. a cura: atividade fisicas

ache aqui

reabilitação,quimica,engravida,criança,emagrecer,obsidade

---------------------------------- ----------------------------------------------- -----------------------------------------------------------------------------------------
Mostrando postagens com marcador atividade fisicas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador atividade fisicas. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 27 de abril de 2017

água de aveia ajudar a perder peso

Você sabia que a água de aveia também pode ajudar a perder peso? Contamos como elaborá-la e como você pode incluí-la na sua dieta para que seja mais eficaz.
Poucos alimentos podem ser tão saudáveis como a aveia. Os estudos realizados sobre ela nos dizem que é um maravilhoso regulador metabólico, isto é, depurará tudo aquilo que está sobrando em nosso organismo e cobrirá as carências. Auxilia o coração, o intestino, sem esquecer, é claro, que nos ajuda a perder peso com seu consumo frequente, quer saber mais?

A FDA (Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos) nos diz que é um dos alimentos mais saudáveis que podemos encontrar, uma fonte de energia e vitalidade que deveríamos incluir diariamente em nossa dieta. Trataria-se, pois, de um modo muito natural mediante o qual podemos perder peso sem sofrer muito e, melhor ainda, sem passar fome. Neste artigo explicaremos como.

1. Reduz o colesterol e cuida do nosso coração

Basta tomar uma infusão de aveia em jejum para reduzir o colesterol. Seus óleos ricos em ômega 6 e ácido linoleico constituem as chamadas gorduras boas, capazes de reduzir o colesterol ruim e cuidar do nosso coração.

2. Reduz as calorias

A aveia tem poucas calorias e dispõe também de um efeito saciante. Suas gorduras são muito saudáveis, contém fibra, vitaminas, minerais, oligoelementos e fibra. É, sem dúvida, um superalimento.

3. Depurativa

Dispõe de aminoácidos que nos induzem a produzir lectina no fígado, necessário para nos ajudar a depurar o nosso organismo. Consumir aveia nos permitirá limpar as paredes das artérias, limpando, graças às suas fibras, os depósitos de gordura que nelas se formam.

4. Controla o açúcar

A aveia é bastante recomendada para os diabéticos. Sua fibra solúvel melhora a digestão de amido e mantém estáveis os níveis de glicemia. Um aliado maravilhoso para estes casos.

5. Melhora a digestão

A aveia reduz nosso ácidos biliares, facilitando o trânsito e evitando, assim, a prisão de ventre. Além disso, seus carboidratos são de absorção lenta, o que nos dá uma sensação de saciedade perfeita para ir perdendo alguns quilos e não termos a necessidade de comer muito ou ficarmos “beliscando”.

6. É anticancerígena

São muitos os estudos que foram realizados a este respeito, concluindo que determinados fitoquímicos da aveia nos ajudam a nos proteger contra o câncer. Mais um motivo para consumi-la diariamente.

Por que a água de aveia nos ajuda a perder peso?


  •  A água de aveia em jejum nos ajuda a perder peso porque sua composição, a base de vitaminas, minerais e fibra, nos dá uma sensação de saciedade, mediante o que não sentiremos a necessidade de ficar beliscando, nem comeremos muito.
  • Dá ao organismo propriedades benéficas enquanto, pouco a pouco, perdemos peso.
  • A aveia elimina todas as toxinas que o nosso corpo vai gerando e armazenando. Se nos nutrimos com sua água, ela nos dará proteínas, além de vitaminas, minerais e oligoelementos.
  • É, além disso, diurética, impede o acúmulo de líquidos em nosso corpo e nos faz sentir melhor

Como consumir a água de aveia para perder peso?

1. Quanto consumir?

Com o intuito de emagrecer, deve-se consumir a água de aveia em jejum durante um mês seguido. Isto permitirá que fiquemos saciados por quase toda a manhã e nos dará energia e fibra para começar o dia. Também podemos tomar outro copo antes das principais refeições.

2. Como consumir?

  • Pegar uma xícara de aveia, um ramo da canela em pau e dois litros de água.
  • Em um liquidificador, colocar a aveia junto com um copo de água e bater até obter uma mistura homogênea. Depois pode incluir o restante da água, a canela, algum adoçante, se desejar, ou, ainda melhor, stévia ou duas colheres de mel. Se restar algum grão da aveia, você pode coar esta batida. Depois, coloque a água na geladeira, pois, dessa forma, você a conserva durante todo o dia. Comece o café da manhã com um copo, depois é ideal bebê-la antes das refeições, pois ajudará na saciedade e na nutrição.

3. Exemplo de um dia de dieta com água de aveia:

  • Café da manhã: um copo de água de aveia, uma maça e um chá de sua preferência.
  • Almoço: um copo de água de aveia como bebida. Salada de espinafre, com aspargos e nozes e um peito de frango grelhado.
  • Lanche da tarde: um chá verde.
  • Jantar: um copo de água de aveia. Berinjelas ao forno e algumas rodelas de beterraba temperadas com suco de limão. De sobremesa, uma maça assada com canela.
Como você pode ver, o mais importante é começar o dia com um copo de água de aveia e inclui-la como bebida nas refeições principais, sempre equilibradas e sem cometer excessos. Se fizer esta dieta durante um mês, perceberá que aos poucos irá baixando seu peso.

Alimentação sem glúten: Como fazer

Como retirar o glúten da sua alimentação e que exames de sangue, fezes e
urina se deve fazer para saber se você tem intolerância ao glúten são 2
do pontos importantes que a nutricionista Tatiana Zanin (CRN3-15097)
explica neste vídeo.

Além disso, ela também explica que a dieta
para doença celíaca, sem glúten, é permanente e é a única forma de
tratamento para a doença, eliminando todos os sintomas como diarréia,
barriga inchada, cansaço, anemia e até dor de cabeça.

A doença
celíaca obriga o doente a comer de forma saudável para não ter
desconforto ou mal estar e no final das contas é uma coisa boa :)

Saiba mais sobre como rtirar o glúten da alimentação em:



terça-feira, 18 de abril de 2017

Guia fácil para montar seu cardápio low carb e emagrecer sem passar fome


Guia fácil para montar seu cardápio low carb e emagrecer sem passar fome

 

Com bastante frequência recebo algum contato de pessoas pedindo um cardápio low carb com café da manhã, almoço e jantar para seguir.
Eu entendo: estamos acostumados com aqueles cardápios padronizados de revista ou com cardápios entregues já impressos em consultas com nutricionistas.
Antes de começar, um conceito que parece óbvio, mas precisa ser esclarecido.
O que é dieta?
Consultando o dicionário, encontrei dois significados para a palavra:
  • Significado 1: regime alimentar prescrito pelo médico a um doente ou a um convalescente.
  • Significado 2: cota habitual de alimentos sólidos e líquidos que uma pessoa ingere.
Para a grande maioria de nós que não está convalescendo de nenhuma doença, vale o significado número 2.
A dieta de uma girafa, por exemplo, é feita de folhas. A dieta de um leão, de carne.
cardapio_low_carb_3
Então dieta não é uma maneira de comer durante duas semanas, ou 1 mês, ou 7 dias. Dieta é o que se come, no dia a dia, para a vida toda.
Uma dieta não está em um papel impresso, está nos hábitos alimentares de uma pessoa.
Parece óbvio? Sim. Mas eu não pensava assim há 4 anos atrás, antes de perder 30 quilos em um ano com o estilo de Vida Low Carb.
Antes eu pensava que uma dieta era um cardápio para seguir e perder peso, para depois voltar a comer “normalmente”.
Hoje eu sei que, mesmo que eu pese 60 quilos para o resto da vida, estarei sempre em dieta. Porque a minha dieta é o que eu como, simples assim.
Agora vamos somar o conceito de dieta com o conceito de low carb:
O que é uma dieta low carb?
É um estilo de se alimentar, onde se restringe (mas não anula) o consumo de carboidratos para chegar ao peso desejado e mantê-lo sem passar fome como na abordagem de restrição de calorias.
Existem vários tipos de dietas que são low carb: dieta paleo, dieta cetogênica, dieta lchf, dieta atkins, whole 30 etc… Todas funcionam pelo mesmo motivo: menos carboidratos na alimentação.
E o que são carboidratos?
Carboidratos são açúcares. Antes de conhecer low carb, eu achava que carboidratos eram o pão, os doces, o macarrão, a batata e o arroz.
Mas frutas, verduras e até os ovos contém alguma quantidade de carboidrato. Alface tem carboidrato. Pouquíssimo, mas tem.
É importante deixar claro também que a dieta low carb NÃO é uma dieta zero carboidrato.
Em low carb há espaço para frutas e vegetais, que são ricos em carboidratos saudáveis. A quantidade de carboidratos para cada pessoa vai depender dos seus objetivos.

O cardápio low carb

Embora não haja um cardápio definitivo para baixar e seguir, é importante que você monte o seu cardápio antes de começar.
Como você está começando, é importante se planejar com antecedência para diminuir a possibilidade de fazer escolhas erradas.
Além disso, fazer o seu próprio cardápio vai ajudar você a entender melhor a dieta.

Eu, até hoje em dia, anoto ideias do que preparar nos próximos dias antes de fazer as compras. Me faz economizar, me faz perder menos tempo no supermercado, diminui as chances de eu comer mal porque não tinha planejado nada saudável.
A ideia desse artigo é dar dicas para que você monte um cardápio para começar ou para retomar sua vida low carb. Vamos lá?
cardapio_low_carb_2

1. Priorize alimentos naturais, sem processamento, com poucos carboidratos

Isso quer dizer comer APENAS comida in natura? Não.
Dá para emagrecer com low carb bebendo refrigerante zero, adoçando o café com adoçante, dá para fazer comendo presunto comprado no supermercado, dá para fazer matando a vontade de doces com gelatina sem açúcar.
Mas os alimentos processados não devem ser A BASE da sua alimentação.
A base da sua alimentação serão os vegetais, as carnes, as gorduras naturais como a manteiga e o azeite, os ovos, os queijos, as frutas low carb e as castanhas e nozes. Tem acesso e orçamento para comprar alimentos orgânicos? Ótimo. Se não tem, funciona do mesmo jeito.
Ao pesquisar sobre low carb, você encontrará várias versões de uma lista de alimentos permitidos. Mas não são listas escritas em pedra. São sugestões de alimentos com pouco carboidrato.
Antes de perguntar “Pode tal coisa?”, pesquise a quantidade de carboidratos, usando uma ferramenta como o FatSecret, ou lendo o rótulo. Se couber na sua cota (quantidade de carboidratos que você deve comer para chegar ao peso desejado), pode. Se não, não pode.
Nesse post está a minha sugestão de alimentos para incluir na sua alimentação low carb

2. Personalize

Antes de decidir quais alimentos vão estar no seu cardápio low carb, você precisa responder algumas perguntas:
  • Você tem alguma restrição alimentar? Algumas pessoas não toleram lactose, outras tem alergia a nozes e castanhas. O cardápio deve considerar essas restrições.
cardapio_low_carb_4

3. Entenda quais alimentos devem ser evitados

Tão importante quanto saber quais alimentos são recomendados, é saber quais devem ser evitados e também os que devem sumir de vez da sua vida.
NÃO COMER:
Açúcar refinado ou outros tipos como demerara, mascavo, de coco, orgânico, mel, melado etc.
Óleos refinados (soja, canola, milho etc). Eles são zero carbo sim, mas passam por mil processos químicos durante o seu processamento. Em uma dieta baseada em comida de verdade você deve preparar seus alimentos com gorduras naturais com baixo grau de processamento, como a manteiga, a banha e o azeite de oliva, por exemplo. Eu uso azeite e manteiga para tudo.
Grãos, especialmente o trigo. Pães, massas, bolos, biscoitos, rosquinhas, cuecas-viradas, muffins, cookies, cupcakes, baguetes, pizzas, bagels, brioches. Bem, você entendeu.
EVITAR:
Bebidas zero ou light. Também são zero carbo e dá para emagrecer consumindo refrigerante zero, mas dentro da ideia de priorizar comida de verdade (e ainda gerar menos lixo no planeta), evite sempre que puder.
Comidas processadas. Tem alimentos processados low carb, alguns deles são boas opções para quem tem pouco tempo para cozinhar, como pessoas que trabalham o dia todo e ainda estudam à noite.
Um polenguinho é um bom exemplo: processadíssimo, mas low carb. Se carregar polenguinhos no início vai fazer você não sucumbir a uma coxinha na rua, leve polenguinhos! Mas quando puder, evite.
Vegetais ricos em amido. Quem tem muito peso a perder deve evitar alimentos que são comida de verdade mas também são ricos em amido, como a batata, batata doce, inhame e mandioca (inclusive tapioca!). Uma dica: evite tudo que cresce debaixo da terra.
Quando chegar no seu peso alvo ou próximo dele, comece a inserir novamente esses alimentos.
Nesse artigo falo sobre os carboidratos do bem
tasty grilled meat and vegetables on skewers, isolated on white

4. Pesquise receitas

Se você está começando, provavelmente está acostumado a fazer receitas com algum carboidrato, como uma pizza, um macarrão, um risoto, lasanha.
Ou está acostumado a servir antes de tudo o arroz e o feijão no restaurante de comida por quilo.
Como low carb é diferente de tudo o que escutamos a vida toda sobre emagrecimento, é preciso abrir a cabeça para novas formas de preparar os alimentos. Pesquise receitas e salve as que mais gostar.
Recomendo fazer um arquivo no computador ou celular onde você vai salvando tudo o que interessar.
Conhece o Evernote? É um aplicativo que você pode usar no smartphone, tablet ou computador. Anotou em um dispositivo, ele sincroniza com os outros. Tem em português e é grátis. Evernote mudou a minha vida em termos de organização pessoal.
Nesse link você acessa as minhas receitas, todas adaptadas, testadas e fotografadas por mim.
Nesse vídeo eu ensino a usar o Evernote para planejar a sua dieta (e a sua vida!)

5. Quanto mais simples, melhor

Você vai encontrar receitas com farinhas mirabolantes e macarrões orientais zero carbo, mas pratique desde o início o desapego com receitas que lembram pão, macarrão, pizza.
Claro que dá para fazer algo de vez em quando, como essa deliciosa torta salgada com farinha de amêndoas, mas não faça dessas receitas a base do seu dia a dia.
Para garantir que você comece já perdendo peso e sem traumas devido a receitas que não deram certo e ingredientes caros estragando na sua despensa, aposte nos alimentos mais simples na montagem do seu cardápio: carnes, saladas, ovos, queijos e castanhas.
Exemplos de refeições simples:
  • Sobrecoxas de frango assadas com salada de alface, tomate e pepino
  • Bife acebolado com salada verde
  • Carne de panela com chuchu refogado
  • Hamburguer de carne moída com queijo
Daí com o passar do tempo você vai arriscando coisas mais incrementadas, como esse salgado de couve flor ou esse fantástico fricassê de frango low carb.

6. Escute suas lombrigas

Aproveite a sorte de ter encontrado uma dieta onde é possível comer coisas gostosas sem passar fome para comer o que mais gosta.
Stuffed peppers
Sempre amou bacon mas morria de medo de comer? A hora é agora. Adora frango grelhado? Coma frango grelhado. Para quem tem medo de comer gordura, escrevi esse guia definitivo sobre o papel da gordura em uma alimentação low carb.
Agora, se suas lombrigas não gostam de comer vegetais, é possível e necessário adestrá-las.
Use todas as estratégias possíveis para garantir que a sua cota de carboidratos diária seja composta por carbos saudáveis: refogue vegetais com muita manteiga, adicione queijo, bacon e muito azeite nas suas saladas.
Você agora pertence a um mundo maravilhoso onde as saladas não precisam ficar restritas a alface com uma gota de azeite

7. O café da manhã

O café da manhã costuma ser a refeição mais difícil de adaptar para quem está começando. Para facilitar, escrevi esse post com as minhas dicas favoritas para um café da manhã low carb.

8. Lanches

Já falei sobre como em low carb não é preciso comer de 3 em 3 horas. O natural é que comendo comida de verdade e mantendo o açúcar no sangue sob controle a sua fome entre as refeições principais diminua, mas se isso não acontecer, coma!
Nesse post dou sugestões bem práticas de lanches low carb
nuts

9. Cuidado com as compulsões

Me coloque sentada ao lado de uma bacia de castanhas ou uma tábua de queijos e frios e você verá despertar das profundezas um terrível monstro come-come.
Se você tem tendência a comer compulsivamente como eu, separe a porção antes de comer, coloque suas nozes dentro do mesmo pote. Assim fica mais fácil controlar e garantir que não vai prejudicar sua dieta.

10. O que beber

Água, água com gás e fatias de limão, água saborizada com hortelã, chá de ervas frio ou quente, café batido com nata ou creme de leite, chá mate ou chimarrão são boas opções para acompanhar seu cardápio low carb.
Refrigerantes zero, light, chás ou águas saborizadas industrializadas devem ser evitadas por serem industrializadas, gerarem lixo à beça e elevarem seu consumo de adoçante, mas são zero carbo.
Sucos de fruta não são uma boa ideia. Nesse post eu explico o porquê.
Leite não é low carb, nem se for sem lactose. Nesse post eu falo sobre ele e respondo as dúvidas mais frequentes sobre queijos e laticínios.
Acha que nunca mais vai poder beber álcool só porque está querendo perder peso? Com low carb o seu merecido drink do final de semana está a salvo. Aqui estão as minhas dicas sobre as bebidas alcoólicas que mais combinam com low carb.
Nesse artigo falo mais a fundo sobre as opções de bebidas low carb.

11. Sobremesas e adoçantes

Quando o açúcar no sangue fica sob controle, é normal que a vontade de doces diminua.
Mas se você, como eu, continua apreciando o sabor doce, é importante contemplar no seu cardápio opções para matar a vontade de doce. Minhas favoritas:
  • Morangos com nata ou creme de leite com adoçante a gosto
  • Ganache de chocolate com mais de 70% cacau e uma lata de creme de leite
  • Abacate batido com ou sem creme de leite e adoçante a gosto
  • Gelatina sem açúcar (recomendo a marca Lowçucar que não leva maltodextrina, que pode atrapalhar o emagrecimento de algumas pessoas)
Nesse artigo falo sobre como escolher o melhor adoçante
Nesse artigo falo com sobre como lidar com a vontade de doces na alimentação low carb e dou dicas de preparações doces
Chocolate bars stack and mint leaf

12. Esqueça as calorias!

Em low carb, as calorias dos alimentos são irrelevantes.
Também não é necessário contabilizar a proteína e a gordura: preocupe-se apenas com a quantidade de carboidratos dos alimentos que vão compor seu cardápio.
Parece chocante no início, mas você se acostuma com o tempo. É libertador.

13. Para quem come fora

O mundo perfeito seria que todo mundo pudesse comer comida saudável preparada em casa, mas a realidade não é bem essa. Trabalhando ou estudando fora, muita gente precisa comer na rua.
Restaurantes por quilo são ótimos! Normalmente tem boas opções de carne e muita variedade de salada.
Cuidado com as pegadinhas: os molhos das carnes podem ser engrossados com farinha ou amido e alguns vegetais são lambuzados com óleo de soja para brilharem bem lindos no buffet.
Ao comer em um restaurante, porém, você inevitavelmente comerá algum óleo vegetal porque TODOS os restaurantes usam, mas nesse caso o ótimo é inimigo do bom. Escorra os molhos das carnes e prefira vegetais mais simples, como alface, tomate e pepino.
Quando for a um restaurante a la carte, já negocie com o garçom quando fizer o pedido para substituir os acompanhamentos como arroz e fritas por salada ou legumes.
Food photography of baked pork with fresh vegetables. Home made food photo for social networks. Top view mobile phone photo of baked meat.
Fica bem mais difícil resistir quando aquele carbo todo está ali, acenando e soltando odores debaixo do seu nariz.
Quando estiver na rua e não for horário de almoço, uma alternativa boa é comprar fatias de queijo e presunto e fazer rolinhos.
Embora presunto tenha um pouco de bruxarias, melhor do que cair de boca em um pacote de biscoito.

14. Ligue o turbo no seu projeto de emagrecimento

Gostou das dicas por escrito mas gostaria de ter um exemplo de como é um cardápio para 2 semanas?
No Programa Low Carb na Prática, além de um curso em vídeos para você entender tudo o que precisa para emagrecer com low carb você ainda ganha esse e outros bônus incríveis!
Clique e saiba mais sobre o Programa Low Carb na Prática
Tudo certo para a montagem de um cardápio low carb para começar já o seu projeto de emagrecimento?

HCor Explica: "Doença de Parkinson" - Sintomas

Os sintomas da Doença de Parkinson geralmente surgem só de um lado do
corpo e o paciente se queixa que um lado não acompanha o outro.

Neste
HCor Explica, o Dr. Denis Bichuetti, neurologista do HCor, fala sobre
os quatro principais sintomas da doença e se ela afeta o paladar e o
olfato. Confira:



terça-feira, 22 de março de 2016

alimentos funcionais para o combate da celulite


 alguns alimentos funcionais para o combate da celulite.
1. Abacate: estimula o hormônio do crescimento (GH) o qual vai melhorar a flacidez, deixando a pele mais firme. Para os praticantes de atividade física ajuda no ganho de massa muscular.
2. Frutas vermelhas (amora, morango, mirtilo, framboesa): fonte de ácido elágico que tem efeito antioxidante e ajudará no combate dos radicais livres. Combatendo os radicais livres, diminuímos os danos nos tecidos que causam a celulite.
3. Pimenta: rica em capsaicina, que além de ter ação antioxidante, é descongestionante e termogênica, auxiliando na perca de gordura localizada.
4. Gengibre: altamente anti-inflamatório e termogênico, ajudando a eliminar o excesso de gordura no tecido.
5. Atum: rico em ômega 3, ajuda a reduzir a inflamação no local. Devido ao teor proteico de alto valor biológico, auxilia também na manutenção da massa muscular, novamente, reduzindo a flacidez.
Aposte em alimentos funcionais! E não são apenas 5 que combatem a celulite, temos outros alimentos capazes de melhorar ela como romã, repolho, uva rubi... Outro detalhe importante, não adianta incluir estes alimentos e continuar comendo doces, preparações com farinhas refinadas, frituras e ser sedentário.
Torne sua alimentação mais equilibrada, comendo apenas alimentos de verdade, que venham da natureza e não PRODUTOS que imitam o alimento, que a indústria inventa com vários aditivos químicos e muito açúcar que só detonam nossa saúde, nossa pele, causam várias outras desordens estéticas (além da celulite) e fazem uma bagunça nos nossos hormônios.
Um abençoado feriado!!! Aproveitem para cuidar da saúde e da alimentação nesses dias de menos correria! Ame-se!!!! Viva mais!!!!

! ajude com uma doaçao dados para deposito banco do brasil agencia 06432 conta 263508

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

MUTAMBA PLANTA TROPICAL NO BRASIL,CURA CONTRA O VIRUS HIV-AIDS MAIS DE 100 CASOS DE PACIENTES COM SUCESSO INOCULADAS


UMA CURA E ENCONTRADA CONTRA O VIRUS HIV-AIDS COM UMA PLANTA TROPICAL NO BRASIL CHAMADA MUTAMBA

CIENTÍFICO ENCONTRA A CURA CONTRA O VIRUS HIV-AIDS COM UMA PLANTA TROPICAL NO BRASIL, COM MAIS DE 100 CASOS DE PACIENTES COM SUCESSO INOCULADAS
Por fim, a cura deve ser disseminada para a população infectada globalmente.
Documento Importância: Muito Alto.
Grau de sensibilidade: Muito sensível.
Tipo de documento: Scientific.
Por: CENIC SAÚDE Div.
(fonte Científico: Dr. Paulo Antônio Rodrigues Gouveia)
Araguaina-BRASIL.-AGPROG (05-09-2014).- Um equipe de investigação na cidade Institute Brasil Presidente Antonio Carlos Tocantinense (ITPAC) Araguaína, na cidade brasileira do norte do estado de Tocantins, descobre com sucesso a cura HIV / AIDS, com base em pesquisas de trabalho duro ao longo de 10 anos, no âmbito do Projeto Cientista e Dr. Antonio Rodrigues Paulo Gouveia, investigando as propriedades da planta tropical chamado Mutamba (Guazuma ulmifolia) para o atualmente mais de 100 casos documentados de pacientes inoculados com sucesso em laboratório, em todos os testes, e desde dezembro 2013 agora permanece apenas a distribuição e aplicação em todo o mundo para todos os pacientes infectados e respectivo financiamento um órgão mundial ou governo, que pode ser contactado com o líder do Projeto Mutamba, como eu lhe chamo. Farmacêutica Grande, OMS e da OPAS não ter contactado porque o cura é descoberta finalmente, mata o vírus, no prazo de oito meses após a aplicação da droga, e não é contínua no tempo, ao contrário de dividendos e receitas que podem ser obtidos através de (corrente convencional anti-retroviral) da ARV, que oferecem as empresas de lucro mais elevadas, até a morte do paciente, sem inoculante. A equipe do Dr. Antonio Rodrigues Paulo Gouveia pesquisa supostamente está disposta a fornecer o apoio e colaboração das nações ou governos diretamente ou agências e instituições científicas luta que exigem, se necessário, para inocular infectados.
MUTAMBA TITMAIN port
Cientista do Projeto Dr. Antonio Rodrigues Paulo Gouveia
Dr. Antonio Rodrigues Paulo Gouveia, Advanced Project Manager, exige várias nações progressistas do mundo e aqueles que desejam participar e instituições livres em várias nações, para que eles possam entrar em contato com você e fazer a produção em massa do composto, com sua equipe, para implementar a planta piloto de produção, o processo de fabricação é simples, natural e segura, diz eli.
Em todo o mundo existem mais de 40 milhões de pessoas infectadas, só em 2014, dados recentes mostram que só no Brasil, existem pelo menos 750.000 infectados e vai progressivamente aumentando, mesmo em grupos sem risco. Dr. Antonio Rodrigues Paulo Gouveia informou, não é um trabalho para apenas uma pessoa, mas uma equipa organizada e científica, que trabalham com regras e diretrizes, e agora está pronto para trabalhar para o doente e para o planeta e insiste que é o trabalho de todos para derrotar o vírus. A cura está agora disponível para distribuição imediata aos afetados globalmente, de agosto de 2014, através de uma agência responsável diz o cientista, não esperando indica doente e pode entrar em contato e publicado pela mídia. Governos e nações Informa pode entrar em contato através de seus ministérios e instituições para implementar Saúde Legal protocolo inoculação imediata e incluir em seus programas padrão do HIV.
O QUE É AIDS?
A SIDA é uma doença caracterizada por uma disfunção grave e progressiva do sistema imunitário infectados com o vírus da imunodeficiência humana individual (HIV). Sua evolução pode ser dividida em três fases: infecção aguda, semanas após a infecção inicial pode ocorrer com manifestações como febre, calafrios, sudorese, mialgia, dor de cabeça, dor de garganta, sintomas gastrintestinais, linfadenopatia generalizada, e erupção cutânea . A maioria das pessoas desenvolvem sintomas de auto-limitação desaparecem após algumas semanas. No entanto, a maior parte não são diagnosticados por causa da semelhança de outras doenças virais. Em seguida, o paciente entra em uma fase de infecção assintomática, duração variável de alguns anos. Doença sintomática da SIDA, que é a sua manifestação mais grave ocorre na medida em que o paciente irá apresentar perturbações significativas de imunidade com a ocorrência de febre prolongada, diarreia crónica, perda de peso significativa (mais do que 10% em peso acima do indivíduo), suores nocturnos, fadiga e linfadenopatia. Infecções oportunistas começam a surgir ou reaparecer, como tuberculose, pneumonia por Pneumocystis carinii, toxoplasmose cerebral, oroesofágica candidíase, meningite criptocócica e retinite por citomegalovírus, entre outros. Rara em indivíduos imunocompetentes, sarcoma e linfoma e certos tipos de tumores podem surgir a partir de sarcoma, caracterizado condição SIDA. A ocorrência de graves ou atípicas de doenças tropicais, como paracoccidioidomicose, leishmaniose e doença de Chagas formas têm sido observadas no Brasil.
aids2
O virus da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS)
A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) ou “síndrome da imunodeficiência adquirida” (AIDS) começou a se espalhar entre a população a partir de 1980, fez com que milhões de pessoas infectadas, e milhões de mortes e do número de portadores do vírus está a aumentar de forma alarmante a cada ano, aumentando o seu número, incluindo os que estão fora dos grupos de risco ou de risco e isso é alarmante.
DIAGNÓSTICO AIDS
O laboratório para HIV-A, encontrando técnicas para quantificar anticorpos, antígenos, material genético por meio de técnicas de biologia molecular (carga viral) ou isolamento do vírus direta. Na prática, os testes que buscam anticorpos (sorologia) são os mais utilizados. O aparecimento de anticorpos detectáveis ​​por sorologia é um período médio de 6 a 12 semanas após a infecção inicial. Chamado de “período de janela” que o intervalo entre a infecção ea detecção de anticorpos por técnicas laboratoriais padrão. Durante este período, o teste sorológico pode ser jogado ou falsos negativos. Devido à importância de diagnóstico laboratorial, em especial, as consequências da “etiqueta” de um indivíduo como HIV positivo e têm uma maior segurança no controlo de sangue e seus derivados qualidade, recomenda-se que o teste detecção de reagentes de laboratório de uma possível primeira amostra foi repetido e confirmado como exigido pelas regras estabelecidas pelo Ministério da Saúde.
TRATAMENTO DA AIDS
A terapia anti-retroviral -A dirige a prevenção da replicação viral, com diferentes drogas que têm como alvo vários estágios do ciclo replicativo. Drogas anti-retrovirais actualmente disponíveis para o tratamento do HIV são vários inibidores da transcriptase reversa que actuam antes da incorporação do material genético do vírus dos inibidores da protease do cromossoma do hospedeiro e, em seguida, que actuam neste passo, e evitar formando viriões proteínas funcionais, isto é, o vírus infeccioso. O cocktail é uma combinação de dois fármacos (Chi et al., 2004).
Os inibidores de transcriptase reversa do vírus pode impedir a alterar o seu código genético no ADN-ARN, a operação necessária para multiplicar no interior das células (Costi et al, 2004).
Vários compostos naturais são utilizados nos estudos de inibição de transcriptase inversa retroviral do HIV, incluindo são taninos, compostos fenólicos, estes são caracterizados pela sua capacidade de combinar com proteínas ou outros polímeros, tais como polissacáridos (Buolamwini e Assefa 2002 ).
Desde o surgimento do vírus da Aids, a medicina tem buscado tratamentos que podem aumentar a expectativa de vida dos pacientes. O mais eficaz até agora, tem sido chamado de cocktail, que consiste em comprimidos pacientes precisam tomar diariamente para combater a doença, chamados de ARVs. Para alguns HIV-positivo, o tratamento é o martírio, porque eles sofrem com efeitos colaterais, como náuseas, diarreia, dores de estômago e dores de cabeça motivados pelo uso contínuo de medicamentos e os efeitos colaterais nocivos sobre seus corpos e prematuro envelhecimento do corpo. Mas estes só parar o vírus, mas não eliminá-lo do corpo.
SOBRE O DESCOBRIDOR DO CIENTIFICO E DA CURA
Apesar dos avanços, muitos pesquisadores em todo o mundo ainda estão tentando encontrar uma cura para a doença tornou-se uma epidemia mundial. Mas foi em Tocantins, o médico e cientista Dr. Paul Anthony Rodrigues Gouveia (Paulo Antonio Rodrigues Gouveia), que em entrevistas exclusivas vários jornais nacionais: o portal Norte, o Diário Oficial ou Progresso e Araguaia Notícias, ofereço o detalhes específicos de sua pesquisa e descoberta importante, com base em um projeto de pesquisa, estudando a cura, agora curto de pessoas com HIV.
Ele viveu por 40 anos em Araguaína, Brasil, Dr. Paulo Gouveia, ele trabalhou como técnico de laboratório no Hospital de Doenças Tropicais (HDT) e formou-se em medicina por quatro anos no Instituto Presidente Antonio Carlos Instituto Tocantinense (ITPAC) Araguaína . De acordo com um boletim oficial, trabalhando na área da saúde no Estado e Município e oferece cursos de formação e conferências, há dez anos realiza pesquisas científicas que podem mudar o curso da história da medicina na busca de uma cura AIDS, com resultados muito positivos. Ele descobriu que, por meio das propriedades de uma planta chamada Mutamba, nativa do norte da clínica pode curar esta doença.
Dr. Paulo Gouveia, não só estudou as propriedades da planta, mas também desenvolveu o projeto da cura, que é oficialmente patenteado no Brasil e da comunidade científica.
MUTAMBA
A Mutamba é uma planta tropical chamada nome científico, Guazuma ulmifolia, Família Malvaceae (Antigamente Stherculiaceae). Mutamba, é uma palavra tupi guarani que significa “fruta dura”, também chamado Guazuma, Mutambo, Araticum bravo, Head-to-negro, fruta ou Macaco Chico-magro.
Origem: Nascido em várias formações florestais da América Central e do Sul, aparecendo preferencialmente nas florestas do Brasil.
mutamba5
Guazuma ulmifolia, Família Malvaceae (Antigamente Stherculiaceae). Mutamba
JUSTIFICAÇÃO
A base teórica da pesquisa do Dr. Paulo Gouveia, o trabalho de seu avô, também cientista Dr. Francisco Cabral de Melo, especialista farmacêutico, formado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 1946, baseia-se Faina – Goiás, juntamente com colaboradores, tratamentos de documentos em vários pacientes com febre amarela, usando tanino (acúmulo de carbono, hidrogênio e oxigênio) da planta popularmente conhecida como Pithecellobiun Mutamba ou, em testes de plantas típicas região norte, e com um prognóstico favorável, com vários pacientes já tiveram a cura em 100% dos casos, sem evidência de toxicidade em nenhum deles, sendo um produto natural.
O tanino substância contendo Mutamba da planta, através da parede celular e do citoplasma atingir o vírus HIV mesmo em lugares distantes como lingonodos.
INICIO DO PROJETO E TESTEMUNHO
O cientista explica: projeto Mutamba começou há dez anos, minha mãe sempre falava sobre meu avô Francisco Cabral de Melo, farmacêutico, meu avô estava em tratamento em 1946 pacientes com febre amarela, com uma taxa de cura de cem por cento. Mais tarde, um médico, comecei a pesquisar e encontrei o Guazulma ulmifolia mais conhecido como (Mutamba). O cientista, então, realizada uma pesquisa e começou a apresentar o projeto em 23 de outubro de 2010, apresentou o projeto em Porto Alegre em Pastoral Aids, pouco depois, conseguiu um contato laboratórios Kyolab, com os quais foram realizados e outras evidências de inibição foram de 30 por cento, os testes foram feitos pelo Dr. Amilcar Tanure, um dos melhores cientistas e pais de citologia, Dr. Amilcar Tanure realizada reteste, que foi de 100 por cento do inibição sem citotoxicidade, agora, após quatro anos de muitas lutas, nós estamos aqui para dar continuidade ao projeto funcional. Precisamos do apoio de toda a sociedade, para que este projecto avance que vai ajudar as pessoas, não só no Brasil, mas em todo o mundo, para superar esta doença.
DESCRIÇÃO DO PROJETO
Os seus estudos demonstraram que a casca e entrecasca Pithecellobiun conhecido como (Mutamba) são ricas em componentes com propriedades farmacológicas. Este apresenta alcalóides triterpeno e uma quantidade significativa de tanino (Costi et al. 2004).
As propriedades de taninos são ligados à sua capacidade para formar complexos de proteínas envolvidas na protecção de tecidos, em comparação com o ataque microbiológico. Ele também dá as propriedades gustativas agrupadas sob o termo adstringência, tem anti-radicais livres e pode consumir a energia do oxigênio dissolvido, ou seja, têm propriedades farmacológicas interessantes e função antioxidante também mostram atividade potente contra a replicação do HIV (Cocuzza, 2001).
ESTUDO GERAL
Para identificar a eficácia do substrato planta Pithecellobiun (Mutamba) como um inibidor da transcriptase inversa na replicação viral (a polimerização de moléculas de DNA a partir de moléculas de RNA enzima, muitas vezes o oposto do que acontece em células) do HIV, com redução do risco de toxicidade.
ESTUDO ESPECIFICO
  • identificar o peso molecular de tanino, que tem uma acção inibidora da transcriptase inversa retroviral do HIV, com um menor risco de toxicidade.
  • Promover a redução da carga viral, preservando a função do sistema imunitário.
  • Retardar a progressão da doença, modificando a história natural do HIV.
JUSTIFICATIVA DO ESTUDO
Embora o início da terapia, diminui a partículas virais indetectáveis​​, o vírus persiste nos vasos no corpo, tais como linfócitos T adormecido. A aparência e a taxa de desenvolvimento de resistência a várias combinações de drogas disponíveis no mercado o stress é também um factor limitador. No entanto, um fator que torna ainda mais difícil para a terapia anti-HIV é a alta incidência de efeitos colaterais causados ​​por medicamentos disponíveis hoje. Estudos realizados por Ligani Jr. e seus colegas mostraram que esta é a principal causa de falhas na adesão à terapia anti-retroviral (20,5%), que é caracterizada principalmente por vômitos, diarreia, náuseas e dor abdominal, bem como dor cabeça e até mesmo mudanças na cor da pele.
O uso de plantas medicinais é o resultado do acúmulo secular de dados empíricos sobre o estoque de conhecimento sobre as plantas de diferentes grupos étnicos. Eles são relevantes para a padronização da produção e comercialização de técnicas de ervas questões importantes, no entanto (De Clercq, 2000).
As ervas encontrados em quantidades relativamente elevadas de compostos fenólicos. O seu papel é essencial para proteger os tecidos contra o ataque de insetos, fungos ou bactérias. É considerado um sistema de defesa passiva relativamente eficiente. As plantas também podem produzir grandes quantidades de fenóis de uma alteração na superfície das células vivas: protecção está activa. O melhor exemplo é dado pela picada de insetos nas folhas que são a fonte de galhas.
Durante dez anos árvore Mutamba foi observado e percebi que em algum momento no ano, teve uma forte presença de galhas, seca atingindo quase 70% comprometimento da árvore e, a cada dia que passa a planta estava se recuperando, mostrando resistência à praga que anteriormente alcançado.
Em 1946, Faina – GO, testes especialista Francisco Cabral de Melo, Farmacêutica UFRJ, e colegas conduziram, não documentadas em pacientes com febre amarela, usando Mutamba tanino, que tem um baixo peso molecular, com um prognóstico favorável e cura ele foi bem sucedido em 100% dos casos, sem evidência de toxicidade em qualquer um deles, uma vez que é um composto natural.
Moléculas de taninos foram testados com a intenção de encontrar uma droga eficaz contra o HIV. Kilkuskie e colegas observaram galotaninos pesquisa mostrou atividade inibitória apenas em concentrações tóxicas, elagitaninos e taninos condensados ​​inibir a replicação viral e os taninos complexos mostraram potente atividade contra a replicação do HIV. Eles concluíram que a actividade anti-HIV por taninos exibida é devido à inibição da transcriptase inversa, impedindo assim a replicação viral.
Isso justifica a alta relevância da pesquisa com uma menor taninos peso molecular e menor toxicidade.
ESTUDO DOCUMENTADO DE CASO CIENTÍFICO PARA EXEMPLO
DBDS extrato paciente, de 47 anos, do sexo masculino, HIV estado +/- há 10 anos, ela começou o tratamento com Pithecellobiun (Mutamba), em 22 de janeiro de 2011, usado por 30 dias e realizou os seguintes exames :
Hemograma completo (03/02/11)
HT: 46,0%
Hm: 5,04
Hb: 16.10
Plaquetas: 126.000
Leucócitos: 3000
Objetivo: 62
Total de Linfócitos: 34
Em linfócitos: 1020
B: 3
Hemograma completo (25-08-11)
Ht: 39%
Hm: 4.3
Hb: 13
Plaquetas: 144.000
Leucócitos: 4200
Meta: 46
Total de Linfócitos: 44
Relacionados: 1848
PCR PCR quantitativo (22/09/2011) – Laboratório Alvaro. Método RT – PCR (abade verdadeiro HIV Equipe I)
Resultado: não detectado
Referência: não detectado
O tratamento com o tanino extraído Pithecellobiun na inibição da transcriptase reversa do HIV de PCR para zero. O hemograma completo foi feito no final de oito meses e foi normal.
RESULTADOS
Diante dos resultados, o Dr. Gouveia, tem vindo a testar as moléculas de taninos Mutamba, com a intenção de encontrar uma droga eficaz contra o HIV desde que de acordo com a pesquisa, o vírus da febre amarela e HIV são iguais em termos de estrutura. Em entrevista, o médico especialista, explica o tratamento dirigido a duas pessoas com HIV. Oito meses após a conclusão do seu tratamento, e os testes de PCR específicos, como exames de sangue que detectam a carga viral foram negativos em relação ao diagnóstico da evolução da doença. Isto significa que os vírus se replicar, eles pararam em sua multiplicação no corpo dos pacientes, “Eles se viraram para zerar a carga viral, e restaurado em 15 kg ou 10 kg de peso corporal, a eficácia do tratamento está praticamente comprovado” diz o cientista e médico, explicando que agora os cientistas e revisões técnicas Biópcia é comprovada a eficácia do produto e 100%. Dr. Gouveia também explica que, porque é um remédio natural, não tem contra-indicações e não há continuidade impedimento ético-moral e massa pode ser aplicada na população infectada. O tratamento é apenas para pessoas que foram identificadas com o vírus HIV.
TRATAMENTO EFICAZ SOBRE O PROTOCOLO PARA HIV
Gestão do Tempo:
Gestão do Tempo:
O tratamento para pacientes com HIV, dura apenas 30 dias.
Ingredientes básicos de cura natural:
Como a droga ainda não é quimicamente tratada, o médico dá a simples receita de como preparar o remédio na mão para consumo:
– Cinqüenta folhas de os topos das árvores maduras
– 2 litros de água
preparação:
As folhas devem ser misturados com 200 ml de água pura e moído num misturador.
Após este procedimento, adicionar 1800 ml de água remanescentes. O paciente deve tomar a medida de um liquidificador 200 ml, 2 vezes ao dia, a cada 12 horas. Este deve ser administrada todos os dias, durante trinta dias consecutivos.
COMENTÁRIOS
O médico ressaltou que o tratamento eficaz apresentada pode depender da região em que a planta é Mutamba. Neste caso, sua eficácia tem sido comprovada em plantas que originaram no clima e altitude dos estados de Goiás e Tocantins. “Você não pode fazer todas as plantas de outras regiões”, adverte.
PROTOCOLO DE TRATAMENTO DE HIV AIDS
O protocolo completo para o tratamento do vírus HIV, está amplamente descrita na seguinte relação:
PESQUISA DE PROPIEDADE
A descoberta foi patenteada e 19 outubro de 2010, a pesquisa Dr. Gouveia, segundo ele, já está liberado pelo Instituto Nacional de Patentes, chamou a atenção para as doenças infecciosas ou especialistas em doenças infecciosas de várias partes do Brasil e o mundo, visando realizar o tratamento de pacientes HIV-positivos. Em colaboração com especialistas em doenças infecciosas e realizar o tratamento de uma centena de pacientes Araguaína.
PRÓXIMO PASSO
No final da entrevista, o Dr. Gouveia informa que o pedido enviado pelo Centro de Investigação ITPAC através do coordenador do curso de Medicina, Dr. Elvio Machado, a fim de continuar os estudos no comando do Instituto, “A aplicação foi bem recebido pelo coordenador.
TESTE
Nós teste e reteste em vitrio com 100% de inibição, sem citotoxicidade, e seguiu os pacientes inoculados, todos com sucesso.
As pessoas infectadas com o HIV, que usaram o extrato Guazulma ulmifolia (Mutamba) foram tratados em grande número, atualmente tem mais de uma centena de pessoas compareceram a zero a carga viral e CD4 padronizado, com documentação completa do processo bem sucedido.
APOIO DO GOVERNO E EMPRESAS E NECESSARIO
E, atualmente, projeto eficaz e comprovada ainda não tem o apoio do governo federal ou de instituição médica. Atualmente, o projeto de pesquisa tenha sido pago por fundos e recursos.
Apoio para que se deseja é necessário inocular tantos doentes e ajudar as pessoas em todo o mundo. O apoio do governo de governos em todo o mundo, em cada país para eliminar completamente o vírus vai precisar.
Por isso, o apoio de todos os governos e as organizações sociais, instituições que vivem é necessária para ajudar a impedir que o vírus HIV e AIDS Project trazer Mutamba atingir os objetivos iniciais de cura para o grande número de pessoas infectadas e que sofrem de este mal.
LISTA DE VIDEOS
https://www.youtube.com/watch?v=cCnPgaMYEr0&list=PLOyK5NwgRB1Xbtkg8oryIdU8SXQ6-kIP4
CONTATO DIRECTOR DO PROJETO MUTAMBA CONTRA HIV
Médico e Científico- CRM-2107-TO Project Manager
Dr. Paulo Antônio Rodrigues Gouveia
Brasil, residente na Rua, número 236, Setor Couto, Araguaina
CONTATO E CORREIOS PARA OS GOVERNOS E INSTITUICOES CIENTIFICAS:
E-mails:
Primário: paulogouveia.gouveia@bol.com.br (Projeto Global CHEFE).
Secundário: paulogouveia.gouveia@gmail.com
Call Center – CENIC MUTAMBA: cenic-mutamba@gmx.com
telefone:
Centro de Pesquisa: +55633414 0719
Chefe Global de telefone móvel do projecto: +5563 9263 2664
LIBERAÇÃO DE DESCOBRIMENTO NOS MEIOS
Ver relatos generalizados de descoberta:


<iframe width="614" height="376" src="https://www.youtube.com/embed/XNq-DZeCdFg" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
 
 
<iframe width="614" height="376" src="https://www.youtube.com/embed/ELDtRIpW5-o" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
 
 
<iframe width="614" height="376" src="https://www.youtube.com/embed/ol-B5ykpxtg" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
! ajude com uma doaçao dados para deposito banco do brasil agencia 06432 conta 263508

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Dracunculíase Uma doença que faz com que “vermes vivos” saiam da pele humana.


Uma doença que faz com que “vermes vivos” saiam da pele humana. Parece assustador?
Pois ela existe, e tem um nome sugestivo: dracunculíase. A doença já é conhecida há muitos anos, e o tratamento não mudou muito desde então. Para saber mais sobre a doença, prepare o estômago e leia os parágrafos abaixo.
Como a doença se espalha?

A imagem mostra um típico copépodo, animal que serve de hospedeiro para o verme Dracunculus medinensis
Em 1550 a.C., ocorreu a primeira menção à doença em um texto egípcio, que a descreve juntamente com uma forma de tratamento. A doença também é chamada de “infecção pelo verme da Guiné”, devido à fama de infestação no país africano.
A doença é causada por larvas de Dracunculus medinensis, que escolhem os copépodes como “meio de transporte”. Eles são comuns em águas paradas, que são consumidas em áreas sem água potável, aumentando o risco de contaminação.
Quando são engolidos, os copépodes se rasgam no sistema digestivo e as larvas são liberadas. Do intestino, elas vão para os tecidos subcutâneos, onde chegam a crescer o suficiente para atingir um metro de comprimento e 2 milímetros de epessura em apenas um ano. Quando chegam a esse ponto, eles começam a sair dos corpos humanos, como pequenas “minhocas”, geralmente pela perna ou o pé. Já foram registrados casos em que eles saíram pelos tecidos em volta do olho ou pelos testículos.
Como as vítimas instintivamente colocam os pés na água para aliviar a dor causada pela saída das larvas, eles acabam inadvertidamente contaminando os rios e abrindo o caminho para novos casos da doença.
O ano em que a larva fica hospedada no ser humano não é particularmente doloroso. Por boa parte do tempo, nenhum sintoma fica aparente. Mas quando eles chegam, causam tantos problemas que a pessoa precisa ficar de repouso e longe da vida em família por um período de dois a três meses até que o verme saia – ou seja retirado. As crianças podem ser indiretamente afetadas pela doença, pois muitas precisam abandonar a escola para substituir os pais na obtenção de sustento para a família.
Quando o verme é retirado à força, o processo é bastante delicado. Uma pequena vareta captura uma das pontas do animal e o puxa para fora do corpo, centímetro a centímetro. Se for puxado de uma vez só, seu finíssimo corpo pode se partir, deixando “restos mortais” na pele, apodrecendo e danificando os tecidos à sua volta

.<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/b3VwxtYvoRo" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

sábado, 3 de janeiro de 2015

Como saber se uma pessoa próxima está usando crack


O usuário de crack apresenta mudanças evidentes de hábitos, comportamentos e aparência física. Um dos sintomas físicos mais comuns que ajudam a identificar o uso da droga é a redução drástica do apetite, que leva à perda de peso rápida e acentuada – em um mês de uso contínuo, o usuário pode emagrecer até 10 quilos. Fraqueza, desnutrição e aparência de cansaço físico também são sintomas relacionados à perda de apetite.




É comum ainda que o usuário tenha insônia enquanto está sob o efeito do crack, assim como sonolência nos períodos sem a droga. “Os períodos utilizando a droga prolongam-se e os usuários começam a ficar períodos maiores fora de casa, gastando, em média, três dias e noites inteiros destinados ao consumo do crack. Neste contexto, atividades como alimentação, higiene pessoal e sono são completamente abandonadas, comprometendo gravemente o estado físico do usuário”, afirma o psiquiatra Felix Kessler.
Sinais físicos como queimaduras e bolhas no rosto, lábios, dedos e mãos podem ser sinais do uso da droga, em função da alta temperatura que a queima da pedra requer. “Também se notam em alguns casos sintomas como flatulência, diarréia, vômitos, olhos vermelhos, pupilas dilatadas, além de contrações musculares involuntárias e problemas na gengiva e nos dentes”, aponta Fátima Sudbrack, coordenadora do Programa de Estudos e Atenção às Dependências Químicas (Prodequi) da Universidade de Brasília (UnB).
Comportamento Falta de atenção e concentração são sintomas comuns, que levam o usuário de crack a deixar de cumprir atividades rotineiras, como freqüentar trabalho e escola ou conviver com a família e amigos. “O dependente apresenta algumas atitudes características, como mentir e ter dificuldades de estabelecer e manter relações afetivas. Muitas vezes apresenta comportamentos atípicos e repetitivos, como abrir e fechar portas e janelas ou apagar e acender luzes”, afirma Laura Fracasso, psicóloga da Instituição Padre Haroldo.
O usuário de crack também pode experimentar alucinações, sensações de perseguição (paranóia) e episódios de ansiedade que podem culminar em ataques de pânico, por exemplo. Isolamento e conflitos familiares são comuns. O dependente pode, ainda, passar a furtar objetos de valor de sua própria casa ou trabalho para comprar e consumir a droga. “O humor pode ficar desequilibrado em função do uso ou falta da droga. O usuário alterna entre estados de apatia e agitação”, diz Fátima Sudbrack.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Jump para Emagrecer


Jun

Jump para Emagrecer - Veja os beneficios do Jump - Aula Aero Jump

jump emagrece
Você com certeza você já ouviu falar em Jump, principalmente se você freqüenta academias, mais você sabe quais os reais benéficos do Jump pode trazer para seu dia a dia, você sabia que este exercício pode ser facilmente utilizado para melhorar a sua saúde e a qualidade de sua vida. Com certeza você vai ficar facilmente feliz com os resultados.
Por ser um exercício que atua contra a gravidade, seus efeitos tornam-se mais intensos, fato que agrada quem busca uma atividade de alto rendimento, sem falar que pode ser utilizado facilmente por quem quer perder peso de forma saudável e gradual.
Não deixe de conferir no final do atigo uma Video Aula.

Aula de Jump – Assista ao vídeo Abaixo

 

Jump para Emagrecer

Fica a dica

Uma pesquisa feita por uma universidade americana em 2010 apontou que a amplitude de movimentos no trampolim supera a corrida ou caminhada, resultando em um consumo energético quase 70% maior.

Quantas Calorias Você Perde Em Cada Aula Jump

Cada aula de Jump com duração de 50 minutos pode queimar em média 800 calorias.


Jump Emagrece

Uma das maneiras mais importantes que o Jump pode ser utilizado é como um meio de conseguir a perda de peso. Comece a partir de hoje em incluir 3 aulas de Jump para emagrecer semanais em sua Dieta, os resultados serão surpreendentes.


O aumento da aptidão cardiovascular

Outra grande vantagem de fazer aulas de Jump é que durante o exercício aumenta-se e muito a aptidão cardiovascular. Seu sistema cardiovascular envolve o seu coração e as artérias e veias que levam sangue e oxigênio para e do coração e do resto do corpo fazendo com que seu coração funcione melhor, com isso você terá não só uma maior capacidade para executar suas tarefas diárias, mas você vai se tornar menos ofegante durante o exercício também.


Ganho de Massa muscular e definição dos músculos mais rapidamente

Finalmente, o Jump é uma ótima maneira para melhorar a definição muscular nas pernas e parte inferior do corpo. Após o primeiro dia em uma aula de Jump, você pode ter alguma dor em suas pernas, com o tempo os músculos vão ser mais forte, maiores e muito mais definidos.

emagrecer,dieta,abnoplastia,

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs