • Pêra
  • Pêssego
  • Tâmara
  • Tamarindo
  • Tangerina
  • Uva

Vegetais

Tal como a fruta, os vegetais também são alimentos sem glúten. Veja a lista de vegetais sem glúten:
  • Abacate
  • Abóbora
  • Agrião
  • Aipo
  • Alcachofra
  • Alface
  • Alfafa
  • Alga
  • Alho
  • Araruta
  • Aspargo
  • Batata (inglesa e doce)
  • Beringela
  • Brócolis
  • Cebola
  • Cenoura
  • Cogumelos
  • Couve
  • Couve de Bruxelas
  • Couve-Flor
  • Ervilha
  • Espinafre
  • Feijão
  • Feijão Verde
  • Milho
  • Nabo
  • Pepino
  • Pimenta
  • Quiabo
  • Rabanete
  • Repolho
  • Rúcula Salsa

Carnes

As carnes são livres de glúten, desde que não sejam carnes empanadas, ou com molhos! Evite os molhos de carnes, geralmente são molhos que contém glúten. Veja aqui a lista de carnes sem glúten:
  • Búfalo
  • Cabra
  • Codorna
  • Coelho
  • Cordeiro
  • Galinha
  • Ganso
  • Pato
  • Peru
  • Porco
  • Vaca
  • Vitela

Ovos, Lactícinios e Derivados

  • Caseína
  • Creme
  • Creme Azedo
  • Iogurte – puro e sem sabor
  • Leite
  • Manteiga (certifique-se que não contém aditivos)
  • Ovos
  • Queijos (alguns!!! nem todos são livres de glúten, alguns contém glúten! cuidado)
  • Soro de Leite

Farinha, grãos e trigo

Cuidado aqui!!! As farinhas, grãos e trigos são os alimentos que contém glúten!! Mas ainda assim existem algumas excepções de farinhas, grãos e trigo sem glúten. Veja aqui a lista de farinhas, grãos e trigos sem glúten:
  • Amaranto
  • Amido de milho
  • Araruta
  • Arroz
  • Arroz integral
  • Besan
  • Dal
  • Farinha de Amêndoas
  • Farinha de arroz integral
  • Farinha de batata
  • Farinha de Ervilha
  • Farinha de Feijão
  • Farinha de Inhame
  • Farinha de milho
  • Farinha de Soja
  • Farinha de Tapioca
  • Fubá
  • Iúca
  • Levedo
  • Mandioca
  • Milhete
  • Pipoca – sem molhos
  • Polenta
  • Quinoa
  • Sagu
  • Semente de algodão
  • Semente de Linhaça
  • Teff
  • Trigo sarraceno

Outros alimentos que não contém glúten

  • Álcool (excepto a cerveja!!!)
  • Baunilha
  • Bicarbonato de Sódio
  • Calda
  • Castanhas
  • Ervas
  • Gelatina
  • Geléia
  • Goma Xantana
  • Mel
  • Óleos
  • Sementes
  • Suco
  • Temperos (alguns!!! verifique os rótulos)
  • Vinagre
  • Vinho
  • Vitaminas
Para além desta lista de alimentos sem glúten, existe ainda mais alimentos que não contém glúten, que hoje em dia, estão identificados nos seus rótulos que são livres de glúten! Alguns pãos, cereais, etc, produtos que geralmente consideramos que contém glúten, muitos deles já são feitos com farinhas e trigos sem glúten, sendo que não contém glúten. Mas atenção!!! – Veja sempre os rótulos do que compra e do que consome para verificar se contém ou não glúten.

alimentos sem glúten listão


Os alimentos sem glúten são:
  • Frutas;
  • Legumes e verduras;
  • Carnes e peixes;
  • Farinha de arroz, mandioca, amêndoa, milho, feijão, ervilha, soja, inhame;
  • Arroz, milho, amaranto, araruta, trigo sarraceno, quinoa;
  • Amido de milho (popular maisena);
  • Tapioca;
  • Fécula de batata;

    Frutas

    Frutas são livres de glúten em seu estado natural. Certifique-se de lavar todos antes de usar.
  • Açaí
  • Maçã
  • Damasco
  • Banana
  • Amora
  • Mirtilo
  • Meloa
  • Alfarroba
  • Cereja
  • Cranberry
  • Groselha
  • Tâmara
  • Figo
  • Uva
  • Goiaba
  • Melão
  • Kiwi
  • Kinkan
  • Limão
  • Lima
  • Mexerica
  • Manga
  • Laranja
  • Mamão Papaia
  • Maracujá
  • Pêssego
  • Pêra
  • Abacaxi
  • Ameixa
  • Caqui
  • Marmelo
  • Framboesa
  • Morango
  • Tamarindo
  • Tangerina
  • Melancia

Vegetais

Vegetais também são alimentos sem glúten naturalmente.
  • Alfafa
  • Alga
  • Araruta
  • Alcachofra
  • Rúcula
  • Aspargo
  • Abacate
  • Feijão
  • Brócolis
  • Couve de Bruxelas
  • Couve-Flor
  • Repolho
  • Cenoura
  • Aipo
  • Milho
  • Pepino
  • Beringela
  • Alho
  • Feijão Verde
  • Couve
  • Alface
  • Cogumelos
  • Quiabo
  • Cebola
  • Salsa
  • Ervilha
  • Pimenta
  • Batata (inglesa e doce)
  • Abóbora
  • Rabanete
  • Espinafre
  • Nabo
  • Agrião

Carnes

Carnes sempre são livres de glúten, a menos que sejam processadas com pães ou empanadas com farinha de pão. Evite molhos de carne, já que a maioria contém glúten.
  • Jacaré
  • Vaca
  • Búfalo
  • Galinha
  • Pato
  • Cabra
  • Ganso
  • Cordeiro
  • Porco
  • Coelho
  • Cobra
  • Peru
  • Codorna
  • Vitela

Ovos e Laticínios

  • Manteiga (certifique-se de não conter aditivos)
  • Caseína
  • Queijo
  • Creme
  • Ovos
  • Leite
  • Creme Azedo
  • Iogurte – puro e sem sabor
  • Soro de Leite

Farinha, Grãos e Trigo

É aqui que você tem que tomar cuidado e prestar muita atenção!
  • Farinha de Amêndoas
  • Amaranto
  • Araruta
  • Farinha de Feijão
  • Besan
  • Arroz integral
  • Farinha de arroz integral
  • Trigo sarraceno
  • Mandioca
  • Farinha de milho
  • Fubá
  • Amido de milho
  • Semente de algodão
  • Dal
  • Semente de Linhaça
  • Milhete
  • Farinha de Ervilha
  • Polenta
  • Pipoca – sem cobertura
  • Farinha de batata
  • Quinoa
  • Arroz
  • Sagu
  • Farinha de Soja
  • Farinha de Tapioca
  • Farinha de Inhame
  • Teff
  • Levedo
  • Iúca

Outros alimentos sem glúten

  • Álcool (a maioria, menos a cerveja, a menos que seja sem glúten)
  • Bicarbonato de Sódio
  • Ervas
  • Mel
  • Geléia
  • Gelatina
  • Suco
  • Castanhas
  • Óleos
  • Sementes
  • Temperos (a maioria)
  • Calda
  • Baunilha
  • Vinagre
  • Vitaminas
  • Vinho
  • Goma Xantana
Essa lista te ajudará quando você não tiver certeza se pode comer um alimento. Pergunte muito quando vai comer fora ou fazer compras. Leia todos os rótulos e tenha cuidado com o glúten escondido nos seus alimentos. Evite molho shoyu, molhos de salada, molhos de carne, caçarolas, farinha de pão, frios e cerveja – a menos que seja cerveja sem glúten.
Publicidade
Agora pode parecer que não é possível comer uma dieta sem glúten, mas não é difícil, apenas dê uma olhada no exemplo de cardápio sem glúten. Você precisa tomar cuidado e ter certeza de que os alimentos que está comendo são livres de glúten. A melhor regra é evitar alimentos processados e comer mais alimentos integrais.
Muitas empresas fazem alimentos sem glúten e comprá-los nunca foi tão fácil. Há até sites que vendem alimentos sem glúten e entregam na sua casa. Leia os rótulos, cheque informações e pergunte!
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)
Publicidade

Por que você precisou ou resolveu procurar por alimentos sem glúten? Quais alimentos são ou seriam mais difíceis ficar sem comer para você, em uma dieta sem glúten? Comente abaixo.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Transtorno de Pânico (ou Síndrome do Pânico)

O Transtorno de Pânico – como os médicos chamam hoje a Síndrome do Pânico – é caracterizado por ataques de pânico recorrentes e inesperados, acompanhados do medo de ter uma nova crise. A pessoa passa a evitar exercícios físicos, situações desconhecidas ou locais onde tenha sofrido uma crise de pânico.
O ataque de pânico é um período inconfundível de medo intenso ou desconforto intenso, onde ocorrem quatro ou mais dos seguintes sintomas:
Primeira crise 
O primeiro acesso (crise, ataque) panicode pânico costuma levar as pessoas direto para o pronto-socorro. Sem saber que estão sofrendo de um problema psíquico e emocional, tudo o que elas conseguem pensar é que estão tendo um ataque do coração, que vão desmaiar, morrer ou que estão enlouquecendo.
O ataque costuma atingir seu ápice em 10 a 15 minutos, começa a melhorar em meia hora e, geralmente, se dissipa por completo em uma hora e meia.
Depois de dispensadas no pronto-socorro, não é raro que façam uma peregrinação em consultórios de cardiologistas, pneumologistas, otorrinolaringologistas e neurologistas, e se submetam a uma bateria de exames que as viram do avesso, sem encontrar nada de anormal.
Os sintomas físicos vivenciados na crise de pânico são tão semelhantes aos de um ataque cardíaco que o protocolo de atendimento no serviço de urgência dos hospitais é idêntico para pacientes com sinais dos dois problemas. Ambos têm prioridade na fila de espera e são submetidos a eletrocardiograma e exames de enzima cardíacas. Só depois que o resultado dos testes descarta a hipótese de problemas no coração, levanta-se a possibilidade da crise de ansiedade (apesar das semelhanças nos sintomas, é bom esclarecer que ninguém morre ou tem sequelas físicas em função de um ataque de pânico).
Como essas crises vêm “do nada” – na maioria das vezes elas não acontecem no meio de uma briga ou num momento de tensão explícita -, é difícil para as pessoas se convencerem de que estão padecendo de um problema de ordem emocional, e não de um mal físico. Graças a essa imprevisibilidade, elas também desenvolvem o chamado “medo do medo”, que é uma angústia constante provocada pelo receio de ter uma nova crise, sem que se possa prever.
As pessoas que sofrem de TP não costumam relacionar algum fato ou motivo óbvio que justifique a ocorrência dos primeiros ataques. No entanto, pela prática clínica é possível constatar que, na grande maioria dos casos, existe uma ligação com os eventos da vida dessas pessoas, responsáveis pelo desencadeamento das primeiras crises. Em uma investigação mais profunda, pode-se observar que esses eventos ocorreram entre seis e 18 meses antes.
Em geral, as pessoas com pânico ignoram totalmente essa ligação retrógrada, mas a conexão existe. Os pacientes, em sua maioria, respondem “não” quando questionados sobre a existência de algum acontecimento significativo em suas vidas na ocasião da primeira crise. No entanto, conforme vão descrevendo os meses anteriores ao primeiro ataque, acabam revelando os mais diversos tipos de eventos: ruptura de casamento, cirurgia de emergência, um grave acidente, a morte de um ente querido.
Acontecimentos traumáticos são suportados pelo organismo por um determinado período de tempo, e esse tempo varia de pessoa para pessoa. Porém, existe um momento em que esse frágil equilíbrio é quebrado, e a “reação do medo”, acionada pelo organismo, passa a ser disparada sem qualquer motivo imediato – são os ataques de pânico.
Diagnóstico do “nada”
Infelizmente, o portador de Transtorno do Pânico (TP) pode levar muito tempo até receber o diagnóstico correto e o tratamento adequado. A grande maioria, ao correrem para um pronto-socorro, recebem o diagnóstico do “nada”, que costuma ser acompanhado de comentários do tipo: “Você está ótimo, precisa apenas relaxar um pouco“.
Quem tem pânico, sabe que o tal “nada” pode ser responsável por muito sofrimento, tirando do indivíduo toda a sua capacidade de sonhar, de fazer planos e viver plenamente.
A medicina não conta ainda com métodos que possam diagnosticar alguém com pânico, mas isso não significa que não haja “nada”. Na verdade, isso demonstra a grande dificuldade que muitos profissionais de saúde têm de exercer a empatia (capacidade de se colocar no lugar do outro) na relação médico-paciente.
anxious-1-1431663_freeimagesMonitoração constante
As primeiras crises de pânico deixam a pessoa tão assustada que, dali em diante, ela tende a ficar vigiando qualquer sensação diferente que surge em seu próprio corpo. “Se ela sente o coração fazer ‘tumtum’, quando ele geralmente faz ‘tum tum tum’, já pensa: ‘O que será que está acontecendo?’. O próprio estado de alerta em que ela se coloca nesse momento faz o organismo mudar. O coração começa a acelerar, por conta disso ela sua mais, por conta disso ela fica tonta e a vista escurece. Um sintoma vai desencadeando o outro e vem a crise, que acaba sendo uma reação orgânica a uma interpretação que a pessoa fez”, explica a psicóloga Claudia Gracindo, presidente da Associação dos Portadores de Transtornos de Ansiedade (Aporta).
É bastante comum observar pessoas com transtorno do pânico monitorando a frequência cardíaca, com os dedos nos pulsos ou no pescoço. Muitos pacientes contam que sentem o coração acelerar, bater descompassadamente, e até parar por alguns segundos.
É uma característica da personalidade dessas pessoas a necessidade de controlar tudo – inclusive o corpo.
Pensamentos mais comuns de uma pessoa com Transtorno de Pânico:
  • Vou ter um ataque cardíaco.
  • Vou ficar louco.
  • Vou morrer.
  • Vou ter um derrame.
  • Vão me achar um fraco.
  • Vou desmaiar e vão rir de mim.
  • Não posso ficar sozinho, preciso de alguém para me socorrer.
  • Não consigo controlar minha vida.
  • Preciso ser capaz de controlar tudo.
  • Não posso dirigir, vou perder o controle do carro e bater (ou passar mal). 
  • Não posso fazer sexo, senão posso enfartar.
  • Se eu não dormir, posso enlouquecer ou ter uma síncope (colapso nervoso).
  • Não posso me emocionar nem chorar, senão perco totalmente o controle das minhas emoções.
Alguns pensamentos ocorrem com tanta frequência entre as pessoas com pânico que praticamente são unânimes ou universais. Entre eles, três merecem destaque, por responderem por grande parte do sofrimento desses pacientes: o medo da morte, de enlouquecer e de perder o controle sobre seus atos, coisas e pessoas.
Cura/Tratamento
shiny-brain-1150907
As causas de cada transtorno mental ainda não foram descobertas, assim como a cura.
Os tratamentos disponíveis, embora efetivos, nem sempre são capazes de reverter o problema ou impedir seu desenvolvimento, mas, na maior parte das vezes, aliviam os sintomas (o sofrimento) e permitem que as pessoas levem suas vidas com qualidade.
A combinação de remédios e psicoterapia, em especial a abordagem TCC (Terapia Cognitivo-Comportamental), que tem apresentado os melhores resultados no tratamento dos transtornos de ansiedade. O uso da medicação pode ser essencial, e esta avaliação deve ser feita somente por um profissional especializado – no caso, um psiquiatra ou um psicólogo.
Quem sofre de transtorno mental só vai se beneficiar dessa ajuda se aceitar e seguir um tratamento apropriado. Para isso, ele talvez precise superar qualquer receio de falar sobre seu problema. O tratamento pode incluir conversas com profissionais de saúde mental que poderão ajudá-lo a entender melhor sua doença, a resolver problemas do dia a dia e a reforçar a necessidade de não interromper o tratamento. Nessas consultas, um membro da família ou um amigo pode ter um papel vital em dar o apoio necessário.
É bom lembrar que muitos pacientes não conseguem sair de casa sozinhos.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Felizmente, nos últimos anos tivemos boas e animadoras notícias em relação ao tratamento dos transtornos de ansiedade, e hoje dispomos de um leque de possibilidades medicamentosas, que prometem causar bem menos efeitos colaterais. De mais a mais, o progresso ocorrido no campo das terapias psicológicas de apoio foi significativo.
A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) provou ser capaz de mudar os esquemas de pensamento que aprisionam os pacientes aos seus próprios medos, além de alterar o seu comportamento (atitudes) diante dos fatores de ansiedade que desencadeiam.
Em relação às novas medicações, algo curioso aconteceu: a constatação da frequente associação entre ansiedade e depressão fez com que os pesquisadores estudassem o uso de substâncias originalmente utilizadas como antidepressivos também para os casos de transtornos de ansiedade. A boa surpresa foi que algumas dessas substâncias se mostraram realmente eficazes em determinadas formas de ansiedade patológica.
Atualmente podemos afirmar que em 80% dos casos de transtornos de ansiedade é possível melhorar muito a qualidade de vida dos pacientes. Após a conquista desse bem-estar, é muito importante que o paciente prossiga em sua terapia de manutenção, pois essa prática é bastante eficaz na prevenção de recaídas, que podem vir a ocorrer.
time-1425553Duração do tratamento
As doenças da mente, depois que surgem, tendem a se cronificar. Algumas melhoram com a idade, outras vivem altos e baixos, e há aquelas que evoluem progressivamente, limitando, pouco a pouco, a vida do indivíduo. Por isso, não há como um médico prever ou mesmo definir a duração de um tratamento.
Tanto os médicos quanto os psicólogos precisam de empenho e persistência, pois, em alguns casos, ocorre uma grande dificuldade em se estabelecer o tratamento mais adequado para cada paciente e sua forma de ansiedade. Todo “bom” ansioso tem pressa, e quer sentir os benefícios do tratamento rapidamente. No entanto, os remédios não são pílulas milagrosas, e precisam de algum tempo (cerca de 6 a 8 semanas) para que atuem da maneira esperada. Muitos pacientes não suportam alguns efeitos colaterais – como dores de cabeça, de estômago, enjoo, ganho de peso – e desistem do tratamento antes de sentirem qualquer benefício – e é comum fazerem essa descontinuação sem a orientação do médico.
Interromper o uso da medicação repentinamente pode causar sintomas de abstinência (síndrome de descontinuação) e ainda aumenta o risco de recaídas da depressão. Da mesma forma que não se deve tomar remédios por conta própria, a retirada dos antidepressivos deve ser feita sempre com acompanhamento de um especialista.
Informações importantes
  • sofrer um ataque de pânico não significa sofrer com TP, afinal, várias condições diárias, como estresse familiar, no trabalho e uso de substâncias como álcool, anfetaminas, cigarro, cafeína, cocaína e maconha podem, esporadicamente, desencadear crises de pânico; no entanto, se os ataques forem frequentes e a pessoa passar a se preocupar permanentemente com a possibilidade de uma nova crise, ou mesmo com as possíveis consequências catastróficas (enfarte cardíaco, derrame cerebral, enlouquecimento etc.), o diagnóstico de TP deverá ser feito;
  • apesar de apresentar uma frequência relativamente baixa, o TP é campeão entre as pessoas que procuram ajuda e tratamento médico; o motivo seria o grande sofrimento e desespero vivenciados durante um ataque de pânico;
  • o TP frequentemente é acompanhado da agorafobia, que é um medo intenso e injustificável de estar em lugares amplos ou com muitas pessoas. Nesses casos, o receio deve-se à dificuldade de terem acesso a qualquer tipo de socorro, caso haja necessidade de um atendimento médico ou qualquer outro tipo de ajuda. A agorafobia leva as pessoas a evitar situações cotidianas diversas, como ficar sozinhas em casa, sair de casa, andar de ônibus, carro, elevador, avião, trem, metrô, ou ainda atravessar pontes, viadutos ou passarelas. Quase sempre as pessoas que sofrem de agorafobia necessitam da presença de pessoas de confiança para enfrentar essas situações;
  • grupos de apoio (mútua ajuda) podem ser uma ótima ajuda no tratamento;
  • com tratamento adequado e o apoio da família e das pessoas próximas, o paciente pode recuperar a autoconfiança e voltar a viver de maneira plena, ser produtivo, e feliz! :)
Fonte: livros Mentes Ansiosas, de Ana Beatriz Barbosa Silva, e Não é Coisa da Sua Cabeça, de Naiara Magalhães e José Alberto de Camargo; experiência pessoal (Karen Terahata).
Imagens: Freeimages.com

segunda-feira, 17 de abril de 2017

segurar o xixi formação de pedras na bexiga


Segurar o xixi pode causar infecção e incontinência urinária
Esse hábito também aumenta o risco de formação de pedras na bexiga, provocando dor quando vão ser eliminadas, em alguns casos pode mesmo ser necessário uma intervenção cirúrgica para a remoção da pedra.
Crianças que tendem a ficar segurando o xixi por muito tempo, porque não querem parar de brincar, devem ser estimuladas a ir ao banheiro antes de ir dormir e logo que acordar. Além disso, a criança deve ser levada para fazer xixi pelo menos mais 4 vezes ao dia.

O que fazer para evitar doenças

Para que o corpo possa se manter devidamente hidratado deve-se tomar 2 litros de água ou outros líquidos por dia, assim é natural ter necessidade de ir ao banheiro 6 a 7 vezes.
Assim, para evitar as doenças relacionadas ao hábito de ficar segurando o xixi muito tempo é recomendado ir ao banheiro sempre que sentir vontade ou pelo menos de 4 em 4 horas.
Segurar o xixi pode causar infecção e incontinência urinária

domingo, 16 de abril de 2017

Guaraná - Fonte da Juventude



Guaraná
Foto: Reprodução


O guaraná, de nome científico Paullinia cupana Kunth, é um
arbusto encontrado no Brasil e na Venezuela, originário da Amazônia,
sendo cultivado, principalmente, na Bahia e no município de Maués, no
estado do Amazonas. O fruto do guaraná é rico em cafeína (chamada de
guaraína quando é encontrada no guaraná) e, devido às suas propriedades
estimulantes, é bastante utilizada na fabricação de pós, xaropes,
refrigerantes e barras; apresenta a casca na cor vermelha e, quando
amadurece, deixa aparecer a sua polpa branca e suas sementes,
parecendo-se com olhos. Os índios saterê-mawé, que habitam a região
próxima de Maués, possuem lendas sobre a origem da planta. Os benefícios
proporcionados pelo guaraná são decorrentes de seus constituintes, a
saber: cafeína, cálcio, fósforo, ferro, vitamina A, amido, catequina,
potássio, açúcares, taninos, teofilina, teobromina, proteínas e tiamina.
Saiba mais sobre as propriedades e os benefícios deste fruto:

As propriedades do guaraná

  • Adstringente;
  • Afrodisíaca;
  • Analgésica;
  • Antibacteriana;
  • Diurética;
  • Energética;
  • Revigorante;
  • Tônica.

Os benefícios e as indicações de uso do guaraná

O
guaraná é popularmente conhecido como uma grande fonte de energia, o
que é verdade: devido à sua elevada concentração de cafeína – maior do
que qualquer outro produto, inclusive o café -, o guaraná faz com que o
indivíduo se sinta física e mentalmente revigorado e estimulado para
desenvolver todas as suas atividades cotidianas.

Este fruto é
indicado em casos de estresse, cansaço físico e mental, impotência
sexual, falta de raciocínio, depressão, cefaléia, enxaqueca, hemorragia,
flora intestinal, males do estômago, gases, prisão de ventre e outros
problemas de saúde.

Além disso, o guaraná contém propriedades
antioxidantes que renovam as células do corpo, evitando o envelhecimento
precoce e o desenvolvimento acentuado de sinais de expressão, rugas e
outras características relacionadas ao envelhecimento.

O seu
consumo também é indicado para pessoas com tendência a desenvolver
diabetes, pois ajuda a manter os níveis de glicose no sangue estáveis. O
guaraná ainda auxilia no combate à pressão alta (ou muito baixa), por
causa de sua capacidade de dilatar os vasos sanguíneos e permitir que o
sangue, em conjunto com oxigênio e nutrientes, circule melhor pelo
organismo, mantendo a pressão controlada. Atua, também, no processo de
emagrecimento.

Qual é a melhor forma de consumir o guaraná?

Para
obter todos os benefícios proporcionados por este fruto, a melhor forma
de consumi-lo é em pó. Para isso, basta dissolver uma colher de sopa do
pó de guaraná em um copo de água, suco ou leite.





terça-feira, 30 de agosto de 2016

Participe e ganhe inteiramente grátis o Livro 10 Sucos Detox EXTERMINADORES de Gordura.


Participe e ganhe inteiramente grátis o Livro 10 Sucos Detox EXTERMINADORES de Gordura.
Data prevista: 31/12/2016
123 dia(s)
Foto promoção
Faça o seu cadastro no link: http://bit.ly/29QQkVU-livro-detox e recebe imediatamente o livro e você está automaticamente participando do sorteio do Guia Definitivo do Emagrecimento, veja a seguir a regras para participar, não se esqueça de compartilhar os links da promoção.


As regras do sorteio são simples:
1 - Faça o seu cadastro na página: http://bit.ly/29QQkVU-livro-detox
2 - Compartilhe o link da promoção em seu mural: 
https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/5722793 - Curta nossa Fanpage : https://www.facebook.com/Crischerer/4 - Comparilhe o link do Plano Detox em seu mural: http://bit.ly/29MKu5y-Post-detox
5 - Só será aceito como ganhador o que fizer o cadastro e o compartilhamento dos links acima. 
! ajude com uma doaçao dados para deposito banco do brasil agencia 06432 conta 263508

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

chá de iboga para cura do vício de crack


Mineiros dependentes de crack aderem ao chá de iboga para cura do vício

Eles dizem ter se livrado do vício após tratamentos em clínicas de SP. Médicos alertam para falta de pesquisas sobre a raiz e dizem que há efeitos colaterais perigosos

 

Beto Magalhaes/EM/D.A Press.
Desesperados para se livrar do crack, dependentes químicos e familiares de Minas Gerais estão buscando o tratamento alternativo do chá de iboga em clínicas de recuperação no interior de São Paulo e em Curitiba. A dose, única, custa entre R$ 4 mil a R$ 10 mil e não requer a internação do paciente. Apesar da falta de comprovação científica e dos riscos existentes de ministrar substância sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os viciados em drogas pesadas, como cocaína e crack, recorrem ao uso desse fitoterápico, que seria capaz de eliminar a vontade de usar drogas e a síndrome de abstinência (fissura).

Relatos obtidos pela equipe de reportagem do Estado de Minas chegam a atribuir à iboga o poder de ‘cura’, de ‘renascimento’, de ‘apagar o passado’. “É uma sensação deliciosa acordar sem a menor vontade de usar droga, sem medo da recaída. A vontade simplesmente apagou-se da minha mente”, comemora o dono de bancas de jornais Wagner do Patrocínio, de 43 anos. Em função do envolvimento com o crack, Wagner caiu na sarjeta – usava até 20 pedras por dia. Ele passou um ano internado, em duas clínicas mas continuou com recaídas.

Há três meses, Wagner aceitou experimentar a iboga por influência da mulher, Angela Chaves, que descobriu a novidade em SP. “Bebi um pó parecido com canela, misturado na água. Na hora, é preciso deitar porque a gente perde o jogo das pernas. Depois, começa a ‘ver’ um monte de cenas ruins. Pessoas sendo esfaqueadas, coisas com chifres, bichos. A sensação dura umas cinco horas. Depois, você toma a segunda dose. Os pensamentos ruins somem e vêm coisas boas, como anjos”, revela ele, que recomendou o tratamento ao colega João Paulo Barbosa Neto, de 34 anos (leia Depoimento). “Voltei a ter vida social com minha mulher e minha filhinha”, diz Wagner.

O psiquiatra Dartiu Xavier, diretor do Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes de Drogas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), aplicou a dose de iboga a 75 voluntários. Do total, 51% dos pacientes conseguiram largar a dependência química. “A taxa de sucesso é alta. Chega a ser 10 vezes maior em relação à média de 5% de recuperação registrada nas internações em comunidades terapêuticas”, compara o psiquiatra.

 Este semestre, o psiquiatra dará entrada no Comitê de Ética da Unifesp com protocolo de estudo científico, inédito no país, na tentativa de comprovar a eficácia do uso da iboga no controle da dependência química em álcool e drogas. Caso seja aprovado, o ensaio clínico deverá comparar a reação dos viciados em crack, divididos no grupo que vai ingerir placebo e no outro, que receberá a fórmula original. “Mas os resultados serão a médio prazo”, alerta o pesquisador. Não há previsão de que, quando finalizados os trabalhos, a iboga possa ter autorização para ser usada como medicação controlada no Brasil.

Uso perigoso
Com formação em homeopatia, o psiquiatra Aloízio Andrade alerta que já é velha conhecida da medicina a técnica de propor aos pacientes a substituição de uma droga por outra. “É mais fácil e rápido abrir mão de uma substância nova do que da outra que já está usando há muitos anos. O que se faz é quebrar o ciclo vicioso do paciente, com a mudança do paradigma”, explica o médico. Segundo Andrade, que desconhece o uso da iboga em Minas Gerais, este papel costuma ser atribuído a alucinógenos ligados a rituais, sendo os mais populares a ayuaska e a mescalina.

Para Andrade, toda substância que age no sistema nervoso central pode desencadear quadros psiquiátricos e também neurológicos nos pacientes, como por exemplo convulsões. “Sem estudos científicos, não há clareza sobre a dose correta a ser oferecida por quilo de peso”, diz.

Beto Magalhaes/EM/D.A Press.
Assim como Andrade, o psiquiatra gaúcho Félix Kessler admite nunca ter testado a iboga em seus pacientes. Professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o psiquiatra Félix Kessler desconfia, por princípio, de promessas rápidas de cura para a dependência química. “Quem dera eu tivesse um remédio que pudesse dar aos meus pacientes na clínica. Descobriram que o tratamento alternativo dá bastante dinheiro e a onda de que a ibogaína cura o crack está pegando”, avalia o médico, para quem a melhor receita continua sendo o tratamento a longo prazo, com abordagem multidisciplinar e grupos de autoajuda. “O maior desafio é estimular o craqueiro a dar continuidade ao tratamento. É uma doença crônica como o diabetes – quem a tem enfrenta dificuldades para evitar doces”, completa.

Segundo a Anvisa, não há nenhum medicamento registrado no Brasil com o princípio ativo ibogaína. Dessa forma, a atribuição de alegações terapêuticas a este produto é ilegal, já que não há essa comprovação no Brasil. Entretanto, é legítima a importação de medicamentos sem registro no País, desde que para uso apenas pessoal e amparada pela prescrição de um médico que se torna o responsável pelo uso do produto.

Spa explora brechas na legislação


 “Por uma brecha na lei brasileira, consigo trabalhar com a iboga na forma de chá”, afirma o psicanalista clínico Gadyro Nakaya, dono do Spa Reabilit, em Arujá, no interior paulista. O spa é uma das entidades que trabalham com a substância. Amparado por cinco advogados, Nakaya já está importando mudas do arbusto no continente africano. Ele acredita no potencial de cura da planta que, criada em condições especiais na estufa em SP, ainda deve levar em torno de 10 anos para começar a produzir.

Ex-dependente químico de heroína, Nakaya diz ter se submetido a 40 internações no passado e que só conseguiu se livrar do vício após conhecer a substância. Ele garante que, em quatro anos, já “ibogou” centenas de pessoas em SP, inclusive artistas de tevê e músicos. “Acolhi um casal que passou a morar aqui comigo há um ano. Eles trabalham como caseiros do sítio. Os dois continuam limpos”, afirma ele. A clínica, registrada inicialmente como um spa, conta com clínico-geral e psiquiatra.
Antes de tomar a iboga, os pacientes são submetidos a uma bateria de exames, que comprovem abstinência de substâncias tóxicas de, no mínimo, sete dias. Depois, assinam um termo de responsabilidade. Só então são internados para ingerir a dose, que varia de acordo com o caso. O transe varia de 24 a 36 horas. A compulsão por drogas cessa ao final da “viagem”.   
No Instituto Brasileiro de Terapias Alternativas (IBTA), em Paulínea (SP), a atendente informa que é oferecida a iboga junto a terapias e medicina ortomolecular, segundo ela como forma de potencializar o efeito da substância. O tratamento dura cinco dias, com índice de 70% a 80% de recuperação. “A iboga corta a vontade de usar a droga, mas a pessoa precisa querer deixar a vida de viciado”, alerta. Há mais de 10 anos no mercado, a Clínica Cleuza Canan, de Curitiba (PR) solicitou o envio de perguntas por e-mail. Até o fechamento desta edição, porém, as perguntas não haviam sido respondidas.
Tags:

 

! ajude com uma doaçao dados para deposito banco do brasil agencia 06432 conta 263508

emagrecer,dieta,abnoplastia,

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs