. a cura: MUTAMBA PLANTA TROPICAL NO BRASIL,CURA CONTRA O VIRUS HIV-AIDS MAIS DE 100 CASOS DE PACIENTES COM SUCESSO INOCULADAS

ache aqui

reabilitação,quimica,engravida,criança,emagrecer,obsidade

---------------------------------- ----------------------------------------------- -----------------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

MUTAMBA PLANTA TROPICAL NO BRASIL,CURA CONTRA O VIRUS HIV-AIDS MAIS DE 100 CASOS DE PACIENTES COM SUCESSO INOCULADAS


UMA CURA E ENCONTRADA CONTRA O VIRUS HIV-AIDS COM UMA PLANTA TROPICAL NO BRASIL CHAMADA MUTAMBA

CIENTÍFICO ENCONTRA A CURA CONTRA O VIRUS HIV-AIDS COM UMA PLANTA TROPICAL NO BRASIL, COM MAIS DE 100 CASOS DE PACIENTES COM SUCESSO INOCULADAS
Por fim, a cura deve ser disseminada para a população infectada globalmente.
Documento Importância: Muito Alto.
Grau de sensibilidade: Muito sensível.
Tipo de documento: Scientific.
Por: CENIC SAÚDE Div.
(fonte Científico: Dr. Paulo Antônio Rodrigues Gouveia)
Araguaina-BRASIL.-AGPROG (05-09-2014).- Um equipe de investigação na cidade Institute Brasil Presidente Antonio Carlos Tocantinense (ITPAC) Araguaína, na cidade brasileira do norte do estado de Tocantins, descobre com sucesso a cura HIV / AIDS, com base em pesquisas de trabalho duro ao longo de 10 anos, no âmbito do Projeto Cientista e Dr. Antonio Rodrigues Paulo Gouveia, investigando as propriedades da planta tropical chamado Mutamba (Guazuma ulmifolia) para o atualmente mais de 100 casos documentados de pacientes inoculados com sucesso em laboratório, em todos os testes, e desde dezembro 2013 agora permanece apenas a distribuição e aplicação em todo o mundo para todos os pacientes infectados e respectivo financiamento um órgão mundial ou governo, que pode ser contactado com o líder do Projeto Mutamba, como eu lhe chamo. Farmacêutica Grande, OMS e da OPAS não ter contactado porque o cura é descoberta finalmente, mata o vírus, no prazo de oito meses após a aplicação da droga, e não é contínua no tempo, ao contrário de dividendos e receitas que podem ser obtidos através de (corrente convencional anti-retroviral) da ARV, que oferecem as empresas de lucro mais elevadas, até a morte do paciente, sem inoculante. A equipe do Dr. Antonio Rodrigues Paulo Gouveia pesquisa supostamente está disposta a fornecer o apoio e colaboração das nações ou governos diretamente ou agências e instituições científicas luta que exigem, se necessário, para inocular infectados.
MUTAMBA TITMAIN port
Cientista do Projeto Dr. Antonio Rodrigues Paulo Gouveia
Dr. Antonio Rodrigues Paulo Gouveia, Advanced Project Manager, exige várias nações progressistas do mundo e aqueles que desejam participar e instituições livres em várias nações, para que eles possam entrar em contato com você e fazer a produção em massa do composto, com sua equipe, para implementar a planta piloto de produção, o processo de fabricação é simples, natural e segura, diz eli.
Em todo o mundo existem mais de 40 milhões de pessoas infectadas, só em 2014, dados recentes mostram que só no Brasil, existem pelo menos 750.000 infectados e vai progressivamente aumentando, mesmo em grupos sem risco. Dr. Antonio Rodrigues Paulo Gouveia informou, não é um trabalho para apenas uma pessoa, mas uma equipa organizada e científica, que trabalham com regras e diretrizes, e agora está pronto para trabalhar para o doente e para o planeta e insiste que é o trabalho de todos para derrotar o vírus. A cura está agora disponível para distribuição imediata aos afetados globalmente, de agosto de 2014, através de uma agência responsável diz o cientista, não esperando indica doente e pode entrar em contato e publicado pela mídia. Governos e nações Informa pode entrar em contato através de seus ministérios e instituições para implementar Saúde Legal protocolo inoculação imediata e incluir em seus programas padrão do HIV.
O QUE É AIDS?
A SIDA é uma doença caracterizada por uma disfunção grave e progressiva do sistema imunitário infectados com o vírus da imunodeficiência humana individual (HIV). Sua evolução pode ser dividida em três fases: infecção aguda, semanas após a infecção inicial pode ocorrer com manifestações como febre, calafrios, sudorese, mialgia, dor de cabeça, dor de garganta, sintomas gastrintestinais, linfadenopatia generalizada, e erupção cutânea . A maioria das pessoas desenvolvem sintomas de auto-limitação desaparecem após algumas semanas. No entanto, a maior parte não são diagnosticados por causa da semelhança de outras doenças virais. Em seguida, o paciente entra em uma fase de infecção assintomática, duração variável de alguns anos. Doença sintomática da SIDA, que é a sua manifestação mais grave ocorre na medida em que o paciente irá apresentar perturbações significativas de imunidade com a ocorrência de febre prolongada, diarreia crónica, perda de peso significativa (mais do que 10% em peso acima do indivíduo), suores nocturnos, fadiga e linfadenopatia. Infecções oportunistas começam a surgir ou reaparecer, como tuberculose, pneumonia por Pneumocystis carinii, toxoplasmose cerebral, oroesofágica candidíase, meningite criptocócica e retinite por citomegalovírus, entre outros. Rara em indivíduos imunocompetentes, sarcoma e linfoma e certos tipos de tumores podem surgir a partir de sarcoma, caracterizado condição SIDA. A ocorrência de graves ou atípicas de doenças tropicais, como paracoccidioidomicose, leishmaniose e doença de Chagas formas têm sido observadas no Brasil.
aids2
O virus da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS)
A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) ou “síndrome da imunodeficiência adquirida” (AIDS) começou a se espalhar entre a população a partir de 1980, fez com que milhões de pessoas infectadas, e milhões de mortes e do número de portadores do vírus está a aumentar de forma alarmante a cada ano, aumentando o seu número, incluindo os que estão fora dos grupos de risco ou de risco e isso é alarmante.
DIAGNÓSTICO AIDS
O laboratório para HIV-A, encontrando técnicas para quantificar anticorpos, antígenos, material genético por meio de técnicas de biologia molecular (carga viral) ou isolamento do vírus direta. Na prática, os testes que buscam anticorpos (sorologia) são os mais utilizados. O aparecimento de anticorpos detectáveis ​​por sorologia é um período médio de 6 a 12 semanas após a infecção inicial. Chamado de “período de janela” que o intervalo entre a infecção ea detecção de anticorpos por técnicas laboratoriais padrão. Durante este período, o teste sorológico pode ser jogado ou falsos negativos. Devido à importância de diagnóstico laboratorial, em especial, as consequências da “etiqueta” de um indivíduo como HIV positivo e têm uma maior segurança no controlo de sangue e seus derivados qualidade, recomenda-se que o teste detecção de reagentes de laboratório de uma possível primeira amostra foi repetido e confirmado como exigido pelas regras estabelecidas pelo Ministério da Saúde.
TRATAMENTO DA AIDS
A terapia anti-retroviral -A dirige a prevenção da replicação viral, com diferentes drogas que têm como alvo vários estágios do ciclo replicativo. Drogas anti-retrovirais actualmente disponíveis para o tratamento do HIV são vários inibidores da transcriptase reversa que actuam antes da incorporação do material genético do vírus dos inibidores da protease do cromossoma do hospedeiro e, em seguida, que actuam neste passo, e evitar formando viriões proteínas funcionais, isto é, o vírus infeccioso. O cocktail é uma combinação de dois fármacos (Chi et al., 2004).
Os inibidores de transcriptase reversa do vírus pode impedir a alterar o seu código genético no ADN-ARN, a operação necessária para multiplicar no interior das células (Costi et al, 2004).
Vários compostos naturais são utilizados nos estudos de inibição de transcriptase inversa retroviral do HIV, incluindo são taninos, compostos fenólicos, estes são caracterizados pela sua capacidade de combinar com proteínas ou outros polímeros, tais como polissacáridos (Buolamwini e Assefa 2002 ).
Desde o surgimento do vírus da Aids, a medicina tem buscado tratamentos que podem aumentar a expectativa de vida dos pacientes. O mais eficaz até agora, tem sido chamado de cocktail, que consiste em comprimidos pacientes precisam tomar diariamente para combater a doença, chamados de ARVs. Para alguns HIV-positivo, o tratamento é o martírio, porque eles sofrem com efeitos colaterais, como náuseas, diarreia, dores de estômago e dores de cabeça motivados pelo uso contínuo de medicamentos e os efeitos colaterais nocivos sobre seus corpos e prematuro envelhecimento do corpo. Mas estes só parar o vírus, mas não eliminá-lo do corpo.
SOBRE O DESCOBRIDOR DO CIENTIFICO E DA CURA
Apesar dos avanços, muitos pesquisadores em todo o mundo ainda estão tentando encontrar uma cura para a doença tornou-se uma epidemia mundial. Mas foi em Tocantins, o médico e cientista Dr. Paul Anthony Rodrigues Gouveia (Paulo Antonio Rodrigues Gouveia), que em entrevistas exclusivas vários jornais nacionais: o portal Norte, o Diário Oficial ou Progresso e Araguaia Notícias, ofereço o detalhes específicos de sua pesquisa e descoberta importante, com base em um projeto de pesquisa, estudando a cura, agora curto de pessoas com HIV.
Ele viveu por 40 anos em Araguaína, Brasil, Dr. Paulo Gouveia, ele trabalhou como técnico de laboratório no Hospital de Doenças Tropicais (HDT) e formou-se em medicina por quatro anos no Instituto Presidente Antonio Carlos Instituto Tocantinense (ITPAC) Araguaína . De acordo com um boletim oficial, trabalhando na área da saúde no Estado e Município e oferece cursos de formação e conferências, há dez anos realiza pesquisas científicas que podem mudar o curso da história da medicina na busca de uma cura AIDS, com resultados muito positivos. Ele descobriu que, por meio das propriedades de uma planta chamada Mutamba, nativa do norte da clínica pode curar esta doença.
Dr. Paulo Gouveia, não só estudou as propriedades da planta, mas também desenvolveu o projeto da cura, que é oficialmente patenteado no Brasil e da comunidade científica.
MUTAMBA
A Mutamba é uma planta tropical chamada nome científico, Guazuma ulmifolia, Família Malvaceae (Antigamente Stherculiaceae). Mutamba, é uma palavra tupi guarani que significa “fruta dura”, também chamado Guazuma, Mutambo, Araticum bravo, Head-to-negro, fruta ou Macaco Chico-magro.
Origem: Nascido em várias formações florestais da América Central e do Sul, aparecendo preferencialmente nas florestas do Brasil.
mutamba5
Guazuma ulmifolia, Família Malvaceae (Antigamente Stherculiaceae). Mutamba
JUSTIFICAÇÃO
A base teórica da pesquisa do Dr. Paulo Gouveia, o trabalho de seu avô, também cientista Dr. Francisco Cabral de Melo, especialista farmacêutico, formado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 1946, baseia-se Faina – Goiás, juntamente com colaboradores, tratamentos de documentos em vários pacientes com febre amarela, usando tanino (acúmulo de carbono, hidrogênio e oxigênio) da planta popularmente conhecida como Pithecellobiun Mutamba ou, em testes de plantas típicas região norte, e com um prognóstico favorável, com vários pacientes já tiveram a cura em 100% dos casos, sem evidência de toxicidade em nenhum deles, sendo um produto natural.
O tanino substância contendo Mutamba da planta, através da parede celular e do citoplasma atingir o vírus HIV mesmo em lugares distantes como lingonodos.
INICIO DO PROJETO E TESTEMUNHO
O cientista explica: projeto Mutamba começou há dez anos, minha mãe sempre falava sobre meu avô Francisco Cabral de Melo, farmacêutico, meu avô estava em tratamento em 1946 pacientes com febre amarela, com uma taxa de cura de cem por cento. Mais tarde, um médico, comecei a pesquisar e encontrei o Guazulma ulmifolia mais conhecido como (Mutamba). O cientista, então, realizada uma pesquisa e começou a apresentar o projeto em 23 de outubro de 2010, apresentou o projeto em Porto Alegre em Pastoral Aids, pouco depois, conseguiu um contato laboratórios Kyolab, com os quais foram realizados e outras evidências de inibição foram de 30 por cento, os testes foram feitos pelo Dr. Amilcar Tanure, um dos melhores cientistas e pais de citologia, Dr. Amilcar Tanure realizada reteste, que foi de 100 por cento do inibição sem citotoxicidade, agora, após quatro anos de muitas lutas, nós estamos aqui para dar continuidade ao projeto funcional. Precisamos do apoio de toda a sociedade, para que este projecto avance que vai ajudar as pessoas, não só no Brasil, mas em todo o mundo, para superar esta doença.
DESCRIÇÃO DO PROJETO
Os seus estudos demonstraram que a casca e entrecasca Pithecellobiun conhecido como (Mutamba) são ricas em componentes com propriedades farmacológicas. Este apresenta alcalóides triterpeno e uma quantidade significativa de tanino (Costi et al. 2004).
As propriedades de taninos são ligados à sua capacidade para formar complexos de proteínas envolvidas na protecção de tecidos, em comparação com o ataque microbiológico. Ele também dá as propriedades gustativas agrupadas sob o termo adstringência, tem anti-radicais livres e pode consumir a energia do oxigênio dissolvido, ou seja, têm propriedades farmacológicas interessantes e função antioxidante também mostram atividade potente contra a replicação do HIV (Cocuzza, 2001).
ESTUDO GERAL
Para identificar a eficácia do substrato planta Pithecellobiun (Mutamba) como um inibidor da transcriptase inversa na replicação viral (a polimerização de moléculas de DNA a partir de moléculas de RNA enzima, muitas vezes o oposto do que acontece em células) do HIV, com redução do risco de toxicidade.
ESTUDO ESPECIFICO
  • identificar o peso molecular de tanino, que tem uma acção inibidora da transcriptase inversa retroviral do HIV, com um menor risco de toxicidade.
  • Promover a redução da carga viral, preservando a função do sistema imunitário.
  • Retardar a progressão da doença, modificando a história natural do HIV.
JUSTIFICATIVA DO ESTUDO
Embora o início da terapia, diminui a partículas virais indetectáveis​​, o vírus persiste nos vasos no corpo, tais como linfócitos T adormecido. A aparência e a taxa de desenvolvimento de resistência a várias combinações de drogas disponíveis no mercado o stress é também um factor limitador. No entanto, um fator que torna ainda mais difícil para a terapia anti-HIV é a alta incidência de efeitos colaterais causados ​​por medicamentos disponíveis hoje. Estudos realizados por Ligani Jr. e seus colegas mostraram que esta é a principal causa de falhas na adesão à terapia anti-retroviral (20,5%), que é caracterizada principalmente por vômitos, diarreia, náuseas e dor abdominal, bem como dor cabeça e até mesmo mudanças na cor da pele.
O uso de plantas medicinais é o resultado do acúmulo secular de dados empíricos sobre o estoque de conhecimento sobre as plantas de diferentes grupos étnicos. Eles são relevantes para a padronização da produção e comercialização de técnicas de ervas questões importantes, no entanto (De Clercq, 2000).
As ervas encontrados em quantidades relativamente elevadas de compostos fenólicos. O seu papel é essencial para proteger os tecidos contra o ataque de insetos, fungos ou bactérias. É considerado um sistema de defesa passiva relativamente eficiente. As plantas também podem produzir grandes quantidades de fenóis de uma alteração na superfície das células vivas: protecção está activa. O melhor exemplo é dado pela picada de insetos nas folhas que são a fonte de galhas.
Durante dez anos árvore Mutamba foi observado e percebi que em algum momento no ano, teve uma forte presença de galhas, seca atingindo quase 70% comprometimento da árvore e, a cada dia que passa a planta estava se recuperando, mostrando resistência à praga que anteriormente alcançado.
Em 1946, Faina – GO, testes especialista Francisco Cabral de Melo, Farmacêutica UFRJ, e colegas conduziram, não documentadas em pacientes com febre amarela, usando Mutamba tanino, que tem um baixo peso molecular, com um prognóstico favorável e cura ele foi bem sucedido em 100% dos casos, sem evidência de toxicidade em qualquer um deles, uma vez que é um composto natural.
Moléculas de taninos foram testados com a intenção de encontrar uma droga eficaz contra o HIV. Kilkuskie e colegas observaram galotaninos pesquisa mostrou atividade inibitória apenas em concentrações tóxicas, elagitaninos e taninos condensados ​​inibir a replicação viral e os taninos complexos mostraram potente atividade contra a replicação do HIV. Eles concluíram que a actividade anti-HIV por taninos exibida é devido à inibição da transcriptase inversa, impedindo assim a replicação viral.
Isso justifica a alta relevância da pesquisa com uma menor taninos peso molecular e menor toxicidade.
ESTUDO DOCUMENTADO DE CASO CIENTÍFICO PARA EXEMPLO
DBDS extrato paciente, de 47 anos, do sexo masculino, HIV estado +/- há 10 anos, ela começou o tratamento com Pithecellobiun (Mutamba), em 22 de janeiro de 2011, usado por 30 dias e realizou os seguintes exames :
Hemograma completo (03/02/11)
HT: 46,0%
Hm: 5,04
Hb: 16.10
Plaquetas: 126.000
Leucócitos: 3000
Objetivo: 62
Total de Linfócitos: 34
Em linfócitos: 1020
B: 3
Hemograma completo (25-08-11)
Ht: 39%
Hm: 4.3
Hb: 13
Plaquetas: 144.000
Leucócitos: 4200
Meta: 46
Total de Linfócitos: 44
Relacionados: 1848
PCR PCR quantitativo (22/09/2011) – Laboratório Alvaro. Método RT – PCR (abade verdadeiro HIV Equipe I)
Resultado: não detectado
Referência: não detectado
O tratamento com o tanino extraído Pithecellobiun na inibição da transcriptase reversa do HIV de PCR para zero. O hemograma completo foi feito no final de oito meses e foi normal.
RESULTADOS
Diante dos resultados, o Dr. Gouveia, tem vindo a testar as moléculas de taninos Mutamba, com a intenção de encontrar uma droga eficaz contra o HIV desde que de acordo com a pesquisa, o vírus da febre amarela e HIV são iguais em termos de estrutura. Em entrevista, o médico especialista, explica o tratamento dirigido a duas pessoas com HIV. Oito meses após a conclusão do seu tratamento, e os testes de PCR específicos, como exames de sangue que detectam a carga viral foram negativos em relação ao diagnóstico da evolução da doença. Isto significa que os vírus se replicar, eles pararam em sua multiplicação no corpo dos pacientes, “Eles se viraram para zerar a carga viral, e restaurado em 15 kg ou 10 kg de peso corporal, a eficácia do tratamento está praticamente comprovado” diz o cientista e médico, explicando que agora os cientistas e revisões técnicas Biópcia é comprovada a eficácia do produto e 100%. Dr. Gouveia também explica que, porque é um remédio natural, não tem contra-indicações e não há continuidade impedimento ético-moral e massa pode ser aplicada na população infectada. O tratamento é apenas para pessoas que foram identificadas com o vírus HIV.
TRATAMENTO EFICAZ SOBRE O PROTOCOLO PARA HIV
Gestão do Tempo:
Gestão do Tempo:
O tratamento para pacientes com HIV, dura apenas 30 dias.
Ingredientes básicos de cura natural:
Como a droga ainda não é quimicamente tratada, o médico dá a simples receita de como preparar o remédio na mão para consumo:
– Cinqüenta folhas de os topos das árvores maduras
– 2 litros de água
preparação:
As folhas devem ser misturados com 200 ml de água pura e moído num misturador.
Após este procedimento, adicionar 1800 ml de água remanescentes. O paciente deve tomar a medida de um liquidificador 200 ml, 2 vezes ao dia, a cada 12 horas. Este deve ser administrada todos os dias, durante trinta dias consecutivos.
COMENTÁRIOS
O médico ressaltou que o tratamento eficaz apresentada pode depender da região em que a planta é Mutamba. Neste caso, sua eficácia tem sido comprovada em plantas que originaram no clima e altitude dos estados de Goiás e Tocantins. “Você não pode fazer todas as plantas de outras regiões”, adverte.
PROTOCOLO DE TRATAMENTO DE HIV AIDS
O protocolo completo para o tratamento do vírus HIV, está amplamente descrita na seguinte relação:
PESQUISA DE PROPIEDADE
A descoberta foi patenteada e 19 outubro de 2010, a pesquisa Dr. Gouveia, segundo ele, já está liberado pelo Instituto Nacional de Patentes, chamou a atenção para as doenças infecciosas ou especialistas em doenças infecciosas de várias partes do Brasil e o mundo, visando realizar o tratamento de pacientes HIV-positivos. Em colaboração com especialistas em doenças infecciosas e realizar o tratamento de uma centena de pacientes Araguaína.
PRÓXIMO PASSO
No final da entrevista, o Dr. Gouveia informa que o pedido enviado pelo Centro de Investigação ITPAC através do coordenador do curso de Medicina, Dr. Elvio Machado, a fim de continuar os estudos no comando do Instituto, “A aplicação foi bem recebido pelo coordenador.
TESTE
Nós teste e reteste em vitrio com 100% de inibição, sem citotoxicidade, e seguiu os pacientes inoculados, todos com sucesso.
As pessoas infectadas com o HIV, que usaram o extrato Guazulma ulmifolia (Mutamba) foram tratados em grande número, atualmente tem mais de uma centena de pessoas compareceram a zero a carga viral e CD4 padronizado, com documentação completa do processo bem sucedido.
APOIO DO GOVERNO E EMPRESAS E NECESSARIO
E, atualmente, projeto eficaz e comprovada ainda não tem o apoio do governo federal ou de instituição médica. Atualmente, o projeto de pesquisa tenha sido pago por fundos e recursos.
Apoio para que se deseja é necessário inocular tantos doentes e ajudar as pessoas em todo o mundo. O apoio do governo de governos em todo o mundo, em cada país para eliminar completamente o vírus vai precisar.
Por isso, o apoio de todos os governos e as organizações sociais, instituições que vivem é necessária para ajudar a impedir que o vírus HIV e AIDS Project trazer Mutamba atingir os objetivos iniciais de cura para o grande número de pessoas infectadas e que sofrem de este mal.
LISTA DE VIDEOS
https://www.youtube.com/watch?v=cCnPgaMYEr0&list=PLOyK5NwgRB1Xbtkg8oryIdU8SXQ6-kIP4
CONTATO DIRECTOR DO PROJETO MUTAMBA CONTRA HIV
Médico e Científico- CRM-2107-TO Project Manager
Dr. Paulo Antônio Rodrigues Gouveia
Brasil, residente na Rua, número 236, Setor Couto, Araguaina
CONTATO E CORREIOS PARA OS GOVERNOS E INSTITUICOES CIENTIFICAS:
E-mails:
Primário: paulogouveia.gouveia@bol.com.br (Projeto Global CHEFE).
Secundário: paulogouveia.gouveia@gmail.com
Call Center – CENIC MUTAMBA: cenic-mutamba@gmx.com
telefone:
Centro de Pesquisa: +55633414 0719
Chefe Global de telefone móvel do projecto: +5563 9263 2664
LIBERAÇÃO DE DESCOBRIMENTO NOS MEIOS
Ver relatos generalizados de descoberta:


<iframe width="614" height="376" src="https://www.youtube.com/embed/XNq-DZeCdFg" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
 
 
<iframe width="614" height="376" src="https://www.youtube.com/embed/ELDtRIpW5-o" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
 
 
<iframe width="614" height="376" src="https://www.youtube.com/embed/ol-B5ykpxtg" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
! ajude com uma doaçao dados para deposito banco do brasil agencia 06432 conta 263508

emagrecer,dieta,abnoplastia,

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs