ache aqui

google.com, pub-0465069744057450, DIRECT, f08c47fec0942fa0
Mostrando postagens com marcador remedio natural. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador remedio natural. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Tratamento Natural Da Síndrome Do Intestino Irritável


----------------------------------------------- -----------------------------------------------------------------------------------------Ao notar sintomas da síndrome do intestino irritável é fundamental procurar orientação médica para iniciar o tratamento mais indicado.
Alguns tratamentos naturais também podem ajudar a melhorar os sintomas do problema.
  1. Evite Alérgenos Comuns e Alimentos Inflamatórios
Embora cada pessoa tenha reações diferentes a vários alimentos, certos alimentos tendem a desencadear sintomas da síndrome do intestino irritável mais do que outros.
Isto é especialmente verdadeiro em relação a alguns carboidratos, cujas pesquisas mostram que são comumente não absorvidos no intestino e se tornam fermentado, o que pode causar problemas gastrointestinais significativos (5).
As reações à fibra também são diversas, às vezes elas ajudam a aliviar a constipação, mas outras vezes causam gás e dores.
Alguns alimentos que você deve cortar da sua dieta para aliviar os sintomas da síndrome do intestino irritável incluem:
  •         Lácteos convencionais pasteurizados;
  •         Glúten (trigo, cevada, centeio);
  •         Açúcar e farinha refinada;
  •         Cafeína e álcool
  •         Alérgenos comuns, incluindo nozes e mariscos;
  •         Alimentos picantes;
  •         Certos grãos, legumes e frutas, como maçãs, frutas de caroço, alho e brócolis.
  1. Reduzir o estresse
Níveis mais elevados de estresse estão ligados a distúrbios na digestão, pois o estresse aumenta a inflamação no organismo.
Estudos descobriram que a ansiedade, depressão, transtornos de personalidade e histórico de abuso sexual na infância são todos fatores de risco para a síndrome do intestino irritável. Mas mesmo o estresse causado a partir de situações cotidianas, como o trabalho ou as obrigações familiares, pode afetar a digestão (6).
O que você pode fazer para diminuir o estresse? Exercício, meditação, acupuntura, passar mais tempo na natureza e manter hobbies.
  1. Atividade Física
Estudos descobriram que o exercício regular (incluindo aeróbico, levantamento de pesos, ou ioga) ajuda a controlar o estresse e pode melhorar a saúde digestiva.
Um estudo de 2011 publicado no American Journal of Gastroenterology descobriu que o aumento da atividade física melhora os sintomas gastrointestinais e a qualidade de vida (7).

Causas Da Síndrome Do Intestino Irritável

Estudos mostram que as causas exatas da síndrome do intestino irritável são complexas e diferentes para cada pessoa, uma vez que muitos fatores na vida de alguém podem afetar a digestão (8).
Os pesquisadores acreditam que a causa subjacente dos sintomas da síndrome é o funcionamento anormal dos nervos, enzimas e músculos dentro do trato digestivo. Estes ajudam a controlar a absorção de nutrientes depois de comer, níveis de líquidos, gás e liberação de evacuações (9).
Um fator importante que determina como funciona o sistema digestivo é realmente seus níveis de estresse e humor, uma vez que o intestino está intimamente ligado ao cérebro. Estresse e digestão também estão diretamente relacionados porque o intestino é capaz de produzir, ou não produzir, certos neurotransmissores, como a serotonina (10).
Embora não haja uma causa específica, fatores comuns que contribuem para a síndrome do intestino irritável incluem:
>> Alimentos alérgenos;
>> Estresse crônico;
>> Casos de síndrome do intestino irritável na família;
>> Mudanças na rotina de sono;
>> Desequilíbrios ou alterações hormonais.

Diagnóstico Da Síndrome Do Intestino Irritável

A síndrome do intestino irritável é diferente de outros problemas digestivos, porque não há problemas estruturais nos intestinos de pessoas com essa condição (por exemplo, não existem bloqueios do cólon), o que dificulta o seu diagnóstico.
Não existem testes que possam revelar definitivamente se alguém tem síndrome do intestino irritável ou não (11). O diagnóstico só pode ser feito através de um processo de eliminação e observação de sintomas.
Os médicos muitas vezes gostam de discutir com os pacientes como os sintomas do IBS são desencadeados e também como eles tendem a desaparecer.
A síndrome do intestino irritável afeta mais de 10% da população mundial, sendo mais comum entre mulheres jovens.
Nenhum teste pode realmente confirmar se alguém tem ou não a síndrome, por isso é tão importante ficar atento aos sintomas. Alguns dos mais comuns incluem alterações nos movimentos intestinais normais, incluindo constipação e diarreia; dores abdominais, náusea, azia ou refluxo ácido.
Os sintomas não digestivos da síndrome do intestino irritável podem incluir ansiedade ou depressão, problemas para dormir, fadiga, dores de cabeça, gosto desagradável na boca, dores musculares, problemas sexuais, palpitações cardíacas e necessidade frequente de urinar.
Você pode tratar naturalmente os sintomas evitando alérgenos, reduzindo o estresse e praticando atividades físicas. Também recomendo que você retire o açúcar da sua alimentação. (Preencha o formulário abaixo para saber mais sobre os malefícios do açúcar)
Os fatores comuns que contribuem para a síndrome incluem sensibilidades alimentares e alergias, estresse, mudanças nas rotinas do sono e desequilíbrios ou alterações hormonais.
Caso você apresente os principais sintomas da síndrome do intestino irritável, procure orientação médica.
Para quem prefere, o conteúdo deste artigo está disponível também em vídeo a seguir. Basta dar o play!

segunda-feira, 8 de maio de 2017

fungo matador de câncer

Resultado de imagem para fungo matador de câncer

Descoberto nas águas venenosas de um poço abandonado, dois fungos reunidos em um laboratório desenvolveram um composto suficientemente poderoso para destruir o cancer

 O Berkeley Pit, localizado no sudoeste de Montana, é uma mina de cobre abandonada de poço aberto que contém um lago cheio de água tóxica. A água é ácida e atada com arsênico mortal, bem como outros metais. A maioria das criaturas vivas não pode sobreviver nestas águas, mas os pesquisadores estão encontrando uma série de organismos que podem tratar uma variedade de condições.
A equipe descobriu um fungo matador de câncer - juntamente com organismos com propriedades anti-inflamatórias e anti-envelhecimento - vivendo em águas tóxicas. No laboratório, os pesquisadores combinaram duas espécies de fungo Penicillium e ficaram encantados ao descobrir que os compostos produzidos pelos insetos tinham a capacidade de destruir estirpes de MRSA resistente a antibióticos, bem como os patógenos que causam o antraz, a faringite estreptocócica e outros.

 Os pesquisadores ainda não sabem exatamente como os compostos vão matando os patógenos - embora eles saibam que é diferente de como qualquer outro antibiótico faz. Mesmo assim, essas descobertas ainda são preliminares, e não há garantia de que elas possam ser efetivamente transformadas em medicação. Ainda assim, a descoberta inspira esperança para o futuro da batalha superbactérias.

 Referências: ScienceAlert - mais atrasado , jornal dos produtos naturais ,futurism

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Feno-grego ajuda a emagrecer?


Feno-Grego

Tire todas as dúvidas a respeito do feno-grego. O que é, para que serve, indicações para o consumo, propriedades e se engorda ou emagrece.

O feno-grego é uma espécie de trigo da família Trigonella foenum-graecum, pode ser reconhecido por outros nomes como alfarva ou alforva. Há quem diga que é uma planta silvestre que veio da Índia e do Paquistão, onde desde a antiguidade já era usado para tratar certas doenças.
Atualmente pesquisas vêm mostrado que o feno-grego pode ser utilizado para o tratamento coadjuvante de alguns tipos de cânceres, para reduzir ou até mesmo ajudar a controlar os níveis de glicose, colesterol, alguns problemas digestivos, e várias outras propriedades terapêuticas vêm sendo estudadas desde então e em sites da internet encontramos as mais diversas aplicações e posologias para os mais abundantes problemas. Confira a seguir todas as informações importantes sobre o feno-grego.

Quais são as indicações do feno-grego?

O feno-grego pode ser utilizado para ajudar no tratamento da gastrite, para reduzir os níveis de colesterol total, ajudar a diminuir as inflamações, controle de anemia, melhora a aparência da celulite, ajuda a regularizar o intestino, melhora a cólica menstrual e os sintomas da menopausa, indicado para tratamento de cárie e faringite, e recentemente teve seu uso indicado para tratar queda de cabelo e caspa.

Preço e onde comprar o feno-grego?

Você vai encontrar facilmente o feno-grego em lojas físicas de produtos naturais e também na internet em algumas lojas de suplementos alimentares. Ele possui algumas formas de apresentação como em cápsulas, em pó e em sementes. Cada apresentação tem uma forma de uso diferente, por exemplo: as sementes podem ser fervidas e feito chá e a seguir aplicada na região para o tratamento indicado.
Cápsulas podem ser utilizadas para quem desejam uma maior concentração do produto, o pó pode ser usado em preparações ou misturadas a algum produto para potencializar a sua ação.
A embalagem contendo 60 cápsulas de 1000mg cada uma, tem sua média de preço em torno de R$135,00.

Quais as propriedades comprovadas do feno-grego?
1) Ajuda a controlar a diabetes:
A diabetes mellitus é uma desordem bioquímica do nosso corpo que impede que a glicose seja absorvida corretamente. O tratamento consiste em aplicações diárias de insulina ou até mesmo a ingestão de hipoglicemiantes orais, para evitar aqueles sintomas desagradáveis que só o diabético conhece bem. A diabetes pode ser controlada através de hábitos alimentares saudáveis que ajudam a manter os níveis de glicose sanguínea no nosso corpo.

Os testes iniciais foram feitos com ratos e até coelhos e os resultados se mostraram promissores. Em humanos foi observado a redução de glicose a partir do  consumo de sementes e da folha também. Além de melhorar a glicose o feno-grego também foi responsável pela diminuição do colesterol total, LDL e triglicérides. A parte responsável por essas melhoras no feno-grego são suas fibras. A dosagem ideal para controle de diabetes é de 50 mg/ kg de peso corporal a 100mg/kg diluído em água.
2) Atividade antioxidante:
Pesquisas iniciadas nos Estados Unidos mostram que o feno-grego é um excelente antioxidante desde que usados no mínimo 200 mg ao dia de seu extrato para minimizar os efeitos do envelhecimento precoce e ajudando assim a combater várias doenças ocasionadas por radicais livres. Dosagens usuais utilizadas são em torno de 0,4g/kg de peso corporal em cápsulas.

3) Ajudar no tratamento de câncer:
O feno-grego é rico em fitoestrogênios, saponinas, fibras e flavonoides que inibem a multiplicação de células tumorais como ocorre no câncer de cólon. Esse efeito é observado após a ingestão de 200mg ao dia após 120 dias.  Outros estudos relatam uma dosagem ideal de 100 mg/kg de peso corporal a 2g/kg de extrato alcóolico de feno-grego.

4) Diminui o colesterol:
A propriedade de redução do colesterol é estudada por pesquisadores do mundo inteiro. O consumo de feno-grego ajuda a reduzir níveis de colesterol, LDL, HDL devido à presença de saponinas e fibras.

Além de reduzir o colesterol total e o colesterol ruim (LDL) o feno-grego também é responsável por aumentar o colesterol bom (HDL), esses efeitos foram observados em pessoas que fizeram uso do extrato alcoólico feito através das sementes. 100 mg/kg de peso corporal de feno-grego diluído em água já ajuda a diminuir os níveis de colesterol, se optar pelo extrato alcoólico essa dosagem é maior, de 30 a 50g/ kg de peso corporal.
5) Tem ação anti-inflamatória:
O feno-grego durante muitos anos foi utilizado como medicina alternativa na índia, Irã e África como remédio anti-inflamatório. O efeito anti-inflamatório é devido a presença de seus alcaloides, saponinas e flavonoides. Para combater inflamações crônicas o recomendado é de 150 mg/kg de peso corporal e para estimular o sistema imune de 50 a 200 mg/kg de peso corporal é o ideal.

6) Atividade antimicrobiana:
Durante vários anos os cientistas trabalhavam em algum extrato para combater os mais diversos micro-organismos, o feno-grego foi o candidato preferido, combatendo bactérias, vírus e fungos.

7) Proteção do trato gastrointestinal:
Uma das propriedades do feno-grego é a capacidade de proteger o sistema digestivo através do óleo extraído de suas sementes. A incidência de úlcera gástrica diminui com o uso do extrato oleoso. Esse efeito pode ser atribuído as saponinas e ácido fítico presente no feno-grego, bem como a sua grande quantidade de mucilagem que tem efeito calmante nas inflamações gastrointestinais.

A forma caseira de se utilizar o feno-grego para esse objetivo é polvilhar uma colher de chá de sementes diretamente no alimento, ou em caso de azia ou refluxo, tome uma colher de chá de sementes e engula-os com água ou suco antes das principais refeições.
8) Para problemas de pele:
Pesquisadores indicam o feno-grego para tratar problemas de pele como abcessos, furúnculos, queimaduras, eczema e gota. Para inflamações de pele mais simples o uso é mais simples: tritura-se uma colher de semente de feno-grego e a adicionamos em água morna, com um pano limpo, aplicamos essa mistura na região afetada.


 O feno-grego tem alguma propriedade nutricional específica?
O feno-grego é uma das mais antigas ervas medicinais, ele contém alguns nutrientes importantes para o funcionamento do nosso corpo como ß – caroteno, fibras, ferro, cálcio e zinco em quantidades maiores do que muitos alimentos consumidos no nosso dia-a-dia. Suas sementes são a parte mais valiosa da planta.
Fibras: as sementes de feno-grego são fonte de fibras alimentares (50-65 g / 100 g), principalmente fibras de polissacarídeos. As fibras presentes são capazes de melhorar o o metabolismo da glicose. Além disso , mucilagem, taninos, pectina e hemicelulose são responsáveis por inibir a absorção de sais biliares no intestino, mais especificamente no cólon, facilitando o controle do colestrol.
Proteínas: O feno-grego é rico em proteínas ( 43,8 g/100 g ) como globulina, lecitina e albumina. Ele tem uma alta proporção de aminoácidos (20-30%), que podem estimular a atividade da insulina.
Lipídios:  As sementes contêm 5,5-7,5 % de lipídios no total composto principalmente de na forma de ácidos oléicos ( 14%) responsável por aliviar a dor e diminuir o apetite.
Vitaminas e minerais: as sementes de feno-grego são ricas em vitaminas como colina, vitamina A , B1 , B2 , C , ácido nicotínico e niacina. As sementes em germinação contêm biotina , cálcio, piridoxina e vitamina C. Suas folhas também contêm vitaminas, mas durante a fervura há uma pequena perda desses compostos.
Feno-grego e o aumento da testosterona
Um estudo publicado no conceituado International Journal of Exercise Science em 2009, constatou que não ouve mudanças e nem aumento dos níveis de testosterona em homens que consumiram o extrato de feno-grego.
Outro estudo publicado pela revista ” Phytotherapy Research” em 2010, fez testes em um grupo de ratos usando de 15 a 35 mg / kg de de feno-grego em suas rações. O estudo também concluiu que não ouve qualquer aumento significativo nos níveis de testosterona circulante.
Ainda não existem estudos plausíveis que comprovem cientificamente a eficacia do feno-grego no aumento de testosterona.


Quais os benefícios do feno-grego para as mulheres?
O feno-grego ajuda a manter os hormônios femininos balanceados, diminuindo os sintomas da menopausa e da TPM. Para esses sintomas o ideal é adicionar o feno-grego na dieta do dia-a-dia na quantidade de 3g durante as refeições.Outro efeito do feno-grego é a capacidade de aumentar a produção do leite materno após 24-72 horas do seu consumo, para esse efeito a dosagem recomendada é de 1 cápsula de semente de feno-grego (500mg) 3 vezes ao dia.
Feno-grego ajuda a emagrecer?
As sementes são fontes de polissacarídeos, muito utilizados também em suplementos alimentares, que garantem a saciedade, ajudando na hora de perder peso, além dos polissacarídeos o feno-grego também possui uma quantidade significativa de fibras solúveis.
Existem efeitos colaterais para o consumo de feno-grego?
O feno-grego é considerado seguro para lactantes desde que usado com moderação. Apesar de ser um produto natural, quando consumido de forma exagerada passa a efeitos colaterais como suor excessiva, desconforto intestinal e náuseas e quando aplicado em locais externos pode gerar uma relação alérgica ou até mesmo dermatite. Diabéticos ou hiperglicêmicos devem utilizá-lo com cautela, pois o feno-grego diminui o nível de glicose no sangue.
Asmáticos podem ter piora dos sintomas quando o feno-grego é inalado. Caso você faça uso de outro medicamente, mesmo que seja natural, é importante perguntar a seu médico sobre as interações para que a absorção de ambos não seja afetada. É importante consultar um médico antes de consumir qualquer medicamento, mesmo que este seja natural.
Referências bibliográficas:
Saudi Journal of Biological Sciences (2016) 23, 300–310
Iran Red Crescent Med J. 2015 November; 17(11): e26685.
Phytotherapy Research, 2010
International Journal of Exercise Science, 2009 Digitalcommons.wku.edu/ijes/

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Rambutan "A DELICIA DO PACÍFICO" apresentada pelo colecionador Farias

RAMBUTAN - (Nephelium lappaceum, da família das Sapindaceae,) É uma
planta tropical, indicada na literatura como originária das ilhas da
Malásia (ou arquipélago Malaio).
O rambutão, rambutã, rambutan ou rambotã é um fruto muito abundante no Sudeste Asiático, sobretudo na Tailândia.
É
conhecida como "A delícia do pacífico". Os frutos são drupas
suculentas, translúcidas e doces. Tem semelhança com a lichia e sabor
que lembra as uvas Italia e Rubi.
Árvore muito ornamental, produz frutos médios que soltam-se facilmente da casca com um leve toque de torção.
É
riquíssima em propriedades nutricionais e traz muitos benefícios a
saúde; possui grande quantidade de alcalóides que reduz o colesterol e
os triglicerídeos sanguíneos.
Tem recebido atenção de pesquisadores,
cientistas e de melhoradores de plantas na seleção de exemplares mais
produtivos. Tem uma variedade na cor amarela, mas a mais comercial e
mais cultivada é a variedade vermelha.
É uma planta muito rústica de fácil manejo e muito resistente a pragas.
A árvore é de porte pequeno, de copa média e semi aberta, e pode crescer de 3 a 5 metros de altura.
Gosta
muito de sol, de alta umidade no ar e no solo, e de solo com correção
de acidez e adubações orgânicas e minerais intercaladas.
ESCLARECIMENTO
SOBRE O RAMBUTAN - As mudas da planta RAMBUTAN são feitas de propagação
sexuada produzidas de sementes selecionadas tratadas com fungicidas e
outros processos para garantir a ausência total de doenças e pragas.
Elas têm de 4 a 5 anos de viveiro, e se forem bem cuidadas com mais 3 ou
4 anos já estarão iniciando a produção. Mas precisamos esclarecer que: O
Rambutan tem uma característica muito especial, as plantas machos não
produzem frutos. E antes de se tornarem adultas não tem como identificar
plantas MACHOS, FÊMEAS E HERMAFRODITAS. Depois das plantas adultas fica
bem mais fácil identificá-las. O que sabemos é que somente as plantas
fêmeas e as hermafroditas irão produzir frutos. Mas quando novas não tem
como identificá-las. Entendido? As experiências para a produção de
mudas enxertadas até o momento não deram resultado comercial
satisfatório. O Rambutan é uma árvore lenhosa e muito difícil de ser
enxertada. E, portanto, quem diz que vende mudas enxertadas pode estar
enganando os clientes. O que eles vendem são mudas comuns que após ser
podadas cresce uma brotação lateral; ou mudas de alporquia feitas de
plantas condenadas comercialmente (plantas de baixa produção); ninguém
em sã consciência fará alporquia (cortará galhos) de plantas produtivas
para vender mudas. Outra observação importante:
O Rambutan fêmea ou hermafrodita não necessita de cruzamento para produzir frutos.



terça-feira, 18 de abril de 2017

Guia fácil para montar seu cardápio low carb e emagrecer sem passar fome


Guia fácil para montar seu cardápio low carb e emagrecer sem passar fome

 

Com bastante frequência recebo algum contato de pessoas pedindo um cardápio low carb com café da manhã, almoço e jantar para seguir.
Eu entendo: estamos acostumados com aqueles cardápios padronizados de revista ou com cardápios entregues já impressos em consultas com nutricionistas.
Antes de começar, um conceito que parece óbvio, mas precisa ser esclarecido.
O que é dieta?
Consultando o dicionário, encontrei dois significados para a palavra:
  • Significado 1: regime alimentar prescrito pelo médico a um doente ou a um convalescente.
  • Significado 2: cota habitual de alimentos sólidos e líquidos que uma pessoa ingere.
Para a grande maioria de nós que não está convalescendo de nenhuma doença, vale o significado número 2.
A dieta de uma girafa, por exemplo, é feita de folhas. A dieta de um leão, de carne.
cardapio_low_carb_3
Então dieta não é uma maneira de comer durante duas semanas, ou 1 mês, ou 7 dias. Dieta é o que se come, no dia a dia, para a vida toda.
Uma dieta não está em um papel impresso, está nos hábitos alimentares de uma pessoa.
Parece óbvio? Sim. Mas eu não pensava assim há 4 anos atrás, antes de perder 30 quilos em um ano com o estilo de Vida Low Carb.
Antes eu pensava que uma dieta era um cardápio para seguir e perder peso, para depois voltar a comer “normalmente”.
Hoje eu sei que, mesmo que eu pese 60 quilos para o resto da vida, estarei sempre em dieta. Porque a minha dieta é o que eu como, simples assim.
Agora vamos somar o conceito de dieta com o conceito de low carb:
O que é uma dieta low carb?
É um estilo de se alimentar, onde se restringe (mas não anula) o consumo de carboidratos para chegar ao peso desejado e mantê-lo sem passar fome como na abordagem de restrição de calorias.
Existem vários tipos de dietas que são low carb: dieta paleo, dieta cetogênica, dieta lchf, dieta atkins, whole 30 etc… Todas funcionam pelo mesmo motivo: menos carboidratos na alimentação.
E o que são carboidratos?
Carboidratos são açúcares. Antes de conhecer low carb, eu achava que carboidratos eram o pão, os doces, o macarrão, a batata e o arroz.
Mas frutas, verduras e até os ovos contém alguma quantidade de carboidrato. Alface tem carboidrato. Pouquíssimo, mas tem.
É importante deixar claro também que a dieta low carb NÃO é uma dieta zero carboidrato.
Em low carb há espaço para frutas e vegetais, que são ricos em carboidratos saudáveis. A quantidade de carboidratos para cada pessoa vai depender dos seus objetivos.

O cardápio low carb

Embora não haja um cardápio definitivo para baixar e seguir, é importante que você monte o seu cardápio antes de começar.
Como você está começando, é importante se planejar com antecedência para diminuir a possibilidade de fazer escolhas erradas.
Além disso, fazer o seu próprio cardápio vai ajudar você a entender melhor a dieta.

Eu, até hoje em dia, anoto ideias do que preparar nos próximos dias antes de fazer as compras. Me faz economizar, me faz perder menos tempo no supermercado, diminui as chances de eu comer mal porque não tinha planejado nada saudável.
A ideia desse artigo é dar dicas para que você monte um cardápio para começar ou para retomar sua vida low carb. Vamos lá?
cardapio_low_carb_2

1. Priorize alimentos naturais, sem processamento, com poucos carboidratos

Isso quer dizer comer APENAS comida in natura? Não.
Dá para emagrecer com low carb bebendo refrigerante zero, adoçando o café com adoçante, dá para fazer comendo presunto comprado no supermercado, dá para fazer matando a vontade de doces com gelatina sem açúcar.
Mas os alimentos processados não devem ser A BASE da sua alimentação.
A base da sua alimentação serão os vegetais, as carnes, as gorduras naturais como a manteiga e o azeite, os ovos, os queijos, as frutas low carb e as castanhas e nozes. Tem acesso e orçamento para comprar alimentos orgânicos? Ótimo. Se não tem, funciona do mesmo jeito.
Ao pesquisar sobre low carb, você encontrará várias versões de uma lista de alimentos permitidos. Mas não são listas escritas em pedra. São sugestões de alimentos com pouco carboidrato.
Antes de perguntar “Pode tal coisa?”, pesquise a quantidade de carboidratos, usando uma ferramenta como o FatSecret, ou lendo o rótulo. Se couber na sua cota (quantidade de carboidratos que você deve comer para chegar ao peso desejado), pode. Se não, não pode.
Nesse post está a minha sugestão de alimentos para incluir na sua alimentação low carb

2. Personalize

Antes de decidir quais alimentos vão estar no seu cardápio low carb, você precisa responder algumas perguntas:
  • Você tem alguma restrição alimentar? Algumas pessoas não toleram lactose, outras tem alergia a nozes e castanhas. O cardápio deve considerar essas restrições.
cardapio_low_carb_4

3. Entenda quais alimentos devem ser evitados

Tão importante quanto saber quais alimentos são recomendados, é saber quais devem ser evitados e também os que devem sumir de vez da sua vida.
NÃO COMER:
Açúcar refinado ou outros tipos como demerara, mascavo, de coco, orgânico, mel, melado etc.
Óleos refinados (soja, canola, milho etc). Eles são zero carbo sim, mas passam por mil processos químicos durante o seu processamento. Em uma dieta baseada em comida de verdade você deve preparar seus alimentos com gorduras naturais com baixo grau de processamento, como a manteiga, a banha e o azeite de oliva, por exemplo. Eu uso azeite e manteiga para tudo.
Grãos, especialmente o trigo. Pães, massas, bolos, biscoitos, rosquinhas, cuecas-viradas, muffins, cookies, cupcakes, baguetes, pizzas, bagels, brioches. Bem, você entendeu.
EVITAR:
Bebidas zero ou light. Também são zero carbo e dá para emagrecer consumindo refrigerante zero, mas dentro da ideia de priorizar comida de verdade (e ainda gerar menos lixo no planeta), evite sempre que puder.
Comidas processadas. Tem alimentos processados low carb, alguns deles são boas opções para quem tem pouco tempo para cozinhar, como pessoas que trabalham o dia todo e ainda estudam à noite.
Um polenguinho é um bom exemplo: processadíssimo, mas low carb. Se carregar polenguinhos no início vai fazer você não sucumbir a uma coxinha na rua, leve polenguinhos! Mas quando puder, evite.
Vegetais ricos em amido. Quem tem muito peso a perder deve evitar alimentos que são comida de verdade mas também são ricos em amido, como a batata, batata doce, inhame e mandioca (inclusive tapioca!). Uma dica: evite tudo que cresce debaixo da terra.
Quando chegar no seu peso alvo ou próximo dele, comece a inserir novamente esses alimentos.
Nesse artigo falo sobre os carboidratos do bem
tasty grilled meat and vegetables on skewers, isolated on white

4. Pesquise receitas

Se você está começando, provavelmente está acostumado a fazer receitas com algum carboidrato, como uma pizza, um macarrão, um risoto, lasanha.
Ou está acostumado a servir antes de tudo o arroz e o feijão no restaurante de comida por quilo.
Como low carb é diferente de tudo o que escutamos a vida toda sobre emagrecimento, é preciso abrir a cabeça para novas formas de preparar os alimentos. Pesquise receitas e salve as que mais gostar.
Recomendo fazer um arquivo no computador ou celular onde você vai salvando tudo o que interessar.
Conhece o Evernote? É um aplicativo que você pode usar no smartphone, tablet ou computador. Anotou em um dispositivo, ele sincroniza com os outros. Tem em português e é grátis. Evernote mudou a minha vida em termos de organização pessoal.
Nesse link você acessa as minhas receitas, todas adaptadas, testadas e fotografadas por mim.
Nesse vídeo eu ensino a usar o Evernote para planejar a sua dieta (e a sua vida!)

5. Quanto mais simples, melhor

Você vai encontrar receitas com farinhas mirabolantes e macarrões orientais zero carbo, mas pratique desde o início o desapego com receitas que lembram pão, macarrão, pizza.
Claro que dá para fazer algo de vez em quando, como essa deliciosa torta salgada com farinha de amêndoas, mas não faça dessas receitas a base do seu dia a dia.
Para garantir que você comece já perdendo peso e sem traumas devido a receitas que não deram certo e ingredientes caros estragando na sua despensa, aposte nos alimentos mais simples na montagem do seu cardápio: carnes, saladas, ovos, queijos e castanhas.
Exemplos de refeições simples:
  • Sobrecoxas de frango assadas com salada de alface, tomate e pepino
  • Bife acebolado com salada verde
  • Carne de panela com chuchu refogado
  • Hamburguer de carne moída com queijo
Daí com o passar do tempo você vai arriscando coisas mais incrementadas, como esse salgado de couve flor ou esse fantástico fricassê de frango low carb.

6. Escute suas lombrigas

Aproveite a sorte de ter encontrado uma dieta onde é possível comer coisas gostosas sem passar fome para comer o que mais gosta.
Stuffed peppers
Sempre amou bacon mas morria de medo de comer? A hora é agora. Adora frango grelhado? Coma frango grelhado. Para quem tem medo de comer gordura, escrevi esse guia definitivo sobre o papel da gordura em uma alimentação low carb.
Agora, se suas lombrigas não gostam de comer vegetais, é possível e necessário adestrá-las.
Use todas as estratégias possíveis para garantir que a sua cota de carboidratos diária seja composta por carbos saudáveis: refogue vegetais com muita manteiga, adicione queijo, bacon e muito azeite nas suas saladas.
Você agora pertence a um mundo maravilhoso onde as saladas não precisam ficar restritas a alface com uma gota de azeite

7. O café da manhã

O café da manhã costuma ser a refeição mais difícil de adaptar para quem está começando. Para facilitar, escrevi esse post com as minhas dicas favoritas para um café da manhã low carb.

8. Lanches

Já falei sobre como em low carb não é preciso comer de 3 em 3 horas. O natural é que comendo comida de verdade e mantendo o açúcar no sangue sob controle a sua fome entre as refeições principais diminua, mas se isso não acontecer, coma!
Nesse post dou sugestões bem práticas de lanches low carb
nuts

9. Cuidado com as compulsões

Me coloque sentada ao lado de uma bacia de castanhas ou uma tábua de queijos e frios e você verá despertar das profundezas um terrível monstro come-come.
Se você tem tendência a comer compulsivamente como eu, separe a porção antes de comer, coloque suas nozes dentro do mesmo pote. Assim fica mais fácil controlar e garantir que não vai prejudicar sua dieta.

10. O que beber

Água, água com gás e fatias de limão, água saborizada com hortelã, chá de ervas frio ou quente, café batido com nata ou creme de leite, chá mate ou chimarrão são boas opções para acompanhar seu cardápio low carb.
Refrigerantes zero, light, chás ou águas saborizadas industrializadas devem ser evitadas por serem industrializadas, gerarem lixo à beça e elevarem seu consumo de adoçante, mas são zero carbo.
Sucos de fruta não são uma boa ideia. Nesse post eu explico o porquê.
Leite não é low carb, nem se for sem lactose. Nesse post eu falo sobre ele e respondo as dúvidas mais frequentes sobre queijos e laticínios.
Acha que nunca mais vai poder beber álcool só porque está querendo perder peso? Com low carb o seu merecido drink do final de semana está a salvo. Aqui estão as minhas dicas sobre as bebidas alcoólicas que mais combinam com low carb.
Nesse artigo falo mais a fundo sobre as opções de bebidas low carb.

11. Sobremesas e adoçantes

Quando o açúcar no sangue fica sob controle, é normal que a vontade de doces diminua.
Mas se você, como eu, continua apreciando o sabor doce, é importante contemplar no seu cardápio opções para matar a vontade de doce. Minhas favoritas:
  • Morangos com nata ou creme de leite com adoçante a gosto
  • Ganache de chocolate com mais de 70% cacau e uma lata de creme de leite
  • Abacate batido com ou sem creme de leite e adoçante a gosto
  • Gelatina sem açúcar (recomendo a marca Lowçucar que não leva maltodextrina, que pode atrapalhar o emagrecimento de algumas pessoas)
Nesse artigo falo sobre como escolher o melhor adoçante
Nesse artigo falo com sobre como lidar com a vontade de doces na alimentação low carb e dou dicas de preparações doces
Chocolate bars stack and mint leaf

12. Esqueça as calorias!

Em low carb, as calorias dos alimentos são irrelevantes.
Também não é necessário contabilizar a proteína e a gordura: preocupe-se apenas com a quantidade de carboidratos dos alimentos que vão compor seu cardápio.
Parece chocante no início, mas você se acostuma com o tempo. É libertador.

13. Para quem come fora

O mundo perfeito seria que todo mundo pudesse comer comida saudável preparada em casa, mas a realidade não é bem essa. Trabalhando ou estudando fora, muita gente precisa comer na rua.
Restaurantes por quilo são ótimos! Normalmente tem boas opções de carne e muita variedade de salada.
Cuidado com as pegadinhas: os molhos das carnes podem ser engrossados com farinha ou amido e alguns vegetais são lambuzados com óleo de soja para brilharem bem lindos no buffet.
Ao comer em um restaurante, porém, você inevitavelmente comerá algum óleo vegetal porque TODOS os restaurantes usam, mas nesse caso o ótimo é inimigo do bom. Escorra os molhos das carnes e prefira vegetais mais simples, como alface, tomate e pepino.
Quando for a um restaurante a la carte, já negocie com o garçom quando fizer o pedido para substituir os acompanhamentos como arroz e fritas por salada ou legumes.
Food photography of baked pork with fresh vegetables. Home made food photo for social networks. Top view mobile phone photo of baked meat.
Fica bem mais difícil resistir quando aquele carbo todo está ali, acenando e soltando odores debaixo do seu nariz.
Quando estiver na rua e não for horário de almoço, uma alternativa boa é comprar fatias de queijo e presunto e fazer rolinhos.
Embora presunto tenha um pouco de bruxarias, melhor do que cair de boca em um pacote de biscoito.

14. Ligue o turbo no seu projeto de emagrecimento

Gostou das dicas por escrito mas gostaria de ter um exemplo de como é um cardápio para 2 semanas?
No Programa Low Carb na Prática, além de um curso em vídeos para você entender tudo o que precisa para emagrecer com low carb você ainda ganha esse e outros bônus incríveis!
Clique e saiba mais sobre o Programa Low Carb na Prática
Tudo certo para a montagem de um cardápio low carb para começar já o seu projeto de emagrecimento?

CATARRO NO TÓRAX E GARGANTA – RESULTADO IMEDIATO!

COMO SE LIVRAR NATURALMENTE DO CATARRO NO TÓRAX E GARGANTA – RESULTADO IMEDIATO!


O muco, mais conhecido como catarro, é uma substância viscosa secretada pela membrana mucosa do aparelho respiratório.
Diferentemente do que muita gente pensa, ele é útil, pois sua função é proteger  contra bactérias e outros patógenos presentes no ar.
O problema está no excesso de muco, que tem relação com o o consumo de açúcar e de leite e derivados.
Quando isso ocorre, ele se acumula na garganta e no peito e, como tentativa de expulsá-lo, o corpo acaba estimulando a tosse.
Note que, quando aparecem quantidades excessivas de muco, é sinal de que estamos com gripe, sinusite, infecção viral ou bacteriana, alergia, garganta dolorida ou até mesmo febre.
Junto a ele, vem o corrimento nasal, a tosse e a dificuldade de respirar.
Se os sintomas não forem tratados rapidamente, o catarro pode causar entupimento dos brônquios e infecções respiratórias.
Para resolvemos o problema, podemos contar com tratamentos naturais.
Estes são ótimos:
1. Mel e limão
O mel tem propriedades antibacterianas, antivirais e antifúngicas que acalmam o trato respiratório irritado e levam a um alívio imediato.
O limão, por outro lado, é rico em vitamina C, que estimula o sistema imunológico e combate o congestionamento nasal.
INGREDIENTES
2 colheres (sopa) de suco de limão
1 colher (sopa) de mel
MODO DE PREPARO
Coloque o mel e o suco de limão num copo e mexa bem.
Beba a mistura logo em seguida para aproveitar os benefícios.
Consuma três vezes ao dia.
2. Gengibre
O gengibre pode atuar como um descongestionante e anti-histamínico (antialérgico) natural, além de possuir propriedades antivirais, antibacterianas e expectorantes.
Por isso é um ótimo remédio para combater congestão no peito e na garganta.
Você deve mastiga três ou quatro fatias de gengibre cru diariamente, ou beber chá de gengibre algumas vezes ao dia.
Outra opção é preparar um chá:

pulmao_-_ed

INGREDIENTES
6 ou 7 pedacinhos de gengibre
1 colher (chá) de mel
1 colher (chá) de pimenta-do-reino
2 xícaras de água
MODO DE PREPARO
Aqueça a água numa panela e quando ela começar a ferver, adicione o gengibre e a pimenta.
Depois cubra a panela e deixe ferver por mais um minuto em fogo algo.
Em seguida, abaixe o fogo e cozinhe por mais cinco minutos.
Coe e adicione uma colher (chá) de mel.
<
Você deve beber este chá duas ou três vezes ao dia para combater gripe, tosse e outros problemas respiratórios.
3.    Vinagre de maçã
O vinagre de maçã equilibra o pH no corpo e isso previne a produção excessiva de muco.
Adicione uma colher (sopa) de vinagre de maçã orgânico para cada  copo de água e misture bem.
Beba  a mistura duas ou très vezes por dia para eliminar o catarro.
Outra opção é gargarejar a solução para combater a dor na garganta.
Mas tem que ser um vinagre puro e orgânico, de boa qualidade.
4. Açafrão-da-terra/cúrcuma
O açafrão-da-terra (também conhecido como cúrcuma) tem poderosas propriedades medicinais e, além de tudo, destrói vírus e bactérias.
Veja a receita:
INGREDIENTES
1 colher (chá) de açafrão
Meia colher (chá) de sal (tem potentes propriedades antibacterianas)
1 copo de água morna (acalma uma garganta irritada)
MODO DE PREPARO
Adicione uma colher (sopa) de açafrão a um copo de água morna, adicione o sal, mexa e gargareje a solução.
Faça isso  três a quatro vezes ao dia para eliminar o muco  e reduzir a fleuma em sua garganta.
Gargarejar  água salgada é extremamente útil, pois acalma a garganta irritada e combate as bactérias.
Mas hipertensos, devido ao sal, não devem fazer este tratamento.
5. Inalação de ervas
Respirar o vapor de certas ervas medicinais permite acaba com a congestão causada pelo excesso de muco.
Você sentirá alívio quase de imediato.
Veja como fazer:
INGREDIENTES
4 xícaras de água fervente
1 colher (sopa) de tomilho seco
1 colher (sopa) de alecrim seco
MODO DE PREPARO
Adicione o tomilho e o alecrim à água, e incline-se sobre a tigela para inalar o vapor.
Coloque uma toalha sobre a cabeça, para que o vapor vá direto para o rosto e não escape.
Repita o procedimento três a quatro vezes ao dia.
Você também pode desfrutar de um banho de chuveiro duas vezes por dia.
Além dessas receitas, você pode seguir algumas instruções, como:
Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

fonte:http://www.curapelanatureza.com.br/post/04/2017/como-se-livrar-naturalmente-do-catarro-no-torax-e-garganta-resultado-imediato

A receita que mais queima gordura está bem ao seu alcance! Você pode perder 18 quilos em 1 mês.

PERCA AQUELES QUILINHOS INDESEJADOS BEBENDO ISSO TODAS AS MANHÃS.


Perder peso rápido tem sido o sonho de consumo de muita gente, Mas nem sempre isso é possível perder aqueles quilinhos indesejados.

E muitos buscam de maneira errada a tão sonhada dieta para emagrecer.

Chegando ao ponto, buscar em medicamentos que são proibidos. Colocando em risco a própria saúde.

O que muitos não sabem, é que a natureza é um aliado perfeito para perda de peso.

Isso é fato desde da  antiguidade sabemos que no tempo dos nossos avós, se usava muito remédios naturais.

Depois de muito tempo pesquisadores encontraram nesses remédios a forma para o emagrecimento saudável.

Na natureza encontramos, todos os ingredientes que precisamos para curar doenças de maneira completamente natural.

E sem efeitos colaterais, razão pela qual muitas pessoas estão começando a abandonar a medicina convencional, e consumindo  mais  remédios naturais.

<
A bebida que vamos ensinar você fazer, é  um dos remédios mais poderosos para eliminar toxinas, fortalecer seu sistema imunológico e mais importante, ajudá-lo a perder peso.

Isso tudo  é maravilhoso não é mesmo? E sem contar que é muito fácil de preparar.



Ingredientes


    • 1 limão

    • 1 colher de sopa de sementes de chia

    • 1 ½ copos de água

    • 1 colher de sopa de mel


Preparação


 
    1. Antes de preparar o remédio, mergulhar as sementes de chia em água por uma hora.
    1. Em seguida, junte todos os ingredientes, e bata no liquidificador.
    1. Coloque em vasilha, mantenha sempre tampada dentro da geladeira.
    1. Beba o smoothie todas as manhãs com o estômago vazio.
Essa bebida ajuda você a perder  até 18 quilos em um mês.
Procure  ter uma alimentação saudável.

O REMÉDIO FUNCIONA DEVIDO ÀS PROPRIEDADES SAUDÁVEIS ??DOS INGREDIENTES.

Limão possui inúmeras vitaminas e minerais que garantem a limpeza do corpo, eliminando toxinas, reforçando o sistema imunológico e não contêm quase calorias.
O citrino também é rico em fibras que irá limpar o seu sistema digestivo e melhorar o metabolismo.
Por outro lado, sementes de chia são ricas em antioxidantes naturais que são cheios de fibra, proteínas, cálcio e ácidos graxos ômega-3 e isso nos mantem saciado por mais tempo.
E também regula os níveis de açúcar no sangue.
Beba o smoothie todas as manhãs e mantenha uma dieta saudável.
Você vai se surpreender com os resultados em breve!
Gostou desta dica? Não esqueça de compartilhar com seus amigos e parentes.
Deixe seu voto abaixo e o comentário assim podemos melhorar nossas postagens.



Transtorno de Ansiedade Social (ou Fobia Social)


Transtorno de Ansiedade Social (ou Fobia Social)

O contato ou, simplesmente, a expectativa de contatoAnonymous Mind com essas situações desencadeia sintomas físicos visíveis, como rubor facial (vermelhidão no rosto), suor intenso (principalmente na parte superior do corpo), tremores, tensão muscular, fala tremida, taquicardia e boca seca. O paciente acredita que todos à sua volta percebem o seu nervosismo e com isso ele fica ainda mais tenso.
Tal qual a tristeza é uma reação normal dos seres humanos e a depressão sua correspondente adoecida, a timidez também é uma reação humana normal – às vezes até útil – e a fobia social, ou transtorno de ansiedade social (TAS), sua equivalente patológica.
A fobia social é muito mais do que simples timidez. Ela ocorre quando a ansiedade é excessiva e persistente ou constante. Há um medo enorme de se sentir o centro das atenções, de ser permanentemente observado ou julgado negativamente.
A ansiedade excessiva na presença de outras pessoas é o principal sintoma do transtorno de ansiedade social. Essa ansiedade está diretamente relacionada com o medo de ser avaliado negativamente pelos outros e pode se apresentar de forma circunscrita ou generalizada. Na circunscrita, a ansiedade excessiva encontra-se restrita a uma ou poucas situações, como comer, escrever ou falar em público. Já no tipo generalizado, a ansiedade exacerbada ocorre em grande número de situações sociais, tais como falar com estranhos, ir a banheiros públicos, falar om pessoas hierarquicamente superiores ou em quaisquer situações em que a pessoa possa ser observada, avaliada ou julgada.
Os sintomas de ansiedade em pacientes com fobia social, eventualmente, podem se manifestar como um verdadeiro ataque de pânico. A pessoa é dominada por uma intensa sensação de medo de que algo terrível possa ocorrer com ela, inclusive morrer, além de apresentar todos os sintomas físicos relativos a uma crise de pânico. Nestes casos, o fóbico social tenta fugir da situação o mais rápido possível, o que acaba por lhe causar sentimentos profundos de humilhação e vergonha.
O TAS costuma causar grandes prejuízos na vida profissional, acadêmia, social e afetiva das pessoas. Algumas até conseguem ir a uma festa ou mesmo fazer novos amigos, mas apresentam ansiedade extrema ao falar, escrever ou comer na frente de alguém. Outras chegam a evitar praticamente qualquer situação social tamanho o sofrimento. O importante a destacar não é em qual situação o indivíduo fica ansioso demais, mas, sim, a forma, a intensidade e a quantidade com que o medo afeta sua vida.
Na medicina do comportamento humano, infelizmente, um transtorno costuma vir acompanhado de outros transtornos, denominados comorbidades. No caso da fobia social, a depressão e o abuso de álcool ou outras drogas são parceiros bastante constantes e representam doses a mais de sofrimento para os portadores.
No caso da depressão, o paciente com TAS passa a apresentar um sentimento de tristeza persistente, perda do interesse e do prazer, redução geral da energia física e mental, dificuldades do sono, da atenção, da concentração, do raciocínio e do apetite. A presença da depressão em um paciente com TAS torna o caso mais sério e mais urgente de ser tratado de forma eficaz.
A fobia social é totalmente passível de ser superada. É importante que o paciente, aos poucos, tente fazer novos amigos, participe de festas e reuniões, convide alguém especial para um encontro romântico, exponha suas opiniões diante dos colegas de trabalho, entre outras situações nas quais a capacidade de socialização faz toda a diferença.
Fonte: livro Mentes Ansiosas, de Ana Beatriz Barbosa Silva.
Leia ainda:
Neurocientista Sergio Machado fala sobre a fobia social

reabilitação,quimica,engravida,criança,emagrecer,obsidade

---------------------------------- ----------------------------------------------- -----------------------------------------------------------------------------------------

emagrecer,dieta,abnoplastia,

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs